Rally: Apesar de batida, Kimi se satisfaz com estreia no rali

Após um primeiro dia que incluiu uma batida suficiente para derrubar uma árvore, Kimi Raikkonen não encontrou problemas semelhantes na segunda e última jornada do Rali do Ártico, neste sábado. Apesar do peculiar acidente, o finlandês se disse contente com sua estréia oficial a bordo do Citroen da equipe Red Bull Junior.

Antes deste fim de semana na Lapônia, Raikkonen já havia participado, como convidado, do Campeonato Mundial de Rali (WRC). Atualmente, o Rali do Ártico não faz mais parte do calendário da categoria, que começará apenas em 14 de fevereiro na Suécia, e sim do Campeonato Finlandês da modalidade.

Na sexta-feira, as “coisas não correram exatamente do melhor modo”, como admitiu o campeão de Fórmula 1 de 2008, já que ele se envolveu em um acidente que derrubou uma árvore. Até aquele momento, o piloto estava entre os primeiros colocados da prova e por isso mesmo aprovou o rendimento no geral.

“Por sorte não houve prejuízos na parte mecânica do carro e pude continuar no rali”, continuou Raikkonen. “Agora temos mais alguns quilômetros na bagagem, o que é vital para continuar a entender o Citroen do WRC. Também fiquei satisfeito com a performance e o trabalho do time”.

Diretor da Citroen, Benoit Nogier também mostrou felicidade ao comentar a estreia do finlandês, que a cada quilômetro foi batido por apenas cerca de 0s8 pelo espanhol Dani Sordo, piloto oficial da marca e terceiro colocado das últimas duas temporadas do Mundial. “Ele foi tão rápido que conseguiu superar o contratempo, preparando-se bem para o Rali da Suécia”, analisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *