Rally dos Sertões: Segundo do dia, Zé Hélio fica ainda mais perto do título

Nos quadriciclos, Collet levou a melhor na nona etapa, mas não conseguiu tirar muito tempo do líder Cristiano Batista.

A relação dos grandes campeões da 17ª edição do Rally Internacional dos Sertões começa a se desenhar. Pelo menos, este é o cenário entre as motos e os quadriciclos. Após a disputa da nona e penúltima etapa, que cruzou três Estados do Brasil – Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte –, os favoritos Zé Hélio (Honda CRF 450X) e Cristiano Batista (Suzuki 450) ficaram ainda próximos das primeiras colocações.

Com o início em Juazeiro do Norte, no Ceará, e término em Caicó, no Rio Grande do Norte, o polonês Jakub Przygonski, de KTM 690 Rally, foi o mais rápido da nona etapa entre as motos. O piloto, que não tem mais condições de título, fechou a nona etapa em 2h04min54s7.

“Fui bem rápido na especial de hoje. A etapa foi bem dura, pois o piso estava escorregadio por conta das pedras e das pontes. Mesmo assim, me senti à vontade e fui bem. Amanhã largo na frente e espero fechar em primeiro. Seria muito bom terminar este rally assim”, comentou o polonês Jakub Przygonski.

Na segunda colocação, Zé Hélio fechou em 2h06min15s5. Com o tempo conquistado nesta quinta-feira (02), o brasileiro abriu mais de uma hora de vantagem sobre o vice-líder – Denísio do Nascimento, Honda CRF 450X – entre as motos no geral.

“Hoje foi mais uma etapa dura, em uma das edições mais difíceis da história do Rally dos Sertões. Isso significa a evolução (do evento). Espero que amanhã seja tranqüilo para chegar em Natal e comemorar”, disse Zé Hélio.

Terceiro colocado entre as motos e líder de sua categoria, a Super Production, o experiente Juca Bala, que compete de KTM EXC 450R, também está administrando neste final de rally.

“Estou administrando porque o rally já está no fim, o pior já passou. Agora é manter a tranqüilidade para chegar bem em Natal e manter a terceira colocação no geral e a primeira na categoria (Super Production). Está de bom tamanho, pois temos uma grande concorrência na edição mais difícil de todos os tempos do Rally dos Sertões”, falou Juca Bala.

Batista na frente – Entre os quadriciclos, o cenário também não foi alterado e, a uma etapa do final, Cristiano Batista (Suzuki 450), segundo colocado no dia, manteve uma boa diferença para Carlo Collet (Bombardier Renegade), vencedor da etapa e vice-líder na categoria.

“Estou passeando nesse final. Não é muito comigo esse negócio de administrar. Gosto de acelerar e a especial de hoje estava muito boa para isso. A vantagem não é tão grande, a especial de amanhã é complicada e não posso errar”, disse Cristiano, que está mais de 30 minutos à frente de Collet.

“Estou tranqüilo com a segunda colocação entre os quadriciclos e agora é administrar. A especial de hoje era curta, travada. Amanhã é ter cuidado para não perder o que já fiz até agora. É um dia curto, mas que requer atenção”, declarou Collet.

Confira a relação dos melhores após nove etapas disputadas (resultado extra-oficial):

Motos (especial):
1º – Jakub Przygonski, KTM 690 Rally – 2h04min54s7
2º – Zé Hélio, Honda CRF 450X – 2h06min15s5
3º – Sérgio Henrique (Ike) Klaumann, Yamaha W450 – 2h06min39s9
4º – Denísio do Nascimento, Honda CRF 450X – 2h08min12s1
5º – Juca Bala, KTM EXC 450R – 2h09min06s0

Motos (acumulado):
1º – Zé Hélio, Honda CRF 450X – 33h04min10s6
2º – Denísio do Nascimento, Honda CRF 450X – 34h05min01s0
3º – Juca Bala, KTM EXC 450R – 34h31min24s6
4º – Sérgio Augusto (Guto) Klaumann, Yamaha W450 – 35h23min26s7
5º – Rodolpho Mattheis, KTM 450 EXC – 35h55min45s7

Quadris (especial):
1º – Carlo Collet, Bombardier Renegade – 2h21min37s3
2º – Cristiano Souza Batista, Suzuki 450 – 2h27min47s7
3º – Marcio José Pessoa de Oliveira, KTM 525 XC – 2h28min31s1
4º – Bruno Leão, Bombardier Can-Am Renegade 800 – 2h39min51s7
5º – José Demontier Moura, Suzuki LTR 450 – 2h49min00s4

Quadris (acumulado):
1º – Cristiano Souza Batista, Suzuki 450 – 39h08min18s7
2º – Carlo Giovanni Collet Junior, Bombardier Renegade – 39h41min46s5
3º – Bruno Leão, Bombardier Can-Am Renegade 800 – 44h15min50s5
4º – José Demontier Moura, Suzuki LTR 450 – 49h16min49s4
5º – Giovanni Vassopoli, Yamaha Raptor 700 – 52h18min19s4

O dia do Sertões:
9ª etapa: Juazeiro do Norte (CE) – Caicó (RN)
Deslocamento inicial: 39 km por estradas de terra e asfalto
Especial: 184 km
Deslocamento final: 249 km por estradas de asfalto
Total do dia: 429 km 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *