Rally dos Sertões: Azevedo surpreende favoritos e domina super prime

Brasileiro deixa 3 Touareg para trás na prova de velocidade em circuito fechado.

Está oficialmente aberta a 17ª edição do Rally Internacional dos Sertões. E foi em grande estilo. Com público estimado pelos organizadores em 25 mil pessoas, arquibancadas lotadas e muita agitação, nesta terça-feira (23), em Goiânia (GO), o super prime iniciou os dez dias de competição com uma emocionante disputa de alta velocidade em circuito fechado. Os presentes assistiram a performance de 123 veículos, com destaque para o Mitsubishi L200 Evolution da dupla formada pelo piloto Jean Azevedo e pelo navegador Youssef Haddad, da equipe Petrobras. Eles cravaram o melhor tempo e ficaram em primeiro na categoria carros. Com o resultado, Azevedo e seu navegador deixaram para trás os três carros favoritos: os Touareg do bicampeão mundial de rally de velocidade Carlos Sainz, do veloz catarense Nasser Al-Attiyah e do brasileiro Maurício Neves, que estréia no supertime da Volkswagen ao lado de seu conterrâneo, o navegador curitibano Eduardo Bampi.

Antes da disputa entre os veículos, Alcides Rodrigues, governador do Estado de Goiás, Marcos Moraes, diretor presidente da Dunas Race, Carlos Ronay, diretor de infra-estrutura e operações turísticas da Goiás Turismo e presidente do Fórum Estadual de Turismo, e Barbosa Neto, Presidente da Goiás Turismo, entre outras autoridades presentes, abriram oficialmente a programação do super prime. Após a queima de fogos de artifício que levantou o grande público presente (estimado em 25 mil, número a ser confirmado amanhã pela polícia militar), os pilotos e navegadores iniciaram a competição.

Sempre com os veículos entrando no traçado dois a dois para duelos contra o relógio, o animado público nas arquibancadas, que viu os confrontos gerarem um clima de crescente tensão e adrenalina, vibrou quando os favoritos entraram na pista. Os quadriciclos foram os primeiros a se enfrentar no circuito de terra, ponteado por diversos saltos, depressões e outros obstáculos. Nesta categoria, Cristiano Souza Batista registrou o melhor tempo da noite, com o tempo de 1min36s2. Logo em seguida, as motos entraram em ação e foi a vez de Ramon Sacilotti se destacar, com 1min31s7. Em seu turno na pista, Ramon derrotou a própria irmã, Moara, que completa dez anos de Sertões em 2009.

Na seqüência da programação, um duelo particular da equipe Volkswagen, entre as duplas Carlos Sainz (Espanha)/Lucas Senra (Espanha) e Nasser Al-Attiyah (Catar)/Timo Gottschalk (Alemanha) abriu as disputas entre os carros. Mesmo após garantir a vitória na briga direta contra seu colega de escuderia, o bicampeão mundial de rally viu a dupla brasileira formada por Jean Azevedo – pentacampeão do Sertões – e Youssef Haddad levar a melhor no super prime.

No encerramento das atividades desta terça em Goiânia, os caminhões invadiram a arena. Nesta categoria, com um modelo Ford F4000 o trio formado por Amable Barrasa (piloto), Guilherme P. (navegador) e Raphael Bettoni (apoio) virou o melhor tempo com 1min57s5.

Confira as principais declarações do super prime:
Jean Azevedo, piloto da equipe Petrobras:
“O prólogo é muito pouco no contexto de uma prova longa como o Rally dos Sertões. Teremos muita dificuldade ao longo desses mais de cinco mil quilômetros, mas começar com o pé direito, com vitória, é muito bom. Esperamos fazer o nosso melhor e que isso represente um bom resultado ao final da competição”.

Youssef Haddad, navegador da equipe Petrobras:
“A nossa proposta era essa, a de andar forte desde o início. É só um começo, mas esperamos imprimir um ritmo forte, sem fazer loucura, e conquistar um bom resultado”.

Carlos Sainz, piloto da equipe Volkswagen
“Basicamente, este super prime teve algumas dificuldades, por que havia muita água em certos pontos, então tentei ser rápido e também me manter na pista para chegar ao final sem riscos desnecessários. Acho que o melhor é esperar pela largada de amanhã, quando realmente começaremos o rally”.

Maurício Neves, piloto da equipe Volkswagen
“Esta foi a terceira vez que andei no carro, então foi um pouco tenso. Tivemos a dificuldade de não usar o pneu de barro, mas acho que foi bom. A prova começa para valer amanhã, e a atmosfera aqui em Goiânia é fantástica. O público interage, todos vibrando na arquibancada lotada. Uma grande festa que está apenas começando. E eu quero chegar bem lá em Natal”.

Marcos Moraes, Diretor Presidente da Dunas Race
“O tamanho da pista está mais adequado do que no ano passado, mas ainda precisamos melhorar a iluminação em 2010, pois alguns pontos ficaram escuros. No geral, foi melhor que 2008. O super prime foi ótimo, o público compareceu em massa e, mais uma vez, foi um bom evento para Goiânia”.

Ramon Sacilotti, piloto de moto
Apesar de ter gostado da experiência, Ramon já avisou a Moara que eles devem evitar correr lado a lado. “Adorei largar junto com a minha irmã, foi uma emoção muito boa! Mas nós dois concordamos que toda essa emoção acaba atrapalhando. A gente acaba prestando muita atenção no que o outro está fazendo e perde a concentração, mas foi muito bom andar ao lado dela”, explicou, Saciloti.

Carlos Ronay, diretor de infra-estrutura e operações turísticas da Goiás Turismo e presidente do Fórum Estadual de Turismo
“O evento superou todas as nossas expectativas. O Rally vem aumentando e melhorando e essa é uma resposta do povo de Goiás, que lotou as arquibancadas, para um evento dessa magnitude. Gostaria de parabenizar o governo do Estado, a Dunas e agradecer o Marcos Moraes, que sempre mostra hombridade e palavra com gestos de carinho e amizade com a população goiana”.

Confira a relação dos melhores do super prime:

Motos:
1º – Ramon Sacilotti, Yamaha W450 – 1min31s7
2º – Sergio Henrique Klaumann, Yamaha W450 – 1min33s6
3º – Zé Hélio, Honda CRF 450X – 1min36s9
4º – Nielsen Paraíso Bueno, Suzuki DRZ400E – 1min37s0
5º – Juca Bala, KTM EXC 450R – 1min37s7
6º – Bianchi Prata, BMW G450X – 1min37s9
7º – Sergio Augusto Klaumann, Yamaha W450 – 1min38s2
8º – Tiago Fantozzi, KTM 530 EXC – 1min39s3
9º – Denisio do Nascimento, Honda CRF 450X – 1min40s5
10º – Jakub Przygonski, KTM Rally Replica – 1min42s8

Quadris:
1º – Cristiano Souza Batista, ND – 1min36s2
2º – José Demontier Moura, Suzuki LTR 450 – 1min42s6
3º – Carlo Giovanni Collet Junior, Bombardier Renegade – 1min46s9
4º – Marcio José Pessoa de Oliveira, KTM 525 XC – 1min53s9
5º – Bruno Leão Esperancini, Bombardier Can-Am Renegade 800 – 1min56s3
6º – Heronaldo de Andrade Marinho Segundo, Yamaha Raptor 700 – 1min59s7
7º – Giovani Vassopoli, Yamaha Raptor 700 – 2min06s5

Carros
1º – Jean Azevedo/ Youssef Haddad, Mitsubishi L200 Evolution – 1min39s3
2º – Carlos Sainz/ Lucas Sebastian, VW Race Touareg – 1min40s2
3º – Fellipe Bibas/ Emerson Cavassin Mitsubishi L200 Evolution – 1min40s9
4º – Maurício Neves/ Eduardo Bampi, VW Race Touareg – 1min42s1
5º – Riamburgo Ximenes/ Stanger Eller, Mitsubishi L200 Evolution – 1min43s1
6º – Cristian Baumgart/ Alberto Andreotti, Mitsubishi L200 Evolution – 1min43s4
7º – Marcos Baumgart/ Kleber Cincea, Mitsubishi L200 Evolution – 1min43s5
8º – Roberto Reijers/ Marcos Almeida, Ford Ranger – 1min43s6
9º – Daniel Rolim de Oliveira/ Flávio Marinho França, Subaru Forester AWD 2.0X – 1min44s3
10º – Nasser Al Attiya/ Timo Gottschalk, VW Race Touareg – 1min44s4

Caminhões:
1º – Amable Barrasa/ Guilherme Petrine/ Raphael Bettoni, Ford F4000 – 1mim57s5
2º – Edu Piano/ Davi Fonseca/ Sólon Mendes, Ford F4000 – 1mim58s2
3º – Marcos Pegoraro/ Maria Antonieta/ Rogeverson Luiz, Iveco Daily 70-12 – 2mim01s2
4º – Guido Salvini/ Fernando Chwaigert/ Raphael Mohamedi, Mercedes-Benz Atego 1725 – 2mim04s2
5º – André Azevedo/ Maykel Justo/ Ronaldo Pinto, Mercedes-Benz Ateto 1725 – 2mim09s2
6º – Ulysses Marinzeck/ Evandro Luiz/ Jose de Carvalho, Ford 1722E Cargo – 2mim19s1
7º – Carlos Eduardo Ribeiro/ Fabio Tadeu/ Pedro de Lima, VW 13-180 – 2mim25s1

O Rally dos Sertões 2009 é patrocinado por Petrobras e apoiado pelos Governos dos Estados de Goiás, Tocantins e Rio Grande do Norte, Ministério do Turismo, Goiás Turismo, Shopping Flamboyant, DCCO – Geradores e Motores Cummins, SAMA, Mitsubishi Motors e MACBOOT. O evento ainda conta com supervisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *