Rally: Equipe Salvini Racing quer o Paulista

Guido Salvini provou que é capaz de conquistar grandes títulos como piloto. É com este intuito, que a equipe Salvini Racing põe o pé na estrada para disputar a primeira etapa do Campeonato Paulista de Rally Cross-Country.

A experiência do ano passado deu certo. A equipe Salvini Racing inovou e revelou um piloto de sucesso, Guido Salvini, que na formação original do time é navegador, e corre ao lado do pai, Carlos – um dos maiores e mais respeitados pilotos do off-road nacional.

Para saber se os dotes do filho iam além da planilha, Carlos sugeriu que a equipe participasse das duas últimas etapas do Campeonato Paulista 2005, com Guido no comando do caminhão Mercedes-Benz 1728 Flex Truck, tendo como navegador o mineiro Weidner Moreira, e o fiel escudeiro, o co-piloto Fernando Chwaigert.

A decisão não poderia ter sido mais acertada, afinal, o novo trio venceu as duas etapas que participou. Orgulho para o pai, que viu o filho vencer nomes consagrados, como André Azevedo, que corre todos os anos o Rally Dakar, e Amable Barrasa, atual campeão do Rally dos Sertões.

As duas vitórias renderam pódio à Salvini Racing no final do Paulista. Guido conquistou o terceiro lugar entre os pilotos, e Weidner/Fernando, o vice-campeonato entre os navegadores/co-piloto.

Entusiasmados, o caminho não poderia ser outro, se não seguir pelas trilhas do Paulista em 2006, mas agora, entrando para valer na briga pelo título. E a disputa começa nesse próximo final de semana, dia 11 de Fevereiro, em Pindamonhanga, SP. “Eu sei que esperam muito de mim, mas serei muito cauteloso, pois será a primeira prova no ano. Além do que, também correremos com esse mesmo caminhão no Campeonato Brasileiro, onde meu pai é o piloto”, explica Guido.

A prova terá 78 quilômetros de especiais, que para essa temporada, terá nova configuração. Não serão mais três voltas pelo mesmo circuito. Agora, o rali será disputado em três voltas distintas, valorizando assim o espírito do cross-country.

A competição acontece na Fazenda Pólo Regional do Vale do Paraíba – pertencente ao estado de São Paulo, onde são realizadas pesquisas agropecuárias. De acordo com o organizador da prova, Deco Muniz, a etapa será completa e complexa: retas em chão batido permitirão os carros atingirem velocidades elevadas, mas também será necessário pé no freio em trechos travados e sinuosos. Somado a isso, há situações de piso fofo, que em caso de chuva, se transformará em pura lama. Pastos fazem parte do trajeto, onde a suspensão dos 4×4 será exigida.

O navegador Weidner está bastante animado com o retorno às trilhas. “Estou muito ansioso, com aquela expectativa comum no início de todo campeonato”, declarou. Quando o assunto é pilotagem, Weidner é categórico. “O Guido me surpreendeu de forma incrível. Eu sabia que ele era um excelente navegador, mas nunca havia visto ele pilotar. Sempre que possível, corro ao lado do pai dele, que é um dos pilotos mais capacitados que conheço. Acho que essa bagagem está sendo transmitida de pai para filho, como se estivesse no sangue”, enfatiza.

A equipe espera manter o ritmo que tiveram no ano passado. “Sei que é muita pretensão, afinal, teremos fortes concorrentes, mas é apenas o que espero. Quero muitas vitórias e grandes resultados em 2006”, prospecta Weidner.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *