Rally Dakar: Dia no Dakar teve zebra nas motos e disputa acirrada nos carros

A cidade chilena de Copiapó assistiu nesta terça-feira às vitórias de velhos conhecidos, como Carlos Sainz nos carros, Firdaus Kabirov nos caminhões e Alejandro Patronelli nos quadriciclos. Entre essas feras, um novato: o americano Jonah Street, que faturou o primeiro lugar entre as motos.

A bordo de uma Yamaha, ele venceu a segunda especial de Dakar em sua vida, e a primeira nesta edição. Por sinal, sua participação em 2011 era para lá de discreta, acumulando resultados ruins, como o 53º lugar anteontem e a 34ª colocação ontem. Pois hoje, no trecho de 235 quilômetros cronometrados em Copiapó, ele deixou para trás astros como Marc Coma e Cyril Despres, se transformando na grande zebra.

Street precisou de 3h06min56 para completar o percurso, ficando 3min38 à frente do belga Frans Verhoeven. Os líderes Marc Coma e Cyril Despres se perderam em meio à neblina no início da etapa. Assim, Despres acabou em sétimo (a 6min03) e Coma em nono (a 7min08). Já Jean Azevedo foi o 13º (a 9min15).

A classificação geral tem Coma em primeiro, seguido por Despres (a 8min14) e Francisco Lopez Contardo (a 23min33). A estrela do dia, Jonah Street, é apenas o 14º, atrás inclusive do brasileiro Jean Azevedo, em nono.

Histórias repetidas – Exceto pela surpresa nas motos, o Dakar teve roteiros conhecidos hoje. Alejandro Patronelli venceu pela quinta vez neste Dakar, seguindo na liderança folgada entre os quadriciclos – o argentino leva para os dias finais da prova uma vantagem de 1h16min23 para o vice-líder.

Entre os carros, o triunfo acabou com Carlos Sainz, atual campeão e piloto que mais venceu especiais na atual edição. Com a de hoje, já são cinco. O resultado serviu para que ele se aproximasse de seu companheiro de Volkswagen, Nasser Al-Attiyah, que lidera com apenas 3min18 de frente.

Já nos caminhões, o russo Firdaus Kabirov conheceu sua terceira vitória no Dakar de 2011, o suficiente para recolocá-lo na dianteira. Agora, o piloto da KTM tem 4min11 de vantagem para Vladimir Chagin, seu grande rival na luta pelo título.

Fonte: Webventure

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *