Rally Dakar: Em prova espetacular, Robby Gordon vence a 12ª especial

A sorte pode ter voltado para Robby Gordon. Após ter enfrentado problemas com seu Hummer no dia anterior e ainda correndo sob o fantasma de ser desclassificado do Dakar, o piloto norte-americano esmagou a concorrência durante a 12ª etapa do rali.

Na prova desta sexta-feira (13), Gordon – que foi o 22º piloto a largar hoje – precisou de 2h14min32s para completar a especial de 245 quilômetros entre as cidades peruanas de Arequipa e Nasca, com uma média de quase 110 quilômetros por hora. Ele foi 15min18s mais rápido que o russo Leonid Novitskiy, segundo colocado da etapa. Em terceiro, ficou Giniel De Villiers, 22min06 atrás de Gordon.

Alguns dos favoritos da categoria passaram por problemas ao atravessar trechos com dunas. Foi o caso de Stéphane Peterhansel, que concluiu a especial 26min27s atrás de Gordon. Outro que se deu mal foi Nani Roma, que terminou 23min38s atrás do líder.

Na classificação geral, o francês Peterhansel ainda lidera com 35h19min04s, 20 minutos de diferença para o espanhol Roma. O sul-africano Villiers é o segundo (1h06min40) e Gordon o terceiro (1h44min04s).

Jean Azevedo terminou a prova em 15°, com o tempo de 3h28min36s. Ele permanecia entre os 15 melhores pilotos da categoria na classificação geral, mas teve computado hoje uma punição de 5 horas por causa de um atraso na chegada durante a 10ª. Desta forma, o brasileiro caiu para a 24ª posição na geral.

Pesados Os holandeses Gerard de Rooy e Hans Stacey foram hoje, respectivamente, o primeiro e o segundo mais rápidos entre os caminhões. De Rooy fechou a etapa em 2h59min00, 32 segundos à frente de Hans Stacey.

Agora, só uma fatalidade tiraria o título de Rooy, que mantém vantagem de 56min30s sobre seu compatriota Stacey.

O brasileiro André Azevedo, que foi o 11° piloto a largar na etapa, terminou em 7° lugar, com o tempo de 3h17min10. Em entrevista divulgada por sua assessoria de imprensa, André saudou o trabalho do navegador Maykel Justo na prova. “A navegação foi perfeita! Em determinado momento, dois caminhões fizeram rotas inversas e o Maykel optou por um terceiro caminho, o correto”, explicou o piloto, atual 8° colocado na classificação geral.

Fonte: Webventure.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *