Rally Dakar: Rondônia Racing vive ansiedade ‘pré Dakar’

O piloto Julio Bonache e o navegador Lourival Roldan estão há poucos dias de embarcarem para Buenos Aires, na Argentina, e aguardar a largada do 32º Rally Dakar. A competição acontece de 1º a 17 de janeiro e a preparação da equipe já está na reta final.

O piloto Julio Bonache e o navegador Lourival Roldan vivem dias de correria total. São muitas as burocracias para resolver e diversos detalhes técnicos e mecânicos para finalizar antes de embarcarem para a maior aventura off road da Terra: o Rally Dakar.
A Rondônia Racing já está confirmada para a 32ª edição da competição, que acontece entre os dias 1º e 17 de janeiro entre a Argentina e o Chile. O Rally Dakar Argentina Chile terá 9.030 quilômetros e largará de Buenos Aires. Depois disso, passará pelos municípios de Colón, Córdoba, La Rioja, Fiambala, Copiacó, Antofagasta de La Sierra, Iquique, La Serena, Santiago, San Juan, San Rafael, Santa Rosa, com chegada também em Buenos Aires.
Praticante de cross country há três anos, Bonache estreará no famoso “Rali da Morte”. Mas para conquistar um bom resultado e escapar das armadilhas do roteiro, o piloto contará com a navegação do experiente Roldan, que em 2010 contabilizará sete participações no Dakar. “Nosso objetivo é completar a prova, o que já será um sonho realizado. Já pensou, um piloto de Rondônia deixando muitos ‘gringos’ na poeira? É para isso que vamos lutar, e se possível terminar entre os 20 primeiros na Geral, e quem sabe trazer um troféu de ‘Estreante’”, projetou Bonache.
A Rondônia Racing segue para a disputa com uma Mitsubishi L200 Evo Prom, com preparação da equipe ProMacchina, seguindo as especificações exigidas pela FIA – Federação Internacional de Automobilismo. A picape tem motor diesel 300 cv, câmbio sequencial Sadev, suspensão Ohlins, diferenciais e blocantes italiano, tanque de 400 litros FIA, turbinas preparadas especialmente para o Dakar da BorgWarner, entre outros.
“O Dakar na América do Sul se mostrou mais complicado que na África. É muito difícil transpor as areias e dunas, que são bastante íngremes e menos aderentes, proporcionando trabalho extra até mesmo aos competidores mais experientes e aos potentes carros de fábrica. A edição de 2010 prevê bem mais areia do que no ano passado, com dois dias em Copiapó, além das dificuldades de Iquique. Sem esquecer de San Rafael, que vitimou vários participantes em seu curto trajeto”, recordou Roldan.
Para não ficar na atrás dos concorrentes, a dupla segue nesta sexta-feira para Fortaleza, CE, onde realizará treinos nas dunas cearenses. 
Rondônia Racing tem patrocínio da Qualiplásticos. Apoio da Pirelli, Turbos BorgWarner, Mahle e Governo do Estado de Rondônia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *