Papo de Box: O feriado dos porques…

Estou aqui de novo no Speedracing com a minha coluna mensal, polemica as vezes, mas já que o Vitor me deu e dá liberdade para eu expor minhas idéias aqui… vamos lá…
Terminei esse feriado no domingo lá pelas 23:00 hrs com tantos “porquês” que mal conseguia dormir… fiquei ali pensando se eu estou louco ou o nosso mundo ( automobilismo, claro ) enlouqueceu…, por isso achei legal compartilhar com vocês meus “porquês” para refletirmos juntos.

No sábado foram: Por que o Massa errou tanto na classificação? Porque a Ferrari soltou o Massa com transito na pista ? Será que o Ross Brawn está tão mal assessorado assim ou será que é o Massa que está mal assessorado? Por que o big boss Lucca di Montezemolo diz que não gostou de ver o Massa com o dedo em riste ao seu engenheiro reclamando de terem mandado ele entrar na pista no momento errado? Não pode reclamar? Será que ele não conhece o estado psicológico de um piloto quando desce do carro após uma pisada de bola dessas?

Por que o Ron Dennis declarou á imprensa que o Kimi poderia e deveria ter sido 4 décimos mais rápido na classificação, portanto sua corrida poderia ter sido diferente? Porque o Kimi nunca veio a imprensa dizer o porque de tantas vezes o seu carro lhe deixou na mão? Será que se a Mclaren tivesse quebrado menos no ano passado ele teria sido campeão ?

Por que o Rubinho tomou denovo do Button se aparentemente ele estava com menos combustível? Tanto é que na corrida ele foi o primeiro a entrar para o pit stop …

Bem… ainda não acabou… agora tem o domingo…

Porque o Rubinho não dificultou a vida do Massa e do Alonso na largada na Tamburello? Aliás essa curva hoje é de média baixa e tanto o Massa como o Alonso estavam do lado de fora…, portanto vou mudar o meu porque… Por que o Rubinho deixou os dois passarem ele por fora na Tamburello? Por que na relargada, depois do absurdo que o Ide fez com o Albers, o Rubinho deixou literalmente todos abrirem uns 5 segundos dele? Por que o mecânico do Button virou a placa com a escrita “GO” no seu segundo pit stop se o carro ainda estava sendo abastecido? Que lambança… Por que o Briatore mandou o Alonso fazer o pit stop no momento em que ele estava brigando muito com o Michael e tinha combustível suficiente para pressionar o piloto da Ferrari por mais umas 5 voltas? Tanto é que se vocês se recordam o pit stop do Alonso durou 6.3 segundos, dos normais 8.5… Por que o Briatore achou que antecipando o pit stop do Alonso ele ganharia esses 2 segundos de abastecimento em cima do Michael na pista, uma vez que, se ele continuasse na pista pressionando o alemão ele poderia esperar o alemão entrar e tentar umas 3 voltas rápidas, já  que ele era em média 2 segundos mais rápidos que ele… sim ele entraria com 6 segundos de vantagem…

E finalmente por que o Bruno Senna correu um ano de kart, outro de Fórmula “alguma coisa” (ainda lembro dele aqui na escola de pilotagem andando comigo) e estréia nesse ano na Fórmula 3 com vitórias e um segundo lugar em 4 baterias na Austrália e ganhando as 2 etapas iniciais do campeonato inglês ?

Pois é pessoal… coloquei, ou melhor,  dividi com vocês as minhas duvidas… duvidas porque como piloto sei que não podemos ter certeza de nada que acontece no carro dos outros e na corrida que não estamos correndo, portanto… A única coisa que posso dizer é que esse “barraco” esta cada vez pior… erros, troca de acusações e transferências de responsabilidade… de quem anda atrás claro… que coisa !!!

A única coisa que tenho certeza é que estamos “a pé” na F1… E que tem pilotos que merecem estar onde estão, como o alemão que mais uma vez mostrou porque ele é multicampeão e que tem também pilotos que não merecem estar onde estão, mas esses eu não vou dar nomes… deixo com vocês…

E para fechar essa coluna tenho a minha última certeza… O Bruno chegou merecida mente na F3 com resultados que muitos pilotos com larga experiência e muitos anos de bagagem não tiveram… sei também que ele vai ter apoio de gente pesada no ramo.. natural.

Só peço a Deus e torço muito para que ele não seja mais uma eterna promessa e sim uma futura realidade.

Um abraço a todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *