Rally dos Sertões: Pai e filho ficam em 4º lugar na 1ª etapa

Numa etapa com grandes obstáculos de percurso, Salvini Racing mais uma vez poupa o equipamento e conquista o 4º lugar.

A 1ª etapa do Rally dos Sertões, que aconteceu nesta quinta-feira, dia 27 de julho, exigiu fôlego e experiência dos competidores, que enfrentaram duas especiais – 105 e 118 quilômetros – bastante difíceis. No total do dia foram percorridos 646 quilômetros entre as cidades de Goiânia e Minaçu, GO.

A bordo de novo caminhão Mercedes-Benz Atego 1725 Rally, a Equipe Salvini Racing superou as dificuldades do percurso, que teve como maiores obstáculos muitas pedras, curvas, grandes erosões em trechos estreitos e travessias de rio. E, mesmo com um problema na mangueira de ar do caminhão, o time conquistou o 4ª lugar do dia com o tempo de 4 horas 19 minutos 35 segundos. “A primeira especial foi muito dura e por conta da mangueira de ar se soltar, tivemos que ir bem devagar em descidas. Isso nos fez perder muito tempo”, contou o navegador Guido.

De acordo com Carlos, a prova exigiu bastante da pilotagem. “Foi bem difícil pilotar hoje. Muitas manobras de volante, diversas pedras, alguns lugares que exigiam reduzir a velocidade, enfim, hoje quem se afobou e acelerou demais teve prejuízos. Portanto, mediante as dificuldades do trajeto, realizamos uma corrida bem conservadora e o resultado foi exatamente o que pretendíamos alcançar”, declarou Carlos – um dos mais experientes pilotos do automobilismo nacional.

A etapa teve algumas baixas, tanto que dos 14 caminhões que largaram para a primeira especial, dois ficaram de fora da segunda bateria. A equipe vencedora foi a atual campeã do Sertões, Amable Barrasa e José Papacena.

Na sexta-feira, dia 28, a caravana do rali parte rumo à Palmas, TO. Serão 551 quilômetros, com uma única especial de 255 quilômetros. As características da etapa serão muito parecidas com o que os competidores na 1ª etapa, com trechos muito sinuosos, seguidos por erosões e lombadas, com muito mata-burros longitudinais e verticais com vão central. O trajeto continua muito travado, com travessia de rios e pedras. Haverá poucas partes onde os pilotos conseguirão desenvolver velocidade.

Resultado dos caminhões:
1º Amable Barrasa/José Papacena 3h 46min 30seg
2º Ulysses Marinzek/João Ferreira 4h 10min 20seg
3º Roberto Zeininger/Abimael de Souza/Christian Bach 4h 17min 30seg
4º Carlos Salvini/Guido Salvini/Fernando Chwaigter 4h 19min 35seg
5º Luiz Matheus/Marcus Matheus/Luciano Baldim 4h 25min 55seg

A Equipe Salvini Racing é patrocinada pela Mercedes-Benz, Michelin e Shell.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *