Outras: Paulo Radetzki é o novo campeão brasileiro de Arrancada de Tratores

O piloto da equipe Brutus, que no ano passado venceu o GP de Não-Me-Toque foi vice-campeão brasileiro, chega a seu primeiro título nacional.


Pilotando o trator da equipe Brutus, equipado com motor MWM, Paulo Radetzki, de Maripá, sagrou-se ontem (domingo) campeão brasileiro de Arrancada de Tratores. Vice-campeão do ano passado, Paulo venceu o GP Vipal, disputado sábado e ontem (domingo), no Tratoródromo de Maripá, na região Oeste do Paraná. Paulo derrotou na final Ivan Schanoski, também de Maripá, que corre pela equipe Azulão. Os dois simplesmente inverteram o resultado do ano passado, quando Ivan foi o campeão e Paulo o vice.


Na terceira colocação se classificou o maripaense Dorval Conci Júnior, da equipe Conci Motorsport, campeão de 2004, que venceu o toledano Valdecir Rohloff, da equipe Família Wagner. Na quinta colocação ficou David Bretzke, da equipe Metracol, enquanto que o paraguaio Alexandre Poland, da equipe QM, estreou no Brasileiro de Arrancada de Tratores conquistando o sexto lugar. O Paraguai contou ainda com a participação dos pilotos Anderson Flávio Lottermann, da equipe Bruttus II, e Lívio Osvaldo Foster, da equipe Cavalo de Aço.



Promovido pela HSJ Desenvolvimentos, organizado pelo Automóvel Clube de Maripá, supervisionado pela Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e com o patrocínio da Vipal e da Firestone, a quarta edição do Campeonato Brasileiro atraiu um público superior a 10 mil pessoas. O sorteio de dois veículos Brasília, com kit férias foi uma das atrações. Iracema Detner, de Maripá, ganhou a sorteada sábado à noite, ao passo que Márcio da Silva, de Santa Helena, levou a sorteada no domingo.



A prova apresentou equilíbrio desde as primeiras baterias classificatórias de sábado à noite e se estendeu até a decisão de domingo à tarde, Destaque para Anildo Schanoski, o Kindy, da equipe 601, que se constitui no piloto mais rápido da competição e quebrou o recorde do Tratoródromo de Maripá por três vezes seguidas, até estabelecer a marca de 9s381 para os 201 metros da pista. O recorde anterior de 9s489 pertencia a David Bretzke.



Quebrando um recorde atrás do outro, Anildo dominou a competição até a última bateria classificatória quando quebrou o eixo do seu trator. A equipe não conseguiu fazer os reparos a tempo e por isso ele ficou fora da seqüência da competição. Anildo foi homenageado no pódio pelo primo Ivan Schanoski, que lhe ofereceu o troféu de vice-campeão. Os dois têm como preparador Ivanir Lazarin.



Vitória do trabalho



Paulo Radetzki diz que o título brasileiro é a vitória do trabalho. “Desde que vencemos em Não-Me-Toque no ano passado, estamos investindo na equipe e treinando muito. Fomos vice no ano passado e quebras impediram que brigássemos pela vitória em Fraiburgo (SC) e Não-Me-Toque este ano. Dedico o título aos familiares e todos os integrantes da equipe”, afirma Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *