Outras: Marcello Thomaz pode ficar afastado das pistas em 2008

Nova realidade do automobilismo, onde a condição financeira tem falado mais alto que a capacidade técnica, tem dificultado a sequência da carreira do brasileiro.

Com os principais campeonatos de automobilismo espalhados pelo mundo dando o pontapé inicial na temporada 2008, o piloto brasileiro Marcello Thomaz continua na busca por um lugar para correr neste ano. As dificuldades encontradas nas negociações, levam o piloto a analisar a possibilidade de ficar parado em 2008, ou até mesmo encerrar uma carreira de 13 anos de conquistas.


“Há muito tempo venho realizando contatos com equipes de diversas partes do mundo e a situação não é boa, pois em 99% dos casos está sendo preciso pagar para competir. Sou valorizado pela minha experiência e meu currículo, mas não consigo com isso nada além de um “desconto” na temporada”, explicou Thomaz.


“Não estou no automobilismo por hobby, busquei durante toda minha carreira me tornar um profissional e viver do esporte, mas infelizmente não está sendo possível. Essa nova realidade se deve à pilotos milionários e de sobrenomes, os quais compram suas vagas através de suas “vantagens”. Conheço diversos pilotos pelo mundo com talento, no mínimo igual aos que hoje estão na Formula 1, mas que passam desapercebidos devido à falta de oportunidade”, comentou o brasileiro.


Marcello conta em seu currículo com o título de campeão Paulista de Kart e do Campeonato Parilla de Kart, ambos em 1999; duas participações na Seletiva Petrobras de Kart; campeão da Copa Brasil de Kart em 2001; 2º lugar nas 500 Milhas da Granja Viana de 2002; pole position das 500 Milhas da Granja Viana de 2003, ano em que foi o 5º colocado na Fórmula Renault Brasil com 1 vitória, duas pole positions e seis pódios. Em 2005 foi o 3º colocado na Fórmula 3 Sul-americana, com três vitórias, seis pole positions e onze vezes entre os três primeiros colocados, além de vencer o concurso “Capacete de Ouro” da Revista Racing na categoria Fórmula.


Nos últimos dois anos disputou parte do Campeonato alemão de Fórmula 3 e da categoria de turismo Seat Leon Supercopa. Nos monopostos obteve um 2º lugar correndo em Nurburgring, além de conseguir em cinco oportunidades classificar seu time entre os três primeiros colocados. Ainda no ano passado, o brasileiro fez parte do desenvolvimento do novo motor Volkswagen, que estréia este ano no Campeonato Europeu de Formula 3. Marcello acredita que até o final do mês de abril será tomada a decisão sobre a seqüência de sua carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *