Rally: Caminhões Ford da equipe Autoliner concluem com êxito o Rally dos Sertões

A chegada aconteceu na sexta-feira e a equipe subiu ao pódio na festa de premiação que ocorreu no sábado (28), em Natal (RN).

Caminhões Ford da equipe Autoliner, foram postos a prova e chegaram inteiros após 10 dias no final do maior rali da América Latina, o Rally dos Sertões. A disputa aconteceu entre o centro-oeste e o nordeste brasileiro de 18 a 27 de junho, a prova largou de Goiânia (GO) e chegou a Natal (RN). A equipe festejou o resultado, ficaram em vice na categoria T4.1 (caminhões até 4.801kg), e na T4-2 (caminhões de 4.801kg a 8.500 kg).


A primeira colocação na geral dos caminhões ficou com Edu Piano/ Solón Mendes/ Davi Fonseca (Ford), com o tempo de 31h51min07s; em segundo ficou Amable Barrasa/ José Papacena Neto/ Raphael Bettoni (Ford), com 33h31min45s. Em terceiro, André Azevedo/Maykel Justo/Ronaldo Pinto (Mercedes-Benz), com 36h05min29s e em quarto Ulisses Marinzek/José de Carvalho / Evandro Bautz, com 38h50min27.


Para o bicampeão do Rally dos Sertões, Amable Barrasa, do caminhão Ford F-4000, o grau de exigência está maior a cada edição. “Aprendemos a cada ano e o considero o resultado positivo. Chegamos sem maiores problemas, completamos todas as especiais, sinal de que nossa estratégia deu certo. Foi uma prova de fogo com certeza para o caminhão que está pronto para mais um Rally dos Sertões. Ainda temos alguns detalhes para arrumar e testar, mas estamos no caminho certo no desenvolvimento dos dois caminhões”, ressaltou o piloto Barrasa.


“Foi um rali complicado. As especiais exigiram bastante do navegador e o piloto tinha que dominar as técnicas de pilotagem. Somos vitoriosos por termos chegado ao final com o equipamento completo. Um grande desafio para toda a equipe e estou satisfeito com o resultado”, afirmou Ulisses Marinzeck, piloto caminhão Ford Cargo 1722e.


O navegador José Papacena Neto deixa uma sugestão para o próximo ano. “Para ver o grau de dificuldade realmente, ano que vem deveria ser feita a prova ao inverso. Começar em Natal e terminar em Goiânia”. E, fez uma reclamação: “A última especial não deveria ter acontecido para os caminhões grandes, pois ficaram atolados. Os patrocinadores, familiares e o público que aguardavam a chegada dos gigantes há mais de duas horas. O brilho e a festa ficaram ofuscados, pois passaram pela rampa muito tarde”, finalizou o navegador.


Com largada no dia 17 de junho em Goiânia (GO), o 16º Rally Internacional dos Sertões passou por seis Estados em 10 dias de competição, somando 4.734 quilômetros, em meio a paisagens tipicamente brasileira, com chegada nesta sexta-feira, 27, no Forte dos Reis Magos em Natal (RN). Na categoria caminhões não houve a presença de veículos estrangeiros. O Rally Internacional dos Sertões 2008 foi válido etapa do Campeonato Mundial para carros e para motos.


A equipe paulista conta com o patrocínio de Autoliner, Autometal, CIE Automotive, Ford, Eaton, Bioauto, BorgWarner e apoio dos rastreadores Pamajhon Sat.


Mais informações pelo: www.equipeautoliner.com.br


Confira os resultados dos Caminhões:


Geral
1 – Edu Piano / Sólon Mendes / Davi Fonseca (Brasil) – Ford – 31:51:07
2 – Amable Barrasa / Papacena Neto / Raphael Bettoni (Brasil) – Ford – 33:31:45
3 – André Azevedo / Maykel Justo / Ronaldo Pinto (Brasil) – Ford – 36:05:29
4 – Ulisses Marinzeck / Evandro Bautz / José de Carvalho (Brasil) – Ford – 38:50:27


T4-1
1 – Edu Piano / Sólon Mendes / Davi Fonseca (Brasil) – Ford – 31:51:07,3
2 – – Amable Barrasa / José Papacena Neto / Raphael Bettoni (Brasil) – Ford – 33:31:45


T4 – 2
1 – André Azevedo / Maykel Justo / Ronaldo Pinto (Brasil) – Ford – 36:05:29
2 – Ulisses Marinzeck / Evandro Bautz / José de Carvalho (Brasil) – Ford – 38:50:27

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *