Outras: Velocidade na Terra ganha espaço no Paraná

A Copa Paraná será disputadas em autódromos construídos em Toledo, Mercedes e Marechal Cândido Rondon, na região Oeste do Estado.

As corridas de carros em autódromos de terra cresce a cada ano no Paraná. Os campeonatos de Velocidade na Terra ganham espaço e a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) acaba de criar mais uma competição. Trata-se da Copa Paraná, que será disputada em quatro etapas, em autódromos de Toledo, Mercedes e Marechal Cândido Rondon, todos na região Oeste do Paraná.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que a Copa Paraná foi criada como opção para os clubes e pilotos da região Oeste. “Assim como criamos a Copa Paraná de Arrancada e os resultados foram positivo, estamos criando agora também na Velocidade na Terra. O Campeonato Paranaense prossegue normalmente com provas na região Metropolitana de Curitiba, Ponta Grossa e região Norte”, frisa Rubens Gatti.

A Copa Paraná de Velocidade na Terra terá a coordenação de Nelci Ferrari, dirigente da FPrA, que reside em Toledo. Ela explica que a primeira etapa será disputada no dia 11 de março, no Autódromo de Novo Sarandi, distrito de Toledo. A segunda etapa está marcada para o dia 6 de maio, no Autódromo Arroio Guaçu, em Mercedes. A terceira acontecerá no dia 5 de agosto, no Recanto das Águas, em Marechal Cândido Rondon, ao passo que a quarta e última etapa do certame será disputada no dia 7 de outubro, no Autódromo de Ajuricaba, também em Marechal Cândido Rondon.

Segundo Nelci Ferrari, a Copa Paraná de Velocidade na Terra será disputada nas categorias Fórmula Tubular (gaiolas), Super Fórmula Tubular, Kartcross (com motores 2 tempos e 4 tempos) e Marcas N (multimarcas).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *