Rally dos Sertões: Peterhansel assume a liderança do Sertões

Francês do Mini All4 venceu a terceira etapa da competição na abertura da primeira maratona entre Bacabal e Barra do Corda, no Maranhão, e já coloca 1min59s de vantagem sobre Guilherme Spinelli/Youssef Haddad

A terça-feira (21) marcou o terceiro dia do Rally dos Sertões. O trecho de 274 quilômetros (149 cronometrados) entre Bacabal e Barra do Corda, no Maranhão, foi o primeiro de duas etapas Maratona programadas para a 20ª edição do maior rali do mundo disputado dentro de um único país. E o mais rápido do dia foi a dupla francesa formada por Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret, com o Mini All4 da X-Raid, com o tempo de 1h59min42s. Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, com o Mistusibhi Lancer, ficou em segundo, a 1min59s dos vencedores da etapa.

Riamburgo Ximenez/Flávio França, de BMW X3 CC, terminaram o dia com o terceiro lugar, logo à frente de João Franciosi/Rafael Capoani de Mitsubishi L200 Trition e Fellipe Bibas/Emerson Cavassin, com o protótipo Evoque Sertões.

Depois de duas etapas com trechos 100% arenosos, o terceiro dia foi marcado por uma especial rápida e com piso de piçarra e terra. “O trecho era bem legal, com muitas derrapagens controladas, muito bacana de guiar. Todo dia tem sido uma novidade para mim; a cada dia é uma paisagem diferente e um novo estilo de pilotagem a ser adotado”, destacou Peterhansel, que disputa pela primeira vez o Rally dos Sertões.

O francês minimizou o fato de já ter alcançado a liderança da prova. “São quase dois minutos (de vantagem). Só estamos no terceiro dia, e esta diferença não é nada, porque ainda há muito pela frente”, afirmou o piloto, que fez questão de elogiar seu adversário – e amigo. “É muito legal brigar com ele. Conheço o Guiga (Spinelli) há bastante tempo, ele é muito rápido e acima de tudo, um cara muito bacana. A disputa tem tudo para ser bem divertida”, disse.

Caminhões – Os grandalhões tiveram uma etapa sem maiores percalços no terceiro dia de competições. Com uma especial mais rápida, os caminhões da categoria Pesados mostraram a saúde de seus motores e terminaram a disputa na frente dos Leves. O trio formado por Edu Piano, Solon Mendes e Carlos Sales venceu a especial com o Ford Cargo e o tempo de 2h23min09s, exatamente um minuto à frente do Mercedes Atego de Guido Salvini/Flavio Bisi/Fernando Chwaigert. André Azevedo/Maykel Justo/Ronaldo Pinto fecharam com a terceira colocação.

Entre os caminhões Leves, a vitória ficou com Amable Barrasa/Cesar Botas/Raphael Bettoni, com o tempo de 2h27min26s, apenas 16 segundos na frente de Carlos Policarpo/Rômulo Seccomandi/Davi Fonseca. Fernando Birchal e Leo Silva fecharam os três primeiros na subcategoria.

No acumulado dos Pesados, Edu Piano lidera com 9h28min09s e é o segundo do geral entre os caminhões. O sorocabano tem exatamente um minuto de vantagem para Guido Salvini e 1min20s para André Azevedo, em disputa extremamente apertada.

Barrasa lidera a soma de tempos nos Leves, com Carlos Policarpo a 1h06min do líder. Birchal e Silva aparecem em terceiro, a 1h18min de Amable.

A etapa desta quarta-feira (22) somará 523 quilômetros, sendo 309 cronometrados, com um pesado deslocamento final de 206 quilômetros. A disputa acontece entre as cidades de Barra do Corda e Carolina, ainda no Maranhão, marcando a “segunda perna” da primeira etapa Maratona desta edição do Sertões.

Resumo da 3ª etapa:
Bacabal (MA) – Barra do Corda (MA) – MARATONA
Deslocamento incial: 106 km
Especial: 149 km
Deslocamento final: 19 km
TOTAL: 274 km.

Resultado extra-oficial da terceira etapa (CARROS):
1-) Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret (Mini All4 X-Raid) – 1h59min42s
2-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi Lancer) – 2h01min44s
3-) Riamburgo Ximenez/Flávio França (BMW X3) – 2h01min54s
4-) João Antônio Franciosi/Rafael Capoani (Mitsubishi L200 Triton) – 2h04min19s
5-) Fellipe Bibas/Emerson Cavassin (Evoque Sertões) – 2h05min18s

Geral acumulado entre os CARROS:
1-) Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret (Mini All4 X-Raid) – 5h31min26s
2-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi Lancer) – + 0h01min59s
3-) Riamburgo Ximenez/Flávio França (BMW X3) – + 0h09min35s
4-) Fellipe Bibas/Emerson Cavassin (Evoque Sertões) – + 0h13min32s
5-) Romeu Franciosi/Deco Muniz (Sherpa V8) – 0h25min45s

Resultado extra-oficial da terceira etapa (CAMINHÕES):

Pesados
1-) Edu Piano/Solon Mendes/Carlos Sales (Ford Cargo) – 2h23min39s
2-) Guido Salvini/Flavio Bisi/Fernando Chwaigert (Mercedes Atego) – 2h24min09s
3-) André Azevedo/Maykel Justo/Ronaldo Pinto (Mercedes Atego) – 2h24min29s

Leves
1-) Amable Barrasa/Cesar Botas/Raphael Bettoni (Ford F4000) – 2h27min26s
2-) Carlos Policarpo/Rômulo Seccomandi/Davi Fonseca (Ford F4000) – 2h27min42s
3-) Fernando Birchal/Leo Silva (Ford F4000) – 2h39min21s

Geral acumulado entre os CAMINHÕES:

Pesados
1-) Edu Piano/Solon Mendes/Carlos Sales (Ford Cargo) – 9h28min09s
2-) Guido Salvini/Flavio Bisi/Fernando Chwaigert (Mercedes Atego) – + 0h1min0s
3-) André Azevedo/Maykel Justo/Ronaldo Pinto (Mercedes Atego) – + 0h1min20s

Leves
1-) Amable Barrasa/Cesar Botas/Raphael Bettoni (Ford F4000) – 8h26min01s
2-) Carlos Policarpo/Rômulo Seccomandi/Davi Fonseca (Ford F4000) – + 1h06min41s
3-) Fernando Birchal/Leo Silva (Ford F4000) – + 1h18min20s

4ª etapa:
Barra do Corda (MA) – Carolina (MA)
Deslocamento Inicial: 8 km
Trecho de Especial: 309 km
Deslocamento Final: 206 km
TOTAL: 523 km

A 20ª edição do Rally dos Sertões tem o patrocínio master do Governo do Maranhão e Mitsubishi Motors; patrocínio Honda Motos, Cemar e Governo do Estado do Ceará; apoios Uracer, São Luís Shopping, Hotel Luzeiros, Volare e Tmar; organização Dunas Race; supervisão Confederação Brasileira de Automobilismo e Confederação Brasileira de Motociclismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *