Rally Dakar 2022 – 10ª e antepenúltima etapa

Nesta quarta-feira, dia 12/01, foi disputada a 10ª etapa, entre Wadi Ad Dawasir e Bisha, 757 km com uma especial muito veloz de 374 km.
Motos
Etapa repleta de surpresas, vencida pelo australiano Toby Price Racing (KTM), 2’09’’ à frente do argentino Luciano Benavides (Husqvarna) e 3’35’’ do francês Adrien Van Beveren (Yamaha).
Resultado muito lucrativo para o francês. Ele retomou a liderança da classificação acumulada enquanto seus adversários que largaram no pelotão da frente, como o chileno José Ignácio Cornejo (Honda), o americano Ricky Brabec (Honda), principalmente o austríaco Matthias Walkner (KTM) e o britânico Sam Sunderland (GasGas), que eram líder e vice-líder, cometeram erros de navegação. Pior para o defensor do título de 2021, o argentino Kevin Benavides (KTM), que abandonou a prova com problemas mecânicos.
Faltando apenas duas etapas para o final da prova, Van Beveren está 5’59’’ à frente de Sunderland e 6’15’’ do chileno Pablo Quintanilla (Honda). Walkner caiu para a 4ª posição.
Quadriciclos
Vitória brasileiro Marcelo Medeiros (Yamaha), 2’25’’ à frente do polonês Kamil Wisniewski (Yamaha) e 6’44’’ do francês Alexandre Giroud (Yamaha). O dia foi marcado pela quebra do Yamaha do americano-argentino Pablo Copetti.
Após a etapa Giroud lidera com mais de 2 horas de vantagem para Wisniewski. O argentino Francisco Moreno (Yamaha) é o 3º colocado. Medeiros está na 6ª posição.
Carros
Vitória dos franceses Stéphane Peterhansel e Edouard Boulange (Audi RS Q e-tron), seguidos pelos espanhóis Carlos Sainz e Lucas Cruz (Audi RS Q e-tron). A 3ª posição ficou coma dupla do argentino Orlando Terranova e o espanhol Daniel Carreras (BRX Hunter).
Esta foi a 49ª etapa vencida por Stéphane Peterhansel. Falta apenas uma para ele se igualar ao recordista de todos os tempos nos carros, o finlandês Ari Vatanen. Em termos absolutos o francês é o recordista. Somando aos sucessos com as motos, Peterhansel tem 82 vitórias.
A Toyota parece ter dado ordens para as duplas dos sul-africanos Giniel De Villiers / Dennis Murphy e Henk Lategan / Brett Cummings escoltarem a dupla do catariano Nasser Al Attiyah e o francês Mathieu Baumel. Eles andaram juntos todo o dia.
Com esta segurança extra e a meta de manter a liderança da prova, Nasser Al-Attiyah e Mathieu Baumel concluíram a etapa na 7ª colocação. Eles estão 32’40’’ à frente da dupla do francês Sébastien Loeb e o belga Fabian Lurquin (BRX Hunter), 5ª colocada na etapa. A dupla do árabe Yazeed Al-Rajhi e o britânico Michael Orr (Toyota) continua na 3ª colocação da geral.
Os brasileiros Marcelo Gastaldi e Cadu Sachs (buggy Century CR6) ficaram com a 23ª colocação no dia. Na acumulada estão na 31ª posição.
Protótipos Leves T3
10ª vitória da dupla do americano Seth Quintero o alemão Dennis Zenz (OT3), 2’22’’ à frente da dupla da espanhola Cristina Gutiérrez e o francês François Cazalet (OT3). 3ª posição para a dupla do sueco Sebastian Eriksson e o holandês Wouter Rosegaar (Can-Am).
Com mais este sucesso, Quintero é o 2º piloto a acumular 10 vitórias de etapa em um único Dakar, depois do francês e Pierre Lartigue em 1994.
Mesmo com a 12ª posição na etapa, os chilenos Chaleco López e Juan Pablo Vinagre (Can-Am) continuam como líderes na acumulada, 55’56’’ à frente de Eriksson e Rosegaar (Can-Am). A 3ª posição na geral é da dupla do espanhol Fernando Alvarez e o francês Xavier Panseri (Can-Am).
SSV / UTV T3
Vitória da dupla do lituano Rokas Baciuška e o espanhol Oriol Mena (Can-Am), 1’58’’ à frente dos poloneses Aron Domżała e Maciej Marton (Can-Am). 3ª posição para os espanhóis Gerard Farres Guell e Diego Ortega Gil (Can-Am).
A dupla do americano Austin Jones e o brasileiro Gustavo Gugelmin Navegador Rally (Can-Am) completou a etapa na 5ª posição, garantindo a liderança na acumulada, onde está 11’54’’ à frente de Gerard Farres Guell e Diego Ortega e 15’38’’ dos poloneses Michal Goczal e Szymon Gospodarczyk (Can-Am).
Numa reprise das três etapas anteriores, os brasileiros Rodrigo Luppi de Oliveira e Maykel Justo (Can-Am) eram os mais rápidos no início da especial, mas terminaram com a 9ª colocação. Na acumulada estão na 6ª posição.
Caminhões
Pódio exclusivo da Kamaz com vitória do atual campeão e líder do rally, o russo Dmitry Sotnikov, 1’27’’ à do seu rival mais próximo na luta pelo título, o russo Eduard Nikolaev. O russo Andrey Karginov chegou 22’’ atrás de Nikolaev.
Na acumulada os 4 primeiros são Kamaz. Sotnikov tem 10’18’’ sobre Nikolaev, 44’27’’ sobre o russo Anton Shibalov, seguido de Karginov.
Próxima etapa
Nesta quinta-feira, dia 13/01, será disputada a 11ª e penúltima etapa. Será um laço de 500 km partindo e voltando a e Bisha, sendo 345 km de especial.
Foto divulgação: Florent Gooden / Frédéric Le Floch / Flavien Duhamel / Marcelo Maragni / DPPI / ASO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *