Rally dos Sertões: Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin são os vencedores

Toda a ‘Família da Poeira’ subiu no pódio. Além de Reinaldo, seu filho Gabriel terminou em segundo e Bruno em terceiro, na categoria UTV e na classe Super Prodution, enquanto Rodrigo foi sexto na Geral e segundo na classe Turbo de UTV.

Terminou na tarde deste sábado (08/8) a 23ª edição do Rally dos Sertões, com vitória da dupla Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Divino Fogão / Blindarte / Temp Clean / Tecmin / Ibis / Itamotors / AryCom) na categoria T1 FIA e na classificação Geral. Eles comemoraram em grande estilo vencendo a última Especial , que chegou na Usina de Itaipu em Foz do Iguaçu (PR), e completaram a prova que largou em Goiânia (GO) no último domingo (02/8) em 14h53min25, 14min22s de vantagem sobre Marcos Baumgart/Kleber Cincea, depois de depois de 2.875,79 quilômetros de competição.

“Foi tudo bem, mas fizemos esta última Especial com o coração na boca o tempo inteiro. Esse dia será marcado para a nossa família. Vou comemorar com eles esse Dia dos Pais e essa vitória”, comemorou o piloto, que alcançou a sua 111ª vitória em 347 corridas nestes 33 anos. 

Bicampeão mundial (2001/2012) de Rally Cross Country, Reinaldo Varela vence pela segunda vez na Geral – a primeira foi em 2000 – a principal prova de off-road do Brasil, além de alcançar a sétima vitória por diversas categorias (98, 99, 2000, 2007, 2008, 2012, 2015).

“Agradeço à minha mulher Nani, que sempre me apoiou e colaborou muito para chegarmos até aqui, e aos patrocinadores, que propiciaram esta oportunidade de brigarmos pelas primeiras posições. E à nossa equipe Divino Fogão Rally Team fez a diferença, essa união fez a vitória”, continuou Varela, ao lado de seu navegador Gustavo Gugelmin, que alcançou a primeira vitória na classificação Geral do Rally dos Sertões, que o catarinense já havia vencido por categoria em 2008 e 2012, na última vez já como navegador de Reinaldo, no mesmo ano em que conquistaram o Mundial. 

Família da Poeira faz história no Rally dos Sertões

Uma família inteira no pódio, a ‘Família da Poeira’. Reinaldo Varela e seus três filhos entraram para a história do Rally dos Sertões quando todos subiram no pódio neste sábado. Gabriel foi o segundo colocado na Geral e da classe Super Production de UTV, o caçula Bruno foi terceiro na Geral e também na Super Production, e o primogênito Rodrigo foi sexto na Geral e segundo na classe Turbo de UTV.

“Estou muito orgulhoso dos meus filhos. Foram competitivos, mas também muito responsáveis. O resultado dos três foi um grande presente do Dia dos Pais. Esse é o primeiro de muitos Rally dos Sertões com a família toda competindo. Somos unidos e apaixonados por esse esporte, somos dedicados e amamos rally. Ele nos tira a fome e nos dá energia para a competição. Estou passando para eles toda a minha experiência de 33 anos competindo”, disse Varela emocionado.

“Sucesso da Família da Poeira. Um espetáculo, igual a final de novela, com muita torcida e emoção. A competição está no sangue deles, de pai para filhos. Estou orgulhosa dos quatro conseguirem chegar ao final do Rally dos Sertões”, comentou a matriarca Nani Varela, muito orgulhosa.

Filho do meio, Gabriel Varela (Can-AM/Blindarte) que no ano passado foi terceiro no Rally dos Sertões com Quadriciclos – modalidade onde foi eleito o melhor piloto de 2014 -, foi o segundo colocado junto com o navegador Gabriel Morales, no ano de estreia de ambos com UTV.

“Mais um Rally dos Sertões entre os top 3, desta vez em segundo na minha estreia com UTV, com o Gabriel Morales, que fez uma navegação impecável, sem errar nenhum dia, perfeito. O nosso Can-Am Maverick 1000 XRs foi perfeito, não apresentou nenhum defeito durante toda a prova, foi muito bom. Infelizmente tivemos pneu furado que acabou nos atrasando, mas vamos comemorar bastante”, contou o piloto de 21 anos de idade.

O mais jovem da ‘Família da Poeira’ fez a sua estreia no Rally dos Sertões, junto com Maickon Padilha, piloto de moto e mecânico que também não tinha nenhuma experiência na competição de UTV e nem como navegador. Com Polaris RZR XP 1000, ambos conseguiram a façanha de terminar em terceiro na categoria UTV e também na classe Super Production, a que tinha mais inscritos na prova. 

“Este meu ano de estreia no esporte está sendo muito bom. Afinal, tenho um excelente UTV, uma excelente equipe, patrocinadores que confiam em mim e uma família que me apóia muito. Agora estou mais confiante para buscar resultados ainda melhores no futuro”, acredita (Polaris One/Blindarte), líder da classe Production no Brasileiro de UTV.

Vencedor da última Especial, e único piloto a ganhar mais de uma etapa de UTV no Rally dos Sertões deste ano, Rodrigo Varela (Can-Am/Blindarte) e João Arena terminaram a prova em sexto na classificação geral, mas em segundo na classe Turbo, em virtude de contratempo na quinta-feira. 

“Hoje (sábado) fizemos o que tínhamos que fazer. Aceleramos ao máximo, vencemos mais uma Especial e tiramos cinco minutos de nosso concorrente direto. Com isso terminamos em segundo na Turbo, e o nosso Can-Am Maverick Turbo foi perfeito para este resultado. Estamos contentes, vamos comemorar, mas no ano que vem voltaremos para incomodar e tentar a vitória na Geral”, planeja o atual líder do Campeonato Brasileiro de UTV.

Confira o resultado da última etapa – Carros:

1º) REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN, (1)T1F, 1:10:40.5;

2º) GUIGA SPINELLI/YOUSSEF HADDAD, (2)T1F, 1:11:06.2;

3º) CRISTIAN BAUMGART/BECO ANDREOTTI, (3)T1F, 1:11:06.3;

4º) MARCOS BAUMGART/KLEBER CINCEA, (4)T1F, 1:11:16.3;

5º) JORLEY AMARAL/MAYKEL JUSTO, (1)PBR, 1:14:34.0;

6º) GUNTER HINKELMANN/VINICIUS CASTRO, (2)PBR, 1:14:59.0.

Classificação Geral – Carros:

1º) REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN, 14:53:25;

2º) MARCOS BAUMGART/KLEBER CINCEA, a 14:22;

3º) CRISTIAN BAUMGART/BECO ANDREOTTI, a 50:33;

4º) JOAO FRANCIOSI/RAFAEL CAPOANI, a 1:00:56;

5º) LUIZ FACCO/HUMBERTO PIAUI, a 1:19:30;

6º) JORLEY AMARAL/MAYKEL JUSTO, a 1:37:062.

Confira o resultado da última etapa – UTV:

1º) RODRIGO VARELA/JOAO ARENA, (1)UTV-T, 1:19:01.1;

2º) DENI NASCIMENTO/EMILIO ROCKENBACH, (1)UTV-S, 1:19:04.6;

3º) ANDRE SAWAYA/DANIEL SPOLIDORIO, (2)UTV-T, 1:19:09.4;

4º) GABRIEL VARELA/GABRIEL MORALES, (2)UTV-S, 1:20:02.9;

5º) LUCAS BARROSO/LAURO SOBREIRA, (3)UTV-T, 1:20:13.8;

6º) CARLO COLLET/MARCO GOUVEA, (4)UTV-T, 1:20:29.1;

9º) BRUNO VARELA/MAYCKON PADILHA, (5)UTV-S, 1:23:30.6.

Classificação Geral – UTV:

1º) BRUNO SPERANCINI/LOURIVAL ROLDAN, Super Production, 17:51:10;

2º) GABRIEL VARELA/GABRIEL MORALES, Super Production, a 16:43;

3º) BRUNO VARELA/MAYCKON PADILHA, Super Production, a 24:17;

4º) ELSINHO CASCAO/ELSON MENEZES, Super Production, a 32:04;

5º) VINICIUS MOTA/RAFAEL SCHIMUK, Turbo, a 54:58;

6º) RODRIGO VARELA/JOAO ARENA, Turbo, a 1:15:15.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *