Rally: Kris Meeke tenta repetir vitória no Rally Internacional de Curitiba

Atual campeão da categoria venceu a estreia da prova no calendário no ano passado e já está inscrito para a etapa brasileira em 2010.

Kris Meeke confirmou com razoável antecedência sua inscrição no Rally Internacional de Curitiba, prova que será disputada nos dias 4, 5 e 6 de março, como segunda etapa do IRC, o Intercontinental Rally Challenge. O piloto inglês é o atual campeão da categoria e tem lá seus motivos para garantir com prazo tão longo sua presença no Brasil. Quer que a prova brasileira tenha para ele o mesmo efeito que teve em 2009.

Exatamente como na temporada anterior, ele chega carregando a frustração de um acidente na primeira etapa da temporada, disputada agora em janeiro: o Rallye Automobile Monte Carlo, em Mônaco. Ainda sem pontos no atual campeonato, Kris Meeke torce para que a história se repita e que possa começar a trilhar seu caminho rumo ao título se recuperando com uma nova conquista nas especiais do Brasil.

O piloto assumiu totalmente a culpa pela batida na prova inaugural do campeonato, mas o chefe de equipe nem pensa mais nisso: só fala no Rally Internacional de Curitiba. “Essas coisas acontecem. Nós somos um time. Vencemos juntos, perdemos juntos. E vamos para o Brasil ganhar mais uma vez. Tenho plena confiança em Kris e Paul (Nagle, navegador)”, afirma Marc Van Dalen, que comanda o time do atual campeão.

De fato, não existe oportunidade melhor para deixar tudo para trás. As diferenças entre os ralis são enormes – começando pelo piso. Se na primeira etapa os pilotos enfrentaram asfalto e gelo, por aqui vão precisar adaptar os carros e a própria pilotagem ao cascalho. Aparentemente, nenhum problema para Kris Meeke, que no ano passado colocou o Rally Internacional de Curitiba como o melhor de sua carreira.

O inglês ainda venceu mais três vezes ao longo do campeonato para ficar com o título em sua primeira temporada, feito que o transformou em estrela da marca que o contratou na Europa, tanto que foi o escolhido para o divertidíssimo comercial da versão de rua do carro que pilota, o Peugeot 207 (http://www.youtube.com/watch?v=_5ploC3ef_4). O anúncio faz um trocadilho com o nome do piloto: “He’s Meeke, but he’s not mild” (meek e mild = meigo).

A presença dele talvez seja a principal, mas haverá outras muitas atrações estrangeiras no evento, como a equipe Skoda, líder do campeonato de marcas, que vem pela primeira vez ao Brasil. “Será fantástico correr no Brasil e na Argentina porque com a participação nas três primeiras etapas aumentaremos a nossa chance de sucesso no IRC neste ano”, comenta Guy Wilks, um dos pilotos da montadora, sexto colocado na tabela de pontuação.

A procura por inscrições só confirma o prestigio da prova brasileira, que estreou em 2009. Pela matemática da categoria, as equipes nem precisariam fazer grandes deslocamentos, como viajar até a América do Sul, único continente no calendário além da Europa. Para a definição do campeonato, valem apenas os sete melhores resultados entre as doze provas realizadas. Mas esta etapa parece ter um significado maior do que apenas pontos para o campeonato.

O Rally Internacional de Curitiba tem o patrocínio da Peugeot.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *