Rally dos Sertões: Mais duas mulheres abrilhantam o Rally Internacional dos Sertões

Ao todo, duas pilotos e seis navegadoras embarcam na principal aventura off road brasileira.

As navegadoras Andrea Castro Alves, de 34 anos, e Maria Antonieta Lessa Ribeiro, 53, também representam as mulheres na 17ª edição do Rally Internacional dos Sertões. A goiana e a paranaense, respectivamente, embarcam, a partir desta terça-feira (23), em Goiânia (GO), na segunda maior competição off road do mundo. Além delas, estarão presentes as pilotos Helena Deyama (49) e Moara Sacilotti (29) e as navegadoras Joseane Koerich (38), Doris Van Hees (44), Roberlena Moraes (39) e Kika Braga (30).

Ao lado do marido, Marcus Lucius Rosa Mendes, Andrea teve, em 2001, seu primeiro contato com trilhas off road. Três anos depois, o casal decidiu disputar a primeira prova de rally de regularidade e, desde então, já conquistou diversos títulos, como o Rally do Cerrado, em 2006. A dupla se prepara agora para estrear no Sertões. Eles vão competir na categoria Production Light, de Mitsubishi L200 RS.

“Desde que começamos a competir, sempre tivemos como meta disputar essa prova e, depois de cinco anos, esse dia chegou,” disse Andrea. “Por ser a única mulher representante de Goiás eu espero fazer bonito, mas ficarei muito feliz se conseguirmos termina a prova. Esse é o nosso objetivo”.

Maria Antonieta começou a correr no Rali de Velocidade em 1998, na categoria carro. Depois de participar de diversos campeonatos, tendo diferentes companheiros de equipes (como a piloto Helena Deyana), Antonieta parte para sua primeira aventura no Sertões. Ela irá competir na categoria caminhões T4.1 ao lado do piloto Marcos Pegoraro e do também navegador Rogeverson Luiz Pimenta.

“Depois de dez anos competindo de carro, eu estréio na categoria caminhões. O primeiro desafio foi a etapa de Barretos do Cross Country e agora vou disputar o Sertões. Com certeza estou bastante ansiosa porque já participei dessa competição como apoio, mas nunca navegando, muito menos de caminhão”, contou Antonieta. “A principal diferença entre o carro e o caminhão é, claro, o tamanho, o traçado que é bem diferente, e o fato de você pular bem mais dentro do veículo. É preciso ter uma boa preparação física e, além dos exercícios, eu também ando a cavalo”.

A experiente competidora afirmou que o fato de ser mulher em um ambiente predominantemente masculino nunca atrapalhou. “Sempre fui muito bem recebida e respeitada, e o resto a gente tira de letra. Durante as etapas, a vaidade precisar ficar um pouco de lado. É só pentear o cabelo, colocar o boné e seja o que Deus quiser”, brincou a curitibana.

O Rally dos Sertões 2009 terá início no dia 23 de junho, em Goiânia (GO), e chegada em 03 de julho, em Natal (RN). O evento é patrocinado por Petrobras e apoiado pelos Governos dos Estados de Goiás, Tocantins e Rio Grande do Norte, Ministério do Turismo, Goiás Turismo, Shopping Flamboyant, DCCO – Geradores e Motores Cummins, SAMA e Mitsubishi Motors. A competição ainda conta com supervisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *