Papo de Box: Revendo os amigos da Fórmula 3 Alemã, por Marcello Thomaz

No início do mês de junho fui procurado pela equipe Swiss Racing Team, a mesma que defendi em 2006 no Campeonato Alemão de Fórmula 3, se poderia voltar a competir por eles na 3ª rodada do torneio deste ano em Nurburgring. Com a folga no calendário da Seat Supercopa, que volta as pistas no final de junho, aceitei o convite e assim pude voltar ao circuito onde fui ao pódio na temporada passada.
Algumas coisas mudaram na categoria desde minha última participação. Neste ano, os pneus coreanos Hankook foram substituídos pelos japoneses Yokohama e a divisão principal da categoria utiliza motores Opel preparados pela Spiess numa configuração que deixa o motor mais confiável e com custos reduzidos. Outra coisa que mudou foi que as principais equipes tiveram uma maior evolução durante a pré-temporada, ampliando a vantagem para as demais.

Tínhamos um fator que prejudicava um pouco nosso final de semana, o curto periodo de treino que antecipava as classificações. Sendo assim, foi bem difícil encontrar uma configuração, tanto em relação à suspensão, assim como a pressão dos pneus, e acabamos conquistando a 6ª e a 8ª posições para o grid das duas provas.

Por falar em pressão dos pneus, ela acabou sendo nossa principal arma para as provas. Além de pequenos ajustes para melhorar o desempenho do carro, resolvemos usar nas provas uma calibragem um pouco mais alta, o que deixou o carro rápido no início da prova. Na primeira corrida, quase não conseguimos por em prática a nossa estratégia, já que com o motor apagado na largada, fiquei parado no grid. Graças a Deus não fui atingido por ninguém e consegui voltar a corrida na última posição. Conseguimos um bom ritmo e realizando várias ultrapassagens recebi a bandeirada final na 7ª posição.

Na segunda corrida as coisas foram mais promissoras para nós. Larguei bem e logo na primeira parte da prova fiz três ultrapassagens, alcançando a 5ª colocação. Pelo fato de termos apostado mais no início da prova, perdemos um pouco de rendimento na segunda metade, mas a diferença que obtive no início foi suficiente para que eu não fosse incomodado, e assim garanti mais alguns pontos para a equipe.

O fim de semana foi positivo. Só o convite feito pela Swiss Racing Team já foi um reconhecimento ao bom trabalho que fiz com eles no ano passado. E além disso, fiquei satisfeito ao ser aplaudido na pista pelo chefe da equipe após o desempenho demonstrado aqui em Nurburgring.

Foi muito bom voltar aos monopostos e rever alguns amigos, mas agora volto minha atenção para a Seat Supercopa, que disputa  mais uma rodada em Norisring nos dias 23 e 24 de junho.

Até lá e um grande abraço a todos
    Marcello Thomaz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *