Papo de Box: Marcello Thomaz estréia coluna no SpeedRacing.com.br

Passado os testes de pré-temporada, partimos para a rodada de abertura do Campeonato Alemão de Fórmula 3, disputada no circuito de Oschersleben. Começamos os treinos de maneira positiva, ficando na 10ª colocação ao final dos treinos livres de sexta-feira e na segunda posição entre os carros 2004. Esta disputa aliás, que tem o nome de Recaro Trophy, é o meu grande objetivo na atual temporada, pois um excelente resultado entre os carros 2004 neste ano pode me garantir uma vaga na próxima temporada na classe principal.
Mas o nosso otimismo após o resultado de sexta-feira acabou indo por água abaixo na manhã de sábado, literalmente. Disputado sob chuva, o treino classificatório foi bem complicado para mim. Na primeira volta que dava no circuito, perdi o controle do carro e saí da pista. Com o motor apagado e a bateria do carro arriada, tive dificuldades para retornar ao traçado e quando consegui, perdi muito tempo nos boxes justamente para a troca da bateria. Ou seja, com isso, só tive tempo suficiente para fechar uma volta no final da classificação e fiquei com a 23ª colocação no grid. Apesar da pista estar seca, a corrida também foi complicada, recheada de acidentes, o que fez com que o safety car ficasse na pista por sete das 13 voltas da prova. Com poucas voltas em bandeira verde, tive pouco para fazer, mas mesmo assim consegui subir dez posições da minha posição do grid, terminando a corrida na 13ª colocação, quarto lugar na Recaro Trophy.

No domingo de manhã, disputamos o treino classificatório da 2ª prova do ano, que seria relizada naquele mesmo dia mais tarde. Novamente choveu durante o treino e a minha adaptação na pista molhada com os pneus coreanos Hankook não foi a ideal, mal conseguia manter o carro no traçado, muito menos tentar acompanhar os carros que iam a minha frente e dessa maneira fiquei na 22ª colocação. Pista seca novamente para a corrida em mais uma prova difícil neste circuito de pouquíssimos pontos de ultrapassagem, recebendo a bandeirada final na 14ª posição e em quinto lugar pela Recaro Trophy, o que me permitiu sair da rodada de Oschersleben na quarta colocação na tabela de pontos da disputa entre os carros 2004.

Logo na semana seguinte, fomos para Hockenheim, onde foi realizada a segunda rodada dupla do campeonato no mesmo circuito utilizado pela Fórmula 1 no Grande Prêmio da Alemanha. Com uma programação diferente da primeira rodada, disputamos os treinos classificatórios na sexta-feira, com uma prova ocorrendo no sábado e outra no domingo. Na classificação da 3ª etapa, enfim um treino com poucas adversidades e conseguimos colocar o nosso carro na 8ª posição no resultado geral, 2º lugar no Recaro Trophy. Foi um excelente resultado tanto para mim como para a equipe Swiss Racing Team, mas nossa alegria não durou muito. Na classificação para a 4ª etapa, onde tínhamos feito algumas modificações no carro que nos permitiriam melhorar ainda mais a nossa performance, um princípio de incêndio logo que deixei os boxes acabaram com o nosso treino. Foi um susto, pois de repente a fumaça tomou conta do cockpit e só pensei em encostar o carro e sair dali. Graças a Deus foi só um susto e os estragos no carro não foram muito grandes, mas não completamos uma volta no treino e assim larguei na 30ª e última posição do grid, ou seja, mais uma prova complicada pela frente.

No sábado, queria fazer uma boa corrida para esquecer os problemas do dia anterior, mas logo na largada um problema no carro, que só viria a ser descoberto no dia seguinte, fez com que o motor “morresse” e eu ficasse parado no grid. Tive sorte, pois todos os 22 carros que vinham atrás de mim conseguiram desviar e fazendo o carro pegar no tranco parti para a corrida. Em mais uma prova de recuperação, terminei em 15º lugar no geral e em quinto pela Recaro Trophy.

No domingo não tivemos nenhum treino de aquecimento e fomos direto para a corrida, e quando fui partir para a volta de apresentação o carro “morreu” de novo. Consegui sair novamente no tranco, mas estranhei o carro ter morrido da mesma maneira do dia anterior e imaginei um problema mais sério no câmbio. Como o câmbio que utiliamos é sequencial, comecei a contar as marchas que estavam engatando e só tinha cinco da seis marchas. Como não podiam ser as marchas mais altas, já que acompanhava o pelotão nas partes rápidas da pista, cheguei a conclusão que só poderia ser a primeira marcha. Como ia largar da última colocação, sair em segunda marcha não seria arriscado e fui para a corrida com uma marcha a menos mesmo. Mais uma etapa ganhando várias posições, desta vez foram 17 posições no total. O resultado final foi a 13ª colocação e novamente em quinto na Recaro Trophy, o que foi muito comemorado por toda a equipe devido a excelente performance e as várias ultrapassagens conseguidas na pista.

Após as duas primeiras rodadas duplas, estamos na quarta posição entre os carros 2004. Teremos um ano de muito trabalho pela frente, com muito desenvolvimento a ser feito no carro por mim e pela equipe. Mas nada é impossível, no momento temos carro para andar entre os primeiros colocados na classificação geral e com certeza iremos nos aproximar ainda mais dos ponteiros no transcorrer do ano, sempre lembrando que nosso principal objetivo nesta temporada é brigar pelas primeiras posições da Recaro Trophy. União e trabalho sempre foram receitas de sucesso e isso já existe entre eu e a Swiss Racing Team, por isso acredito que em breve estaremos colhendo os frutos dessa parceria. Até a próxima etapa, nos dias 13 e 14 de maio em Lausitz. Conto com a torcida de vocês.

Um grande abraço

Marcello Thomaz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *