Rally: Campeonato Gaúcho tem campeões definidos

Prova realizada em Erechim foi marcada por muita lama na pista, pericia das duplas e festa dos vencedores do campeonato.

Rali de velocidade exige muita pericia dos pilotos. Mas ele não anda sozinho. Para acelerar o carro ao máximo, depende das coordenadas repassadas por navegadores durante a prova. Os carros mais potentes podem andar a mais de 200 km/h. E tudo isso em estradas de terra. Adicione a isso chuva e uma grande quantidade de lama. Foi isso que 18 duplas enfrentaram no sábado, 14, na disputa da última etapa do Campeonato Gaúcho de Rali de Velocidade, na cidade de Erechim, norte do Estado.

A forte chuva da manhã de sábado deixou as estradas extremamente lisas para a prova que teve largada à tarde. Nas primeiras especiais (trechos cronometrados) os competidores ainda tiveram um pouco de chuva. E a prova era decisiva, apontaria os campões do estadual nas quatro categorias em disputa: N4 (a mais forte com carros de tração integral), N2 (carros de tração 4×2 e motor até 1,6 litros), A6 (carros de tração 4×2 e motor até 1,6 litros com preparação livre) e R1 (carros de tração 4×2 e motor até 2,0 litros e não homologados).

Na N4 os paulistas Paulo Nobre/Edu Paula não venceram a prova mas devido a pontuação, acabaram conquistando o título. Os vencedores da prova foram os vice-campeões Milton/André Pagliosa que ganharam todas as seis especiais disputadas no dia.

A categoria A6 teve vitória dos “dinossauros” Roland Koller/Claudio Pagliosa, eles que são de Erechim. Eles venceram a prova e também garantiram o campeonato. Alexandre Figueiredo/Leandro Krey chegaram em segundo e ficaram com o vice-campeonato.

Uma disputa caseira na categoria N2, a mais forte da temporada depois da N4. Tiago Mocelin/Robson Giacomel ainda tinham chances de garantir o campeonato contra José Barros Neto/Emilia Abadia. Mas José Barros não deu chance. Venceu a prova e conquistou o tricampeonato na categoria. A dupla de Tiago restou comemorar a conquista do título de navegadores garantida para Robson Giacomel.

Outra disputa caseira na categoria R1. Marcelo da Silva/Mauricio da Silva até foram melhor na prova, chegando na segunda colocação, numa prova quase impecável da dupla. Mas a regularidade e o terceiro lugar de Beloni Brandão/Vinicius Anziliero rendeu o título à dupla. Beloni conquistou seu quinto campeonato. Vinicius venceu o primeiro.

Para o diretor de rali de velocidade da Federação Gaúcha de Automobilismo, José Francisco Puente de Barros o campeonato Gaúcho foi um sucesso em 2009. “Queríamos fazer uma competição forte e conseguimos. Já estamos encaminhando algumas novidades para a próxima temporada que devem deixar a competição ainda mais forte”, destaca José Francisco que também pode comemorar na prova a conquista do filho, José Barros Neto.

 

Estreias no rali

O Rali de Erechim encerrou o ano no Campeonato Gaúcho de Ralie também marcou algumas estreias. Eduardo Scheer tem sido uma das revelações do rali nacional. Ele foi campeão brasileiro em 2008 na categoria N2 Light e em 2009 na A6. Viu o pai, Oswaldo ser campeão este ano na categoria mais forte a N4. E de presente ganhou a chance de competir também entre os carros de tração integral.

Sua estreia na categoria N4 foi em Erechim, neste sábado. Ao lado do navegador Geferson Pavinatto com quem core desde o início da carreira, Eduardo andou a bordo de um Misubishi Lancer, o mesmo utilizado pelo pai no Brasileiro. O jovem piloto chegou a vencer a primeira especial do dia, mas uma quebra mecânica o tirou da prova na terceira especial.

Quem também fez sua estreia foi a dupla Volnei Hollas/Cicero Bridi. A boro de um Peugeot 206 eles andaram na nova categoria R2, uma categoria que pode ser efetivada pela FGA em 2010 como “porta de entrada” para novos competidores. O “batismo” teve chuva e lama. Mas eles conseguiram um bom tempo e terminaram a prova na 12º lugar de 18 carros que largaram.

 

Dirigente comemora boa prova em Erechim

Claudio Pagliosa já tinha motivos de sobra para comemorar no sábado. Como navegador ele também foi campeão Gaúcho na categoria A6 ao lado do amigo e piloto Roland Koller. Mas Claudio também é organizador do Rali de Erechim. E neste sábado os competidores encontraram uma prova bem diferente das que estavam acostumados em anos anteriores.

Uma das novidades foi montar o parque de apoio junto a Praça da Bandeira, no centro da cidade. “Foi muito bom isso. Conseguimos trazer o rali ainda mais perto da comunidade”, destaca Claudio. Outra novidades se refere as especiais (trechos cronometrados). Todas as três disputadas eram novas.

Algumas destas novidades podem até ser implementadas na edição de 2010 do Rally Internacional de Erechim que receberá a única etapa brasileira do Campeonato Sulamericano. “Acho que temos de pensar sim já para o próximo ano. O rali na praça foi sensacional, mas no Internacional a realidade é outra, estrutura muito maior e infelizmente não será possível fazer o mesmo”, explica Claudio.

Quanto as especiais, duas empolgaram. “A especial 2 se mostrou muito boa e pode ser mantida. A especial 3 é clássica, muito boa. Nesta temos que definir apenas se ela terá o Salto dos Verdureiros, já conhecido pelo público. Já a especial 1 tem que ser reavaliada pois possui um grande trechos de terra vermelha que nos complica em caso de chuva”, conclui Claudio.

 

RESULTADO FINAL DO RALI DE ERECHIM

CATEGORIA N4

1) Milton Pagliosa/André Pagliosa – Mitsubishi Lancer – 45min03

2) Paulo Nobre/Edu Paula – Mitsubishi Lancer – 46min30

Não completaram: Eduardo Scheer/Geferson Pavinatto

CATEGORIA N2

1) José Barros Neto/Emilia Abadia – GM Celta – 46min44

2) Tiago Mocelin/Robson Giacomel – Fiat Palio – 47min25

3) Cleberson Casarotto/Cleiton Casarotto – GM Celta – 49min28

4) Maicon Soares/Gabriel Moraes – Fiat Palio – 55min06

CATGEORIA A6

1) Roland Koller/Claudio Pagliosa – Peugeot 206 – 49min50

2) Alexandre Figueiredo/Leandro Krey – VW Gol – 56min35

CATEGORIA TROFÉU PEUGEOT

1) Fábio Dall Agnol/Marcelo Dalmut – Peugeot 207 – 48min14

2) Gabriel Boff/Gilson Rocha – Peugeot 206 – 51min22

CATEGORIA R1

1) Celso Zilio/Emerson Morandi – VW Passat – 56min02

2) Marcelo da Silva/Mauricio da Silva – VW Gol – 52min26

3) Beloni Brandão/Vinicius Anziliero – VW Fusca – 1h06min

4) Luiz Tenebro/Giovani Bordin – GM Vectra – 1h09min

Não completaram: Gleisson Assis/Roberto Machry

CATEGORIA R2

1) Volnei Hollas/Cicero Bridi – Peugeot 206 – 57min22

Não completaram: Marcos da Silva/Elton Palkewich

 

CLASIFICAÇÃO FINAL DO CAMPEONATO GAÚCHO DE RALI

CATEGORIA N4

1) Paulo Nobre/Edu Paula – Mitsubishi Lancer – 43p

2) Oswaldo Scheer/Gilvan Jablonski* – Mitsubishi Lancer – 39p

3) Milton Pagliosa/André Pagliosa – Mitsubishi Lancer – 38p

4) Leandro Brustolin/Daniel Cecconello – Mitsubishi Lancer – 14p

5) Eduardo Scheer/Geferson Pavinatto – Mitsubishi Lancer – 1p/14p

CATEGORIA N2

1) José Barros Neto/Emilia Abadia – GM Celta – 71p/48p

2) Tiago Mocelin/Robson Giacomel – Fiat Palio – 56p

3) Cleberson Casarotto/Cleiton Casarotto – GM Celta – 37p

4) Maicon Soares/Gabriel Moraes – Fiat Palio – 13p

5) Cristiano Borges/Francisco Dal Cortivo – Fiat Palio – 10p

6) Matheus Dall Agnol/Daniel Camozzato – Fiat Palio – 5p

CATGEORIA A6

1) Roland Koller/Claudio Pagliosa – Peugeot 206 – 49p

2) Alexandre Figueiredo/Leandro Krey – VW Gol – 43p

3) Roberto Theodoro/Ernani Waschburger – Peugeot 206 – 17p/4p

4) Luis Stédile/Lucas Generosi – Peugeot 206 – 13p

5) Eduardo Scheer/Geferson Pavinatto – Renault Clio – 10p

6) Alexandre Horn/Gilson Yoshimura – Peugeot 206 – 10p

7) Gabriel Boff/Vitor Hugo Boff – Peugeot 206 – 7p/20p

CATEGORIA R1

1) Beloni Brandão/Vinicius Anziliero – VW Fusca – 43p

2) Marcelo da Silva/Mauricio da Silva – VW Gol – 34p/19

3) Celso Zilio/Emerson Morandi – 32p

4) Caciano Fochesatto/Alessandre Soares – Seat Ibiza – 13p

5) Gleisson Assis/Roberto Machry – Seat Ibiza – 13p

6) Lauro Rossler/Jeferson Pinheiro – VW Gol – 13p

7) Daniel Salles/Galeno Puente – VW Gol – 10p

8) Marcos da Silva/Elton Palkewich – Fiat 147 – 7p

9) Luiz Tenebro/Giovani Bordin – GM Vectra – 5p/22p

(*) Não disputou número suficiente de provas para efeitos de pontuação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *