Porsche GT3 Cup 997: Em final eletrizante, Paludo vence prova histórica

Cinco primeiros colocados ficaram separados por meio segundo na linha de chegada.

Um final de tirar o fôlego, com direito a uma bandeirada histórica em que os cinco primeiros colocados cruzaram a linha de chegada em meio segundo. A prova de abertura do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil 997 deixou em pé o público presente ao Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). O gaúcho Miguel Paludo, bicampeão da categoria, liderou Leo Burti, Alex Barros, Ricardo Rosset e Clemente Lunardi no grupo de pilotos que receberam juntos a bandeirada.

Paludo liderou todas as voltas da prova, mas em momento algum teve vida fácil. Alex Barros comprovou ter no Porsche GT3 Cup a mesma habilidade que o levou a conseguir sete vitórias no Mundial de Motovelocidade: largou bem, tomou o segundo lugar de Ricardo Rosset e atacou Paludo em todas as voltas transcorridas com bandeira verde. Leo Burti, que pulou de sétimo para terceiro na largada, manteve-se próximo dos líderes, aguardando uma oportunidade de subir de posição. Ela surgiu na última volta, quando Barros tentou ultrapassar Paludo na primeira perna do S de alta. Ele chegou a ficar na frente, mas em posição desfavorável, pelo lado externo da curva, e foi ultrapassado por Paludo e Burti. Essa manobra favoreceu a aproximação de Rosset e Lunardi, que receberam a bandeirada logo em seguida.

Após o pódio, Paludo cumprimentou os demais pilotos e comentou sua corrida. “O Alex está de parabéns pela corrida. Ele acabou me tocando ao colocar o carro dele ao lado do meu e me ultrapassar, mas consegui me manter na pista. Completei a última curva preocupado com a sujeira na pista e, para ter tração, fiz em terceira marcha e não em quarta, como é usual. Foi uma corrida fantástica, apesar do grande número de intervenções do safety car”, resumiu. Burti, segundo colocado, afirmou ter visto Barros procurando espaço para ultrapassar Paludo e se manteve em posição de tirar proveito de alguma eventualidade: “Larguei bem e fiquei atrás dos dois primeiros. O Alex tentou ultrapassar o Miguel e os dois acabaram perdendo algum tempo na manobra. Passei o Alex e quase consegui ultrapassar o Miguel, mas ele manteve a posição”. Para Barros, o terceiro lugar foi um ótimo resultado: “Tudo é novidade para mim e fiquei muito contente com o resultado. Tentei ultrapassar o Miguel na última volta, mas não deu certo… Passei o Miguel, mas estava por fora na segunda perna, perdi tração na saída e tirei o pé para não causar um acidente”.

As emocionantes voltas finais compensaram plenamente o grande número de intervenções do safety car. A primeira delas aconteceu logo na primeira volta: Beto Posses ficou parado na área de escape do S de alta após receber uma batida de Sérgio Ribas e ter a roda traseira esquerda quebrada. Poucas voltas mais tarde, Ricardo Baptista também bateu depois de perder a roda dianteira esquerda em virtude da quebra da ponta do eixo. O safety car entrou na pista mais uma vez para a remoção do carro de Baptista, que foi plenamente recuperado para a segunda corrida do dia graças ao esforço dos mecânicos do Porsche GT3 Cup. Em seguida, o safety car precisou continuar para a remoção de outro carro, de Lucas Molo. O piloto carioca, que fazia sua segunda corrida no Porsche GT3 Cup, teve o radiador de água de seu carro danificado após rodar nas primeiras voltas, mas continuou na prova mesmo com o líquido vazando. Com a refrigeração prejudicada, o motor superaqueu e, como consequencia, um vazamento de óleo que se transformou em incêndio quando o lubrificante caiu sobre o escapamento.

Resultado final da prova1 do Porsche GT3 Cup 997:
1) 77-Miguel Paludo, 13 voltas em 26:29.572, média de 108,78 km/h
2) 87-Leo Burti, a 0.166
3) 4-Alex Barros, a 0.316
4) 1-Ricardo Rosset, a 0.449
5) 7-Clemente Lunardi, a 0.596
6) 99-Tom Valle, a 1.482
7) 55-Marcel Visconde, a 2.514
8) 89-Daniel Paludo, a 6.573
9) 34-Maurizio Billi, a 7.016
10) 2-Elias Azevedo, a 8.420
11) 36-Charles Reed, a 11.050
12) 63-Sérgio Ribas, a 11.356
13) 11-Omilton Visconde Jr., a 12.209
14) 92-Ricardo Vianna, a 14.587
15) 9-Guilherme Figueirôa, a 27.304
16) 10-Adalberto Baptista, a 3 voltas (câmbio)
17) 73-Felipe Johannpeter, a 4 voltas (saída de pista)
18) 46-Lucas Molo, a 7 voltas (rodada/vazamento de líquido/superaquecimento)
19) 27-Ricardo Baptista, a 9 voltas (ponta de eixo/acidente)
20) 51-Otávio Mesquita, a 11 voltas (câmbio)
21) 52-Beto Posses, a 13 voltas (colisão/roda quebrada)

Volta mais rápida: Leo Burti, 1:24.139, média de 158,09 km/h

Todos com Porsche 911 GT3 Cup 997 com pneus Yokohama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *