Rally dos Sertões: Jalapão tira equipe Rally Minas do Rally dos Sertões

Os estragos no carro de Pedro Gouvêa Júnior e Wagner de Paula, durante a 6ª etapa do Rally Internacional dos Sertões, foram muito sérios e a equipe foi obrigada a desistir da disputa.

Diferente do ano passado, onde a equipe Rally Minas começou o Rally dos Sertões muito bem e manteve uma regularidade até o final da disputa (conquistando o 3º lugar da categoria Super Production e 7º na Geral), em 2008, o piloto Pedro Gouvêa Júnior e o navegador Wagner de Paula tiveram problemas na picape L200 RS desde o início da competição.

Perseverante, a dupla buscava a cada especial uma recuperação na classificação, mas durante a 6ª etapa, que teve a especial mais longa de toda a história do evento, 536 quilômetros, os competidores tiveram algumas quebras que prejudicaram bastante o equipamento.

A roda traseira esquerda do carro se desgastou e foi arrancada por um obstáculo quando faltavam apenas 23 quilômetros para o final do trecho cronometrado. Eles ficaram parados a espera do resgate por mais de sete horas, e já passava da meia-noite de segunda-feira, quando eles chegaram à cidade de Balsas, MA.

Os planos do time era fazer os reparos no veículo e largar para a 8ª etapa, realizada nesta quarta-feira, entre as cidade de Floriano, PI, e Crateús, CE. No entanto, durante os trabalhos de manutenção, também foram detectados sérios problemas no motor, turbina e bengala. “A etapa do Jalapão prejudicou muito o equipamento e seria difícil recuperá-lo. Decidimos abandonar a disputa porque já não tínhamos mais chances de brigar pelo pódio. Mas sabemos que esses contratempos acontecem em qualquer rali. Agora é absorver a experiência e nos prepararmos para o ano que vem”, declarou Wagner.

A equipe já aposta na compra de um novo veículo e promete mudanças para as provas seguintes. “Vamos investir bastante na nossa estrutura e equipamento”, confidenciou Pedro.

O Rally dos Sertões 2008 tem se mostrado extremamente duro, exigindo muita resistência e experiência das equipes, bem como uma preparação impecável e robustez das máquinas. A especial do Jalapão teve um percurso técnico e longo, de quebradeira, como erosões, trial, pedras, areia pesada, travessias de riachos, valetas, entre outros. Dos 59 carros que largaram em Goiânia, GO, apenas 42 continuam na disputa.

A equipe Rally Minas é patrocinada pelo Hotel Fazenda Santa Rita, Produquímica, Maccaferri, Santa Clara Padrões e Tubo Galvanizados e apoio Pirelli e Transherculano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *