Pick-Up: Pilotos desafiam pista mais longa do Brasil

Já começaram as atividades de pista para os pilotos do Campeonato Brasileiro de Pick-up Racing, que disputam neste fim de semana a 3ª e 4ª etapas da temporada, em forma de rodada dupla, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília (DF). Além do Brasileiro de Pick-ups, quem for ao circuito verá a 7ª e 8ª etapas da Fórmula 3 Sul-Americana e a 4ª do Trofeo Maserati.

O traçado misto do autódromo é o mais longo do País, com 5.475 metros. “É um circuito muito técnico e um erro numa curva estraga as duas curvas seguintes”, explica Franco Stedile, que ainda está se adaptando, já que só havia corrido no anel externo da pista, quando a Pick-up Racing disputou sua última corrida em Brasília, há dois anos.

O piloto da Gramacho Racing, que divide a vice-liderança do Campeonato com Marcel Wolfart e Eduardo Heinen, trocou a Chevrolet S10 com a qual disputou as duas últimas temporadas, pelo modelo Agrale Marruá e está se dando bem. Foi quinto colocado em Tarumã (RS) e terceiro em Curitiba (PR), quando seu companheiro de equipe, Alexandre Gramacho também subiu ao pódio, na quarta colocação.

Os resultados obtidos colocam a Agrale na vice-liderança do Campeonato de construtores, atrás da Chevrolet, que disputa o Campeonato com o modelo S10. A Ford vem na terceira posição, com a Ranger, e a Dodge, representada pela Dakota de Flávio Marcílio está em último lugar.

Nesta sexta-feira, os pilotos começaram os treinos livres em Brasília entre os seis primeiros colocados. Agora, partem para o classificatório deste sábado com expectativa de largar pelo menos na terceira fila. “Como será uma rodada dupla, pretendo somar pelo menos 20 pontos aqui. Quero me beneficiar pelo grid invertido entre os oito primeiros colocados da primeira para a segunda corrida e, para tirar melhor proveito da regra, preciso ficar entre os cinco primeiros nas duas”, planeja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *