Rally: Definidos campeões por antecipação em três categorias do campeonato

A última etapa da temporada acontece neste domingo, com primeira largada prevista para as 9h30. Vencedores por antecipação da temporada na Super Production, Força Livre e Caminhões.

A cidade de Taubaté recebeu neste sábado (27), a 6ª Etapa da Copa RallySP Cross Country. A prova válida pelo 6º Rally dos Bandeirantes é a penúltima do campeonato, e tem pontuação válida também pelo Campeonato Brasileiro de Rally. Diferente da programação agendada anteriormente, a prova teve seu percurso alterado, por conta da chuva que caiu na região nos últimos dias, ao invés de duas especiais de 67 quilômetros, os competidores percorreram três especiais de 50 quilômetros cada, um prato cheio para as equipes que gostam de trechos longos.


Confirmando o favoritismo conquistado durante toda a temporada, alguns competidores estão a um passo de levantar a taça de campeão. Porém, cautela é a palavra chave, como falta uma última etapa, ninguém se considera vencedor, apesar da vantagem em relação aos adversários. É o caso da dupla Reinaldo Varela/Marcão Macedo, líderes da categoria Super Production, com o melhor tempo da categoria conquistaram o título antecipado do campeonato, ainda assim, a comemoração só vem depois da última volta.


Para Marcão Macedo, navegador da Rally Brasil, é preciso ter calma nesse momento para não cometer nenhum erro. “A prova estava deliciosa de fazer, planilha excelente. No início partes da pista bem sinuosa, depois reflorestamento de eucalipto que pedia cautela para não sair do percurso. Na seqüência, trechos rápidos com algumas valetas bem secas, também sinalizavam perigo para quem errasse. Nas duas etapas restantes da temporada do RallySP deste domingo vamos competir sem colocar em risco o campeonato”, comentou Macedo.


Susto com o Mitsubishi L200 Evolution da equipe Petrobras Lubrax, que levava a bordo Jean Azevedo e Youssef Haddad. Durante a terceira especial do dia, a dupla vinha andando bem, quando quebrou o disco de freio dianteiro, para evitar a quebra da suspensão, o piloto Jean deixou o pé apoiado no freio, com isso os outros discos aqueceram demais e quando o carro estava cruzando a linha de chegada começou a sair fogo pela roda, foi preciso mais de três extintores para apagar o incêndio. Apesar do incidente, a dupla conseguiu a vitória da etapa, no geral e na categoria Protótipos. “Mesmo tendo enfrentado os problemas nesta última etapa, o esforço valeu a pena”, ressaltou o piloto Jean Azevedo.


Já André Soares e Daniel Gay líderes até então na Production, terminaram a prova com o 5º melhor tempo da categoria, que teve como vencedores Albano Parente e João Gilberto Ferreira. Na categoria Força Livre, Vitor Valente e Daniel Simon, tiveram o melhor tempo, conquistando assim antecipadamente o título da categoria. “Foi uma boa prova, em alguns momentos cheguei a estar entre os seis primeiros na classificação geral, infelizmente um problema de quebra na tração dianteira fez com que perdêssemos algumas posições, mas o importante é que isso não afetou em nada o resultado da categoria, onde já somos campeões”, afirmou Vitor.


APESAR DO SEGUNDO LUGAR, EQUIPE AUTOLINER É CAMPEÃ


Na categoria caminhões, os vencedores foram Guido Salvini/Weidner Moreira, da Salvini Racing. “Estamos satisfeitos, pois demos início a nossa recuperação no campeonato, pois podemos conquistar a terceira colocação do RallySP e na briga pelo Brasileiro de Cross Country. Abusamos da potência do motor do nosso caminhão, que tem muito torque, e nas saídas de curvas respondeu bem, sem perder tempo. Trocamos o pneu na segunda especial, colocando um modelo para terreno seco, que sem dúvida, foi a decisão mais acertada”, declarou Guido Salvini.


Apesar de terem finalizado a prova na segunda posição, a dupla da Equipe Autoliner, Amable Barrasa/Du Sachs, conquistou por antecipação o título entre os caminhões, já que os adversários diretos na briga da categoria, André Azevedo/Maykel Justo, abandonaram a etapa, logo na primeira especial, por conta de um problema no câmbio.


“Estamos felizes pelo bicampeonato do RallySP que vem de encontro a toda preparação e empenho da equipe. Neste domingo vamos atrás de abrir a vantagem em busca do título do brasileiro”, afirmou Barrasa.


Com o grid cheio, a última prova da Copa RallySP é um sucesso e até São Pedro colaborou, após a chuva que caiu na região durante os últimos dias, os pilotos tiveram uma prova com tempo aberto, e poucos trechos com lama. O percurso montado em fazendas de reflorestamento de eucalipto, o percurso foi muito elogiado pelas equipes.


“A previsão para o dia da prova era de chuva, então preparamos uma estratégia para isso. Como não choveu, tivemos uma prova rápida e muito segura. Correu tudo muito bem, e não tivemos nenhum grande incidente”, afirmou Deco Muniz, organizador da prova.


Os demais campeões da temporada serão conhecido na tarde de hoje, após o término das duas últimas especiais cronometradas de 68,10 quilômetros cada.


O Rally dos Bandeirantes têm apoio de: Mercedes Benz Caminhões, SUZAQUIM Indústria Química, Guinchos Work, Trilha 23 Concessionária Troller, Prefeitura Municipal de Taubaté, Webventure, Revista 4×4 & Cia, Jovem Pan, Portal Web Pick-up, VP Adesivos Especiais, Totem Equipamentos de Cronometragem, RallyCron Cronometragem, Rally Radiocom, Sicafe Transportes, Center Gráfica Taubaté, Cervejaria do Gordo.


Classificação 6ª Etapa – Extra-oficial


Geral
1º Jean Azevedo / Youssef Haddad (Protótipo)- 2h13m05s2
2º Cristian Baumgart / Beco Andreotti (Protótipo) – 02h13m47s6
3º Reinaldo Varela / Marcão Macedo (Super Production) – 02h15m43s4
4º Edu Piano / Fausto Dallape (Protótipo) – 02h16m43s9
5º Marcos Baumgart / Kleber Cíncea (Protótipo) – 02h16m50s7
6º Roberto Reijers / Rogério Almeida (Protótipo) – 02h17m41s7
7º Marcos Moraes / Du Sachs (Protótipo) – 02h17m57s4
8º Angelo Guazzelli / Carlos E. S. Brites (Super Production) – 02h18m55s2
9º Julio Bonache / Humberto Piauí (Super Production) – 02h21m01s3
10º Jorge Wagenfuhr / Gustavo Gugelmin (Super Production) – 02h21m19s4


Protótipo
1º Jean Azevedo / Youssef Haddad
2º Cristian Baumgart / Beco Andreotti
3º Edu Piano / Fausto Dallape


Production
1º Albano P. Junior/ João Gilberto F. da Silva
2º Pedro Prado/ Marcelo Alberto
3º Marcelo Carqueijo / Roberlena Moraes (Production)


Super Production
1º Reinaldo Varela / Marcão Macedo
2º Angelo Guazzelli / Carlos E. S. Brites
3º Julio Bonache / Humberto Piauí


Força Livre
1º Vitor Valente / Daniel Simon (Força Livre)
2º Valério Valente/ Bruno Pellegrini


Caminhões
1º Guido Salvini / Weidner Moreira
2º Amable M. Barrasa /Du Sachs
3º Luciano Cunha/ Rodrigo Khezam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *