Rally Dakar: Fim do Dakar 2010. Mas não para Kolberg

Mitsubishi Pajero Sport Flex continua na estrada. Agora, Klever segue guiando de Buenos Aires até São Paulo, com escala em Porto Alegre para mais testes.

O Rally Dakar terminou neste sábado (16) com a última especial, entre Santa Rosa e Buenos Aires – e um deslocamento total de 707 quilômetros -, mas para o piloto Klever Kolberg e o navegador Giovanni Godoi, do Valtra Dakar Eco Team, o desafio continua.

“Para nós não foi Buenos Aires-Iquique-Buenos Aires, mas sim São Paulo-Buenos Aires-Iquique-Buenos Aires-São Paulo. Em vez de nove mil quilômetros, foram 14 mil”, brincou Kolberg. Assim como nos dias que antecederam o rally, Klever optou por colocar o Mitsubishi Pajero Sport Flex na estrada já no deslocamento entre as capitais paulista e argentina, como uma forma de teste.

O carro é o primeiro a competir, na história do Dakar, usando etanol como combustível. “Ao contrário da ida até a Argentina, a volta não se tratará de um grande teste. Mas como é fizemos uma revisão bem básica no carro, é uma quilometragem grande para se fazer e checar todos os componentes”, disse Klever, que fará uma parada de dois dias em Porto Alegre – para mais uma bateria de testes com o Pajero.

“Foi um rally bem duro, bem difícil para todos os competidores, e para nós, por ser um projeto novo, um conceito mais voltado para o lado ambiental, foi especial – e especialmente difícil. Agora o desafio continua. Vamos com o carro até Porto Alegre para uma bateria de testes com o carro e depois seguimos guiando para São Paulo”, afirmou Kolberg, cuja chegada à capital paulista está prevista para a noite do dia 20.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *