Rally dos Sertões: Segunda especial tem vitória de Palmeirinha e Vanderlei Cassol

A bordo de um BMW, Palmeirinha e Luiz Palu concluíram o trecho cronometrado em 02h26min16. Nos caminhões, Vanderlei Cassol superou seu irmão Marcos e venceu a especial

Após a conclusão do segundo dia de especiais, a 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões chega ao Estado de Minas Gerais, na cidade de Unaí. Competidores de motos, quadriciclos, carros e caminhões se deslocaram pelos 446 quilômetros, sendo 205 deles cronometrados. Anteriormente prevista para 214 quilômetros, a especial de hoje teve de ser encurtada em nove quilômetros, por causa da movimentação do gado em uma das fazendas previstas no percurso.

Nos carros a etapa foi vencida por Paulo Nobre (o “Palmeirinha”) e Luiz Palu, seguidos por João Antonio Franciosi/ Rafael Capoani e Riamburgo Ximenes/ Stanger Eler. Palmeirinha afirma ainda estar conhecendo o ritmo ideal de seu carro, o BMW X6, o único automóvel importado inscrito na competição. “Estou ganhando intimidade com o veículo aos poucos. Por isso larguei e fomos na mesma toada, tranquilos. Não podemos correr riscos e logo no segundo dia do Sertões o ritmo deve ser esse. Nos últimos 50 quilômetros da especial de hoje, onde o piso do cerrado parece um sabão, foi duro de segurar, mas conseguimos concluir bem”, afirmou o piloto.

João Franciosi concluiu a etapa na segunda posição, mas pode sofrer uma punição e ter 20 minutos acrescidos em seu tempo final de prova. “O rendimento do carro nesses dois dias foi uma surpresa para a gente. O carro ainda não está acertado e apresenta alguns problemas. O principal deles acontece na pressão da turbina, que aos três mil giros, ao invés de subir, cai. Como a especial de hoje era muito rápida, o carro não conseguiu render o esperado. Vamos tentar corrigir isso para amanhã”, declarou o piloto, que disputa a prova a bordo de um protótipo Sherpa. A situação de Franciosi será definida pela Confederação Brasileira de Automobilismo nesta sexta-feira (13).

“Hoje tivemos um andamento normal de prova, exceto pela alteração do local da largada. Também houve um acidente com o Carlos Ambrósio (piloto de motos), que acabou batendo em uma cerca, mas conseguimos efetuar o resgate com sucesso”, comentou Marcos Moraes, organizador da prova. Prontamente atendido, Ambrósio quebrou a clavícula e está fora do rali.

Pesados

Nos caminhões, a equipe Território 4×4 venceu novamente, mas desta vez com o piloto Vanderlei Cassol, que superou seu irmão Marcos, o segundo colocado, ao lado de seus companheiros Lelio Carneiro e Henrique Oliveira. O terceiro posto ficou com o caminhão pesado de Andre Azevedo, Maykel Justo e Ronaldo Pinto.

“A especial de hoje foi longa e trabalhosa. O equipamento suportou tudo muito bem, e pudemos recuperar um pouco do tempo perdido ontem. Isso não quer dizer que hoje foi um dia fácil. Tinha muita piçarra, subida e descida, enfim, uma especial bem completa, que deixou a gente bastante cansado. Foi legal ter feito a dobradinha com o meu irmão. Estávamos andando perto, então ficava um forçando o ritmo do outro, o que é ótimo se pensarmos na equipe como um todo”, afirmou o vencedor de hoje.

Já Andre Azevedo elogiou as paisagens do interior do país. “O dia foi bom, mas tivemos um pneu furado. Não fosse isso teria sido melhor ainda, mas, mesmo assim foi legal. Foi uma etapa longa e muito bonita, com belas paisagens. Ainda não dá para falar que o rali começou para valer. Falta aquele tempero especial que o Sertões tem”, disse sorrindo o competidor.

Confira os dez primeiros na segunda especial dos carros:
1º – Paulo Nobre (Palmeirinha)/ Luiz Palu – BMW – 02h26min16.2
2º – João Antonio Franciosi/Rafael Capoani – Sherpa – 02h27min45s
3º – Riamburgo Ximenes / Stanger Eler – Mitsubishi – 02:28:05.0
4º – Marlon Koerich / Deco Muniz – Sherpa -02:29:05.8
5º – Guilherme Spinelli/ Youssef Haddad – Mitsubishi – 02:29:47.4
6º – Klever Kolberg/ Flavio de França – Mitsubishi – 02:31:38.0
7º – Cristian Baumgart/ Beco Andreotti – Mitsubishi – 02h32min01s9
8º – Luiz Facco/ Silvio Deusdará – Mitsubishi – 02:33:09.4
9º – Roberto Reijers/ Rogério Almeida – Ford – 02:33:41.8
10º – Marcos Baumgart/ Kleber Cincea – Mitsubishi – 02:34:23.6

Veja como terminou a especial dos caminhões:
1º – Vanderlei Cassol/ Lelio Carneiro/ Henrique Oliveira – Ford – 2h42min14s
2º – Marcos Cassol/ Rodrigo Mello/ Davi Fonseca – Ford – 2h45min31s
3º – Andre Azevedo/ Maykel Justo/ Ronaldo Pinto – Mercedes Benz – 2h47min52s
4º – Felicio Bragante/ Ricardo Costa/ Nelson Corder – Ford – 2h53min30s
5º – Amable Barrasa/ Guilherme Signoretti/ Raphael Bettoni – Ford – 2h54min50s
6º – Kenner Garcia/ Ronie Von Silva – Ford – 03h01min33s
7º – Guido Salvini/ Weidner Moreira/ Fernando Chwaigert – Mercedes Benz – 03h03min55s
8º – Ulysses Marinzeck/ Cesar Botas/ Adriano Silva – Ford – 03h09min11s
9º – Luciana Bragante/ Roberlena Moraes/ Carla Martin – Ford – 3h45min03s
10º – Edu Piano/ Solon Mendes/ Marcos Alves – Ford – Não concluíram

*Resultados extra oficiais

Confira todos os resultados no link: http://www.webventure.com.br/sertoes2010/resultados/consolidado

Veja como será a sexta-feira (13/08) do Rally Internacional dos Sertões:
3ª etapa – Unaí (MG) – Alto Paraíso de Goiás (GO)
Deslocamento Inicial: 29 km
Trecho Especial: 220 km
Deslocamento Final: 167 km
Total: 416 km

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *