Rally Dakar: Destaque entre os UTVs, brasileiro é premiado na categoria T3

Um dos principais nomes do grupo de competidores de UTV que disputou o Dakar 2013, competição encerrada hoje em Santiago do Chile, o brasileiro Reinaldo Varela retorna amanhã (segunda, 21) para São Paulo trazendo um presente especial na bagagem. O atual campeão da Copa do Mundo da FIA de Rally Cross Country na categoria T2 recebeu na capital chilena o troféu de terceiro colocado na categoria T3, solo, classe que reúne buggies como o do holandês Tom Coronel e na qual se enquadra o Can-Am Commander que ele pilotou no evento iniciado dia 5 em Lima, no Peru. Para o representante do Divino Fogão Rally Team o resultado foi muito melhor do que o esperado:

“Quando embarquei para o Chile estabeleci como meta terminar a prova, sem me preocupar com a posição. Certamente não viajei para passear, mas não esperava andar entre os primeiros, muito menos ser o vencedor de algumas etapas entre os concorrentes com UTV.”

A jornada de 8.574 km, que entre Lima e Santiago do Chile cruzou a Cordilheira dos Andes duas vezes e teve como pausas as cidades de Pisco, Nazca, Arequipa, Arica, Calama, Salta, San Miguel de Tucumán, Córdoba, La Rioja, Fiambalá, Copiapó e La Serena, sendo que nas três ultimas Varela foi o mais rápido entre os pequenos UTVs. A maior causa do otimismo contido no seu embarque para Lima era o fato de que iria fazer o trajeto entre cidades peruanas, argentinas e chilenas seguindo uma planilha para ser interpretada sem o auxílio de um navegador, algo inédito em sua longa carreira:

“Isso nunca tinha acontecido comigo em mais de 30 anos de rallies. Enfrentar essa situação em uma prova tão dura foi um obstáculo dos maiores que já enfrentei na minha vida esportiva. Apesar do resultado, não sei se voltarei a disputar o Dakar outra vez sem a ajuda de um navegador.”

De outras dificuldades recorrentes durante a travessia de altiplanos, salares, desertos e rios a mais complexa foi a fina poeira que caracterizou a maior parte do percurso. “Havia horas em que eu me aproximava de um concorrente, mas era obrigado a aliviar porque não dava para enxergar nada. Era preciso ter calma e esperar um local seguro para completar a ultrapassagem sem riscos”, explicou o piloto, que retorna amanhã para São Paulo.

Resultado geral da Categoria T3
1) Williams Alcaraz (França), Polaris/UTV, 57h57m19, 40º colocado na geral;
2) Nicolas Duclos (França)/Sébastien Delaunay (França), Polaris/UTV, 64h53m22, 55º;
3) Tom Coronel (Holanda), 66h05m48, 56º;
4) Reinaldo Varela (Brasil), Can-Am Commander/UTV, 66h19m27, 58º;
5) Francisco Lopez Bailart (Chile)/Sebastián Vergnolle (Argentina), Can-Am Commander, 67h38m05, 60º;
6) Jurgen van der Goorbergh (Holanda), Suzuki, 70h51m06, 66º;
7) Martha Mariño (Colômbia)/Carlos Bustamante (Colômbia), Can-Am Commander, 89h21m14, 87º;
8) José Antonio Blangino(Argentina)/Adriana Andreani (Argentina), Polaris, 90h39m21, 88º;
9) Pablo Dono (Chile)/Juan Pablo Cerdá(Chile), Can-Am Comannder, 102h27m12, 89º;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *