Rally: Palmeirinha é bicampeão do ‘Trófeu Canguru’ em Erechim

Ao lado do navegador Edu Paula, Paulo Nobre saltou 43 metros com seu Mitsubishi Lancer neste Domingo.

O paulista Paulo Nobre, o Palmeirinha (Itaú Private Bank) conquistou pelo segundo ano consecutivo o “Troféu Canguru” no Rally de Erechim, uma competição já tradicional desta prova, que mede a maior distância percorrida pelos participantes no ponto “Salto dos Verdureiros”, um dos locais mais procurados pelo público para acompanhar a passagem dos carros nas trilhas ao redor da cidade gaúcha.

Correndo com o navegador Edu Paula, Palmeirinha obteve a marca de 43 metros de distância percorridos no seu salto com o Mitsubishi Lancer utilizado pela dupla, e assim como no ano passado, o prêmio serviu como consolo aos problemas mecânicos enfrentados na competição válida pela 3ª do Campeonato Brasileiro de Rali e também pela 3ª etapa do Campeonato Sul-americano. “Não era o nosso objetivo para essa prova, mas uma vez que ficamos de fora na disputa no Sábado, fazer um bom salto no Domingo era uma maneira de retribuir o carinho da cidade. Assim, o bicampeonato no “Troféu Canguru” e o meu recorde pessoal de 43 metros foram consequência”, explicou Palmeirinha.

“Um salto desse tipo é um erro se olharmos pela parte técnica, porque se ganha muito pouco perto do risco que se corre e isso não serve para quem está na disputa. É uma situação semelhante quando fazemos uma curva “esparramada”, que não é competitivo e se perde tempo mas é muito bonito de se ver”, completou o piloto palmeirense, que teve o suporte da direção quebrado na aterrissagem do “Salto dos Verdureiros”. O recorde do “Troféu Canguru” pertence com Marcos Celestino, o Marcola, com 46 metros.

Mas a dupla Nobre/Paula já tinha seu resultado comprometido para as etapas deste Domingo devido ao rompimento dos parafusos de uma das rodas durante a terceira especial ainda no sábado, deixando o Lancer da equipe verde e branca parado na trilha com apenas três rodas. “Quando o carro voltou ao parque de apoio também pudemos detectar uma trinca no radiador e também o intercooler que estava torto. Também fomos informados que um espectador achou a nossa roda no meio do mato e que ele avisou que não vai devolver o seu souvenir”, disse o chefe dos mecânicos da equipe Palmeirinha Rally, Carlos Eugênio da Cruz, o Negão.

Os vencedores do 10º Rally de Erechim foram:

Campeonato Sul-americano

Categoria A8 – Roberto Sanchez/Edgardo Galindo (Argentina)
Categoria A7 – Hermes Garcia/Fabio Garcia (Argentina)
Categoria A6 – Luis Tedesco/Bruno Mega (Brasil)
Categoria N4 – Victor Galeano/Fabricio Chiriani (Paraguai)
Categoria N2 – Fabio Dall´Agnol/Marcelo Dalmut (Brasil)
Categoria SR – Pablo Maranzana/Andres Gonzales

Campeonato Brasileiro

Categoria N4 – Edio Fuchter/Lelo Perdigão
Categoria N2 – Fabio Dall´Agnol/Marcelo Dalmut
Categoria A6 – Luis Tedesco/Bruno Mega

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *