Rally dos Sertões: Reijers Rally Team larga na frente do VW Race Touareg de Nasser Al-Attiya

Com a “faca nos dentes”, Roberto Reijers e Rogério Almeida mostram que vieram para o Rally dos Sertões para incomodar os adversários e brigar pelo pódio da competição. A equipe conquistou o 8º lugar no super prime.

Com uma determinação impressionante, os brasileiros demonstraram uma reação diante da supremacia do time Volkswagen MotorSport no super prime do 17º Rally dos Sertões, realizado na noite de ontem, dia 23 de junho. (Em 2008, os dois veículos VW Touareg venceram a competição com mais de uma hora de vantagem para o primeiro brasileiro).

E dessa vez, os resultados da tomada de tempo (que definiu a formação do grid para a largada da 1ª etapa), impressionaram a todos que acompanharam a competição. Roberto Reijers e Rogério Almeida fazem parte deste grupo, pois conquistaram o 8º melhor tempo, na marca de 1min46s3, ficando duas posições à frente do VW de Nasser Al-Attiya e Timo Gottschalk.

”O resultado foi além do esperado. Não imaginavámos que poderíamos superar os ‘imbatíveis’ Touareg. Isso anima bastante, mas o rali é disputado em dez dias, por isso, teremos de cuidar do equipamento e manter um ritmo competitivo, falou o piloto Roberto Reijers.

Os vencedores do super prime foram Jean Azevedo e Youssef Haddad, seguidos por Carlos Sainz e Lucas Sebastian (VW) – a diferença entre as duas duplas foi de dois segundos. Em terceiro lugar ficaram Fellipe Bibas e Emerson Cavassin. O terceiro carro da Volkswagen apareceu na quarta colocação, pilotado por Mauricio Neves e Eduardo Bampi.

”Este será um rali bastante interessante. O nível tecnológico da equipe alemã está muito além da nossa realidade, mas tê-los como concorrentes nos motiva. A presença deles nos dá novos parâmetros e ampliamos a visão do é possível realizar no cross-country”, opinou o navegador Almeida.

Agora a caravana segue para Santa Helena, GO. A especial de 256 quilômetros não promete muitas dificuldades. Com roteiro sinuoso, o terreno apresentará, na maior parte, cascalho e piçarra. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *