Rally dos Sertões: Carlo Collet vence novamente e diminui vantagem do líder Cristiano Sousa Batista nos quadriciclos

Nas motos, Zé Hélio voltou a vencer e se aproxima do pentacampeonato do rally.

Em um roteiro que foi considerado pela organização a mais difícil do rally, os competidores enfrentam o forte calor nordestino – o que poderia causar superaquecimento nos veículos – e passaram por trechos estreitos e sinuosos, além de atravessar alguns riachos.

A Etapa Maratona que se iniciou ontem (29) foi finalizada hoje, e ao final da especial, os pilotos e equipe de apoio puderam trabalhar novamente na mecânica do veículo.

De volta à ponta. Por pouco – O dia das motos foi emocionante. No começo da especial os poloneses Jakub “Kuba” Przygonski e Jacek Czachor, ambos com a KTM 690 Rally, lideravam a especial, porém acabaram se perdendo e finalizaram a etapa na 9ª e 10ª posições, respectivamente. “Estava vindo rápido, vencendo a etapa, mas errei o caminho em um trecho onde eu tinha que virar à direita e acabei indo reto, e perdi cerca de 30 minutos. Além disso, hoje estava bom para as motos grandes como a minha. Foi uma pena”, afirmou Kuba.

Sem relação com os problemas dos poloneses, a vitória da etapa ficou com quem já tem cinco em 2009, José Hélio (Honda CRF 450X). “Hoje eu andei um pouco mais tranqüilo. Já vinha poupando o equipamento, mas estava mais lento do que nos dias anteriores. Os poloneses estavam mais rápidos, mas se perderam. Não esperava fechar o dia na frente. Acho que o rally está sendo muito bom, bem estruturado, de nível mundial, como já vinha acontecendo nas outras edições. A organização está de parabéns”, explicou o piloto que busca o pentacampeonato.

Porém, a distância para o segundo colocado de hoje, Nielsem Paraíso Bueno (Suzuki DRZ400E), não foi tão grande: apenas um segundo. O piloto da Honda fez a especial em 3h11min42s0, enquanto o da Suzuki cravou 3h11min43s1.

Sérgio Augusto “Guto” Klaumann (Yamaha WR450 F), em terceiro; João Ricardo Geaquinto (KTM EXC 450), em quarto; e Sérgio Henrique “Ike” Klaumann (Yamaha WR450), com o quinto melhor tempo, fecharam os melhores do dia.

Caindo – A disputa nos quadriciclos, que parecia desenhada a favor de Cristiano Sousa Batista, com o Suzuki 450, vem ficando cada vez mais perigosa para o piloto mineiro. Carlo Collet, com sua Cam-am Renegade, venceu a segunda etapa consecutiva e começa a se aproximar do líder. Depois de ter uma vantagem de mais de uma hora há três dias, Cristiano agora sustenta aproximadamente 39 minutos à frente.

“Foi uma maratona boa, deu tudo certo, sem nenhum problema. A esperança era mesmo diminuir a diferença. Eu pensava em diminuir até mais, mas ainda faltam três dias para o fim do rally. Vamos ver o que dá pra fazer, mas vamos buscar até o fim”, disse Collet, que busca o hexacampeonato do Sertões.

A especial desta terça também trouxe José Demontier (da Suzuki LTR 450) na terceira posição. Bruno Leão (Can-am Renegade) e Giovani Vassopoli (Yamaha Raptor 700) foram quarto e quinto colocados, respectivamente.

Motos (especial)
1º – Zé Hélio, Honda CRF 450X – 3h11min42s0
2º – Nielsem Paraíso Bueno, Suzuki DRZ400E – 3h11min43s1
3º – Sérgio Augusto Klaumann (Guto), Yamaha WR450 F – 3h12min42s2
4º – João Ricardo Geaquinto, KTM EXC – 3h13min18s
5º – Sérgio Henrique Klaumann (Ike), Yamaha WR450 – 3h18min03s

Motos (tempo acumulado)
1º – Zé Hélio, Honda CRF 450X – 28h34min08s7
2º – Denisio Do Nascimento (Deni), Honda CRF 450X – 29h28min36s0
3º – Juca Bala, KTM 450 EXC – 29h55min24s8
4º – Sérgio Augusto Klaumann (Guto), Yamaha WR450 F – 30h39min57s7
5º – Rodolpho Mattheis, KTM 450 EXC – 31h05min30s6

Quadriciclos (especial)
1º – Carlo Collet, Can-am Renegade – 3h40min01s5
2º – Cristiano Souza Batista, Suzuki 450 – 3h49min19s8
3º – José Demontier, Suzuki LTR 450 – 4h04min22s6
4º – Bruno Leão, Can-am Renegade – 4h32min45s7
5º – Giovani Vassopoli, Yamaha Raptor 700 – 4h33min40s9

Quadriciclos (tempo acumulado)
1º – Cristiano Souza Batista, Suzuki 450 – 33h36min36s6
2º – Carlo Collet, Can-am Renegade – 34h16min10s5
3º – Bruno Leão, Can-am Renegade – 38h28min45s0
4º – José Demontier, Suzuki LTR 450 – 39h13min35s3
5º – Giovani Vassopoli, Yamaha Raptor 700 – 41h49min07s4

O dia do Sertões:
7ª etapa: Barra (BA) – Petrolina (PE)
Deslocamento inicial: 18 km por estradas de terra e asfalto
Especial: 240km
Deslocamento final: 280 km por estradas de asfalto
Total do dia: 548 km

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *