Rally dos Sertões: Carlos Policarpo assume liderança geral entre os caminhões

Nos carros, Stéphane Peterhansel novamente vence e amplia vantagem sobre Guilherme Spinelli

Resumo da 7ª etapa:
Alto Parnaíba (MA) – Bom Jesus (PI)
Deslocamento Inicial: 35 km
Trecho de Especial: 277 km
Deslocamento Final: 55 km
TOTAL: 368 km

A sétima etapa da 20ª edição do Rally dos Sertões, neste sábado, dia 25, foi boa para a maioria dos competidores. Um dia curto, entre Alto Parnaíba (MA) e Bom Jeus (PI), para completar a etapa maratona do Jalapão, mas não fácil. Entre os caminhões, o trio Guido Salvini/Flávio Bisi/Fernando Chwaigert fez o melhor tempo da etapa com o Mercedes Atego (categoria Pesados), mas quem assumiu a liderança geral entre os caminhões foi o Ford F4000 – categoria Leves – de Carlos Policarpo/Rômulo Seccomandi/Davi Fonseca, com um acumulado de 28h43min58s.

Para os novos líderes, a etapa completou a dificuldade de ontem. “Por termos enfrentado o Jalapão ontem, pensamos que a especial de hoje, final da maratona, seria mais fácil. Mas nos enganamos, e a etapa de hoje foi ainda pior que a anterior. Quebrou a direção hidráulica do caminhão e mais outras coisas menores, que nos permitiu continuar”, disse o piloto do caminhão 303.

Policarpo também achou o trecho completo e agora pode começar a pensar em administrar o resultado. “Havia muito trial, muito buraco, o que exigiu demais de navegador, piloto e principalmente do equipamento. Fico feliz por ter assumido a liderança, e agora vamos trabalhar para administrar esta vantagem”.

Nos carros, a dupla francesa Stéphane Peterhansel / Jean-Paul Cottret terminou a especial do dia mais de cinco minutos à frente que seus companheiros de equipe Riamburgo Ximenez / Flávio França. A dupla Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, segunda no acumulado geral, foi a terceiro do dia, com mais de seis minutos de diferença para o vencedor.

Para o piloto francês, o dia não começou tão bom. No início, a dupla se perdeu e colocou à prova a liderança. “O final do dia foi bom, mas de manhã, na primeira parte da especial, nós nos perdemos. Paramos, voltamos, procuramos o caminho correto, e perdemos dois ou três minutos, então fiquei bem irritado. Depois forcei o ritmo feito louco, estava no modo ‘full attack’ até o final da especial, e no final o resultado foi bom”, avaliou Peterhansel, líder da competição.

A etapa deste sábado exigiu cautela para quem quisesse chegar a salvo em Bom Jesus (PI). Depois de uma etapa maratona no Jalapão, os pilotos largaram do parque fechado sem manutenção em Alto Paranaíba. O nível técnico da prova foi elogiado pelos vencedores.

Peterhansel achou o trecho bem completo e com uma paisagem incrível. “Era uma boa mistura: tivemos trechos muito rápidos em fazendas, depois bem estreitos nos cânions, com belíssimas paisagens. A navegação só foi complicada no início, quando cometemos dois erros – o que não é comum. Temos uma pequena vantagem que nos permite pensar em administrar a partir de agora, mas nunca sabemos o que pode acontecer. O rali ainda não acabou e qualquer problema pode acabar com tudo”.
Neste domingo (26), os competidores deixam a cidade de Bom Jesus e seguem para Petrolina, no estado de Pernambuco, numa etapa com 627 km no total.

Resultado extra-oficial da sétima etapa (CARROS):
1-) Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret (Mini All4 X-Raid) – 3h41min41s
2-) Riamburgo Ximenez/Flávio França (BMW X3 CC) – 3h46min53s
3-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi Lancer) – 3h47min54s
4-) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (Mitsubishi L200 Triton Evo) – 3h58min58s
5-) João Antônio Franciosi/Rafael Capoani (Mitsubishi L200 Triton RS) – 4h02min37s

Geral acumulado entre os CARROS:
1-) Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret – 19h30min19s
2-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad – a 18min02s
3-) Riamburgo Ximenez/Flávio França – a 1h00min59s
4-) Fellipe Bibas/Emerson Cavassin – a 1h52min42s
5-) Marcos Moraes/Fábio Pedroso – a2h29min25s

Resultado extra-oficial da sétima etapa (CAMINHÕES):
Pesados
1-) Guido Salvini/Flávio Bisi/Fernando Chwaigert (Mercedes Atego) – 5h05min06s
2-) Edu Piano/Solon Mendes/Carlos Sales (Ford Cargo 4×4) – 5h58min51s
Leves
1-) Carlos Policarpo/Rômulo Seccomandi/Davi Fonseca (Ford F4000) – 5h22min10s
2-) Fabio Freire/João Afro/João Victor Ribeiro (Ford F350) – 5h29min45s
3-) Rafael Martinez-Conde/José Papacena Neto/Leandro Oliveira (Ford F4000) – 5h46min14s

Geral acumulado entre os CAMINHÕES:
Pesados
1-) Guido Salvini/Flavio Bisi/Fernando Chwaigert – 29h06min18s
2-) Edu Piano/Solon Mendes/Carlos Sales – 30h20min02s
Leves
1-) Carlos Policarpo/Rômulo Seccomandi/Davi Fonseca – 28h43min58s
2-) Rafael Martinez-Conde/José Papacena Neto/Leandro Oliveira – 29h09min59s

8ª etapa:
Bom Jesus (PI) – Petrolina (PE):ESPECIAL DOS 20 ANOS
Deslocamento Inicial: 3 km
Trecho de Especial: 335 km
Deslocamento Final: 289 km
TOTAL: 627 km

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *