Rally dos Sertões: Entre carros e caminhões, Baumgart e Barrasa lideram Super Prime

Disputas levantaram o grande público nas arquibancadas em Goiânia

A 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões deu seu pontapé inicial na noite desta terça-feira (10) com o Super Prime que definiu a ordem de largada dos competidores para a manhã desta quarta (11), quando a caravana do rali deixa a capital goiana rumo a Caldas Novas (GO). Durante todo o dia, um público de 30 mil pessoas compareceu ao Espaço de Eventos do Flamboyant Shopping Center para um aperitivo do que será o segundo maior rali do planeta em 2010.

Após a disputa dos quadriciclos e motos, foi a vez dos carros entrarem na pista. O autor da volta mais rápida foi o paulistano Cristian Baumgart (Mitsubishi L200 Triton), que tem ao seu lado o navegador Beco Andreotti, com 1min33s60. “Nossa meta era terminar entre os cinco primeiros. Então a missão foi cumprida. Agora temos mais dez dias pela frente. O Super Prime é sempre um grande espetáculo para o público. Estamos felizes com essa vitória, mas agora nosso foco está na prova”, disse Baumgart, que disputou a vitória em sua volta contra o próprio irmão, Marcos (Mitsubishi L200 Triton), que faz dupla com Kleber Cincea. Jean Azevedo e Marcos Cavassin (Mitsubishi L200 Triton) fecharam os três primeiros. “O Super Prime é uma prova para medir a temperatura da competição. Apesar de definir a ordem de largada, não se ganha nada, mas se pode perder bastante (em caso de acidente). Mas já pudemos ver que o Cristian está com um carro para incomodar”, disse Cavassin.

Os caminhões deram um show à parte. Amable Barrasa (Ford F4000) foi o mais rápido com 1min48s50 na categoria leves. Em segundo ficou Marcos Cassol (Ford F4000), com 1min50s40. “Foi ótimo, porque eu ainda não havia tido contato com trechos travados com este novo equipamento. O Amable (Barrasa) tem mais conhecimento do caminhão e muita experiência. O rali de verdade começa amanhã, mas este foi um belo aquecimento. O Super Prime deste ano melhorou muito em relação aos últimos. Este modelo é ótimo. A Dunas acertou em tudo, foi um evento maravilhoso; um traçado gostoso de guiar, dava gosto. E, claro, fiquei feliz porque a nossa equipe fez o segundo, terceiro e quarto melhores tempos”, elogiou Marcos, que ficou uma posição à frente de seu irmão Vanderlei (Ford F4000).

Edu Piano (Ford Cargo 1722 4X4) colocou seu caminhão da categoria pesados na ponta com 1min53s00. “Foi tranqüilo, mas com um traçado exigente, que judiou bastante. Muita curva em gancho, mas tem que ser assim mesmo. O evento estava show, com muito público. Para nós, na pista, dava a impressão de estarmos em um estádio lotado”, elogiou.

Resultados extra-oficiais (os três melhores de cada categoria):
Carros:
1-) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Mitsubishi L200 Triton) – 1min33s60
2-) Richard Christian Vaders/José Antonio Spacassassi (Sherpa) – 1min35s60
3-) Jean Azevedo/Emerson Cavassin (Mitsubishi L200 Triton) – 1min36s20

Caminhões Leves:
1-) Amable Barrasa/Guilherme Signoretti/Raphael Betton (Ford F4000) – 1min48s50
2-) Marcos Cassol/Rodrigo Ribeiro/Davi Fonseca (Ford F4000) – 1min50s40
3-) Vanderlei Cassol/Lélio Vieira/Henrique Oliveira (Ford F4000) – 1min52s00

Veja como será a quarta-feira (11/08) do Rally Internacional dos Sertões:
1º etapa – Goiânia (GO) – Caldas Novas (GO)
Deslocamento Inicial: 34 km
Trecho Especial: 133 km
Deslocamento Final: 36 km
Total: 203 km

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *