Rally dos Sertões: Números de uma equipe de ponta

170 rodas, 30 toneladas de peças de reposição, 17 veículos. Conheça a complexa logística dos atuais campeões do Sertões.

A lista dos itens transportados nos sete caminhões da equipe Volkswagen no Rally dos Sertões soma 60 páginas. Neste catálogo, estão registrados itens que aparentemente parecem um exagero – “170 rodas já montadas, com os respectivos pneus” – mas que compõem um cenário estudado cuidadosamente. As peças de reposição, na verdade, ocupam grande espaço e somam nada menos que 30 toneladas. Além de quatro vãs de serviço modelo T5 e três Crossfox, há ainda os três Touareg Race com o qual time pretende disputar a vitória na maior aventura brasileira. No conjunto, trata-se de uma pequena frota de veículos super especializados.

A logística de uma equipe de ponta nos rallies do tipo cross country é complexa. Somente para mandar todo o equipamento para o Brasil, o time do bicampeão mundial de rali de velocidade Carlos Sainz, do veloz catarense Nasser Al-Attiyah e do brasileiro Maurício Neves (que terá como navegador nesta estréia na equipe outro curitibano, Eduardo Bampi) precisou de três semanas de trabalho. Este período inclui carregar, descarregar e completar os trâmites de alfândega. Os quatro caminhões de assistência, as quatro vans T5, o combustível e as rodas e pneus seguiram via marítima. Os três Race Touareg viajaram por via aérea.

Até o final do Sertões, os veículos de apoio vão completar mais de 10.000 quilômetros desde a chegada a São Paulo, a passagem por Goiânia, a rota do Sertões (5.036 km) e a volta de Natal até São Paulo. É algo próximo a um quarto da distância de uma volta ao mundo.

Os três caminhões de serviço carregam as ferramentas e peças de reposição para os três Touareg. Um quarto caminhão de apoio é equipado com uma cozinha e dois chuveiros, e ainda carrega permanentemente 1.000 litros de água usada para consumo dos membros do time e para lavar todos os três carros todos os dias. Outros dois caminhões levam apenas carga: 5.600 litros de diesel da marca BP Ultimate e pneus.

Todos os caminhões do time contam com um kit de ferramentas que, entre outras coisas, é composto por 27 pares diferentes de alicates, 58 chaves de porca e chaves inglesas, além de 48 chaves de fenda de tamanhos e tipos variados. Mas, curiosamente, o lote todo conta apenas com nove ferramentas especiais. Além disso cada mecânico tem um kit de ferramentas próprio com equipamentos específicos usados em seu trabalho nos Touareg.

Prevendo situações críticas, os 35 membros do time contam com uma barraca individual equipada com saco de dormir e colchonete. A prevenção parece mesmo ser a chave do sucesso do time vencedor do Sertões em 2008: a equipe pode trabalhar ininterruptamente graças a geradores de força que a tornam auto-suficiente em energia elétrica, e que são capazes de iluminar todo o acampamento e a oficina.

O Rally dos Sertões 2009 é patrocinado por Petrobras e apoiado pelos Governos dos Estados de Goiás, Tocantins e Rio Grande do Norte, Ministério do Turismo, Goiás Turismo, Shopping Flamboyant, DCCO – Geradores e Motores Cummins, SAMA, Mitsubishi Motors e MACBOOT. O evento ainda conta com supervisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *