Rally: 3º Rally da Cana começa nessa quinta-feira em Pirassununga

A sossegada Pirassununga, a 206 quilômetros da Capital Paulista, começa a ter seu cenário transfigurado. E, embora seja véspera de Páscoa, a mudança em nada lembra coelhinhos, ovos de chocolates ou outros ritos do feriado santo.

Pilotos e suas respectivas equipes chegam à cidade para a disputa do 3º Rally da Cana, válido pelas terceira e quarta etapas da Copa RallySP Cross Country 2008, que começa amanhã (20) e segue até sábado (22). Todos os participantes estarão concentrados na fábrica da Motor Trailer (Rodovia Anhanguera, km 207), local onde acontecem as vistorias técnicas, a partir das 15 horas, e do briefing das equipes, marcado para às 21 horas.

Muita adrenalina é aguardada para os três dias de provas. Com a previsão de pancadas de chuvas para amanhã, sexta e sábado, os 225 quilômetros de trechos cronometrados podem apresentar lama e poças d’água, apimentando ainda mais o clima da competição. Para os líderes nos Carros, Reinaldo Varela/ Marcos Macedo (Rally Brasil), calma é a palavra chave deste desafio. “Vamos tentar manter a liderança no campeonato, como sempre, mantendo nosso ritmo com cautela”, disse o experiente piloto. Varela completou, em 2007, 25 anos de carreira em provas off-road.

A dupla vice-líder da categoria Pró garantiu animar a disputa. “Em minhas três participações como piloto do Mitsubishi, conquistei sempre o pódio. A idéia é manter esse ritmo e trazer para casa mais uma boa colocação”, conta Jean Azevedo, companheiro do navegador Youssef Haddad.

Para os líderes nos Caminhões, Amable Barrasa e José Papacena (Autoliner), o objetivo é o mesmo. Na classificação, a diferença da dupla é pouca em relação aos segundos colocados, André Azevedo/ Maykel Justo – de apenas três pontos. “É ainda cedo e difícil definir uma visão mais clara da liderança por esta pouca diferença na pontuação. Nos preparamos com equipamento para uma prova rápida, como nos foi informado. Tomara que a chuva prevista não aconteça desta vez”, assegura a piloto Barrasa.

No local de concentração das equipes, o público poderá ver de perto tanto as duplas quanto os automóveis, picapes, protótipos e caminhões inscritos nas cinco categorias do torneio. É deste mesmo local que as duplas partem com seus veículos para os deslocamentos iniciais, na manhã desta sexta-feira (21). Como a largada das especiais fica a cerca de 14 quilômetros da base do evento – deslocamento por rodovia pavimentada, a SP-225, sentido Analândia –, e chegada a dois quilômetros da Motor Trailer, as equipes de apoio não precisarão sair do acampamento ao final de cada bateria. De acordo com Deco Muniz, promotor do evento, o percurso está configurado em 325 quilômetros no total – 225 deles em trechos cronometrados e outros 100 em deslocamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *