Rally: Neves e Maestrelli mantém liderança no Rally dos Sertões

A equipe Promacchina continuou vivendo emoções opostas no segundo dia do 15ª Rally Internacionais dos Sertões, quando foi disputada a primeira prova especial da competição, entre Goiânia e Minaçu, em Goiás.

Maurício Neves e Clécio Maestrelli foram os mais rápidos pelo segundo dia consecutivo enquanto Fellipe Bibas e Emerson Cavassin tiveram problemas mecânicos. Ao clima ultra seco que caracteriza esta época na região, somaram-se outras dificuldades, como trajeto travado e pisos extremamente desgastantes, com muitas erosões e depressões. Essa combinação não deixou dúvidas para Maurício Neves definir a especial de hoje:

“Esta etapa foi, de longe, a mais difícil que enfrentei em todos as sete edições do Rally dos Sertões que já participei. A extensão, o piso e o traçado travado justificam isso. Este foi, disparado, o dia mais difícil que já disputei nesta prova.”

Ao largar esta manhã em Goiânia Neves e Maestrelli adotaram uma tática conservadora para enfrentar os 334 km da prova especial, o que acabou gerando momentos de preocupação entre ambos, como explica Maestrelli:

“Nós andamos tão devagar que esperávamos ser ultrapassados por vários concorrentes. Ao chegarmos no km 150 do percurso isso ainda não tinha acontecido, o que nos inicialmente nos espantou e depois nos deixou preocupados. Só após chegar em Minaçu é que descobrimos que não estávamos andando tão lento assim”.

Bibas aguarda resgate

Depois de um acidente na disputa do prólogo, o que siginificou largar entre os últimos concorrentes na categoria automóveis, Fellipe Bibas e Emerson Cavassin foram obrigados a ver a noite chegar quando ainda aguardavam o resgate da equipe Promacchina na altura do km 453 do trajeto de ontem, ou seja, a 47 km do final da especial e a 40 km do final do trecho cronometrado.

Hoje o Rally dos Sertões prossegue entre Minaçu e Palmas (TO), numa especial de 392 km dentro de um trecho total de 683 km. Segundo os organizadores “esta etapa deverá exigir técnica em navegação e muita perícia de pilotagem”.

Classificação extra oficial

Os cinco melhores do primeiro dia da classificação extra-oficial

Resultado extra-oficial do prólogo:

1) Maurício Neves/Clécio Maestrelli, Mitsubishi Evo PROM, 5h3m46s9
2) José Antonio Franciosi/Eduardo Bampi, Mitsubishi, 5h17m24s2
3) Reinaldo Varela/Marcos Macedo, Mitsubishi, 5h21m4s6
4) Vanderlei Cassol/Rodrigo Mello, 5h23m40s5
5) Paulo Nobre/Filipe Palmeiro, BMW, 5h32m21s6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *