Rally dos Sertões: Chevrolet já aparece brigando pela ponta

Os catarinenses Marlon Koerich e Luis Tedesco levaram as picapes S10 para as primeiras posições no segundo dia de prova.

Atual campeã do Rally Internacional dos Sertões, as picapes S10 do Chevrolet Rally Team já mostraram no primeiro dia (27/7) nas trilhas que estão preparadas para brigar pelo quarto título da mais importante prova do off road da América Latina. Os irmãos catarinenses Marlon e Joseane Koerich, que largaram em décimo em Goiânia (GO), extra-oficialmente já devem estar ocupando a vice-liderança em Minaçu (GO), depois dos primeiros 646 km, enquanto que o piloto catarinense Luis Tedesco e o navegador carioca Bruno Mega tiveram uma recuperação fantástica, saindo do 24º posto para terminar a quinta-feira, também extra-oficialmente, entre os cinco primeiros colocados. A liderança é da dupla Klever Kolberg/Eduardo Bampi (L200 Evo).

“O dia foi quente, com muita poeira, muito difícil. Na primeira especial, nossa, era pedra, erosão, rio, pedra, erosão, rio … Se desse uma bobeada!”, exclamou Marlon, que já terminou a primeira Especial cronometrada, de 105 km, na segunda posição. “Podíamos ter terminado o dia em primeiro, mas ficamos 50 km da segunda Especial tentando ultrapassar o “Palmeirinha”, que tinha problemas no carro, e perdemos muito tempo. O bom é que deu para poupar a S10, não tivemos nenhum problema”, comentou o piloto catarinense. A segunda Especial contou com um trecho de 118 km em serra.

Luis Tedesco teve muito trabalho no segundo dia de prova, que termina só em 4 de agosto em Porto Seguro (BA), depois que os 190 concorrentes completarem 3.878 km. “Viemos cuidando da S10, com muita prudência, e mesmo assim ultrapassamos oito carros na primeira Especial”, contou o piloto catarinense. “Na segunda Especial largamos de novo em 24º e passamos seis carros, fora os que ficaram pelo caminho. Tinha muita poeira, o que atrapalhou bastante as ultrapassagens”, encerrou Tedesco.

Nesta sexta-feira (28/7) o “circo” do Rally dos Sertões segue de Minaçu (GO) para Palmas, capital de Tocantins, cumprindo um percurso de 551 km. O trecho cronometrado de 255 km deve ter o mesmo padrão de dificuldade do dia anterior, com muito cascalho, serras, curvas fechadas e descidas, forçando bastante a utilização dos freios. Em alguns lugares haverá bastante talco, uma poeira muito fina. “Está tudo indo conforme o planejado pela equipe. O Marlon teve um dia excepcional, e o Tedesco recuperou muitas posições. E os nossos pilotos conquistaram tudo sem comprometer a valente S10. Passo a passo vamos ganhando posições, para deixar a decisão para o final”, comemorou o mineiro Luis Haas, Diretor Esportivo do Chevrolet Rally Team, time tri-campeão do Rally dos Sertões.

O Chevrolet Rally Team, tem o patrocínio de Chevrolet/Goodyear e apoio de Mormaii/Scorro/LUK/Bosch/Globalstar/Eaton/Cobreq/MWM International/AMA Lubrificantes/Corsa/Fremax.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *