Rally Dakar: Lenda no Dakar, francês Peterhansel conquista seu 10º no rali

Foram apenas 29 quilômetros de especial para Stéphane Peterhansel chegar ao seu décimo título no Dakar. O francês conduziu seu Mini, entre as cidades de Pisco e Lima, em 25min55s.

Sua vantagem na classificação geral sobre Nani Roma, vice-campeão do rali, foi de pouco mais de 40 minutos – o espanhol passou boa parte desta última semana a aproximadamente 20 minutos atrás do francês, mas teve um atraso significativo na especial ontem.

O polonês Krzysztof Holowczyc, que despontou inicialmente com rival nas primeiras etapas, caiu de rendimento na metade final do Dakar, por conta de problemas mecânicos – pela mesma razão, o atual campeão Nasser Al-Attyah abandonou a competição.

Outro potencial rival de Peterhansel, o norte-americano Robby Gordon, também chegou a ameaçar a liderança do francês, mas o piloto dos Estados Unidos afastou-se da disputa pelo título nas últimas especiais e ainda correu o restante da competição sob a ameaça de ser desclassificado de vez.

Nascido no pequeno município de Vesoul, Peterhansel já havia levado os títulos nas motos em 1991, 1992, 1993, 1995, 1997 e 1998 – todas pela Yamaha – e nos carros em 2004, 2005 e 2007 – pela Mitsubishi.

Jean em 23°. Jean Azevedo finalizou sua participação no Dakar com o 13º melhor tempo. Pela primeira vez competindo com uma picape Nissan, o brasileiro cravou exatos 28 minutos ao cruzar a linha de chegada – pouco mais de 5 minutos de defasagem sobre o tempo de Robby Gordon, vencedor de hoje.

Na classificação geral, Jean terminou em 23º. O piloto chegou a figurar entre os quinze mais rápidos, mas tomou uma dura penalidade – 5 horas – por conta de uma atraso durante a chegada na 10º etapa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *