Rally: Reinaldo Varela e Marcos Macedo vencem o primeiro dia do Rally da Cana

Nos caminhões Amable Barrasa e José Papacena faturaram mais uma vez.

Os paranaenses roubam a cena no primeiro dia de disputas do 3º Rally da Cana, que aconteceu nesta sexta-feira (21), na cidade de Pirassununga, e válido pela terceira etapa da Copa RallySP Cross Country. Reinaldo Varela e Marcos Macedo (Rally Brasil), foram os grandes vencedores do dia. Na disputa dos caminhões, mais uma vez, Amable Barrasa e José Papacena, venceram a etapa do Rally da Cana. A quarta etapa acontece neste sábado (22), com a realização de mais duas especiais, a largada será às 9h30.

A Copa RallySP é considerada como uma das mais importantes competições de rali cross country do País e uma das disputas que mais cresce nacionalmente. A qualidade do certame foi confirmada pelos participantes do evento, entre eles o navegador Marcos Macedo (Mitsubishi L200 RS). “Esta etapa foi bem diversificada, muita curva de nível, piso arenoso, incontáveis lombas, algumas perigosas e trechos escondidos. Para a navegação, foi tão difícil quanto o Rally do Engenho, senão pior, pelas características de trechos escondidos e referências próximas, além de velocidade de média para alta. Exigiu muita técnica, havia pontos nos quais não eram permitidos erros. Entretanto, o rali estava bem competitivo”, comentou.

Deco Muniz, diretor da RallySP, falou satisfeito de mais uma etapa bem sucedida. ”A disputa foi bem dinâmica e técnica, com um grid de 29 carros (25 carros e 4 caminhões). A equipe técnica estava empenhada e todos os imprevistos com os competidores foram prontamente atendidos nesse primeiro dia do Rally da Cana. Amanhã, teremos mais duas especiais, com percurso de 55 quilômetros cada”, afirmou o organizador do RallySP Cross Country.

Apesar das dificuldades exigidas na prova, competidores esperam o segundo dia da rodada em Pirassununga. A etapa foi marcada por trial e trechos mistos, com saltos e médias de 140 km/h. “Foi a especial mais curta da minha vida. Na primeira, logo nos primeiros 100 metros, após uma lomba, desencaixou o semi-eixo traseiro da pick-up. Como a suspensão não trabalha no asfalto, só aconteceu mesmo dentro da prova. A equipe foi muito rápida, arrumou, voltamos para a prova e ainda fizemos um bom tempo”, explicou Jean Azevedo.

NOVATOS

Entre os novatos como navegadores estiveram: Horst Miklautz, Evandro Luiz Bautz, Aldrin Schreiber Fonseca, Clayton Prado, Marcelo Marques, Walace von Schimidt e Rodrigo Varela. Na pilotagem, estreou na Copa RallySP, Igor Ribeiro de Carvalho, campeão da Mitsubishi Cup Nordeste 2007. E ainda, o piloto Fábio Sales, que após erro de percurso no início da segunda especial, ocasionou uma batida com outro carro da competição – também estreantes -, Luís Rosate/Clayton Prado, tirando as duplas do restante da disputa.

Pai e filho juntos nas provas e adversários na categoria Super Production. Trata-se do experiente Reinaldo Varela, que incentiva os três filhos apaixonados pelo esporte. O primogênito, Rodrigo Varela, garantiu sua primeira etapa como navegador ao lado de Paulo Rugna. “O intuito é que ele aprenda e se sinta mais seguro para planilhar, pois irá prepará-lo para as provas de quadriciclos nacionais”, ressaltou Reinaldo.

Rodrigo tem apenas 17 anos. “O carro que íamos correr quebrou pouco antes da largada, trocamos e fomos obrigados a sair na última posição. Tudo é novo, fiquei um pouco nervoso na primeira especial, mesmo com a falta de afinidades com a planilha considero um bom início. Para as próximas etapas, quero um macacão novo, pois o que usei hoje é do meu pai, está só um pouquinho largo”, brincou o novato.

Para a dupla segunda colocada, Roberto Reijers e Rogério Almeida, o resultado impressionou. “Estamos alcançando o objetivo que traçamos para esta temporada, que é a evolução constante. Disputar a ponta com o Varela é um indício que estamos no caminho certo e que o esforço está valendo a pena”, garantiu o piloto

AMABLE BARRASA E JOSÉ PAPACENA CONQUISTAM 3ª VITÓRIA

Na disputa dos caminhões mais uma vez a equipe Autoline brilhou com Amable Barrasa e José Papacena. Conquistaram a terceira vitória em três provas disputadas e ficam na liderança isolada da competição. Restando mais quatro etapas para o fim do Campeonato Amable e José se animam e começam a pensar em estratégias para a conquista do título.

“Andamos num ritmo bom. A primeira especial bastante confusa e com o navegador inseguro e as indecisões na “cantada”da planilha influência o piloto, que tem que redobrar a atenção para não errar e cometer um acidente. Já a segunda e terceira volta, conhecendo o terreno apesar dos facões criados pela passagem dos veículos ficou um pouco mais fácil. Fomos dois minutos mais rápidos que o segundo em todas as voltas, assim abrimos uma boa margem de diferença. Amanhã vamos partir do zero novamente e administrar os pontos para garantir o título do 3º Rally da Cana”, analisou a piloto Amable Barrasa.

A Copa RallySP Cross Country tem apoio da Mercedes-Benz Caminhões, Revista 4×4 & Cia, Motor Trailler, ASA Alumínio, Guinchos Work, Trilha 23 Concessionária Troller e Suzaquim Indústria Química, e apoio técnico da Prefeitura Municipal de Pirassununga, Webventure, VP Adesivos Especiais, Totem Equipamentos Cronometragem, RallyCRON Cronometragem, Rally Radiocom e Sicafe Transportes. A organização é da RallySP Eventos e Promoções.

Resultado extra-oficial da 3ª etapa da Copa RallySP (21/03):

Geral:
1) Reinaldo Varela / Marcão Macedo, Super Production, 1h26min55
2) Roberto Guilherme Reijers / Rogério Almeida, Protótipos, 1h26min59
3) Richard Vaders / José Antônio Spacassassi, Protótipos, 1h30min34
4) Igor Ribeiro/Andrea Portas, Production, 1h38min03
5) Carlos Policarpo/Rômulo Secomandi, Super Production, 1h38min06
6) Jean Azevedo/Youssef Haddad, Protótipos, 1h38min17
7) Marcos Moraes/Du Sachs, Protótipos, 1h38min34
8) Amable Barrasa/José Papacena, Caminhões, 1h40min00
9) Paulo Lima/André Casagrande, Super Production, 1h40min20
10) André Soares/Daniel Gay, Production, 1h42min39

Categorias:

Production:
1) Igor Ribeiro/Andrea Portas, 1h38min03
2) André Soares/Daniel Gay, 1h42min39
3) Antônio Carlos Morais Teixeira / Daniel Henriques, 1h43min51

Super Production:
1) Reinaldo Varela / Marcão Macedo, 1h26min55
2) Carlos Policarpo de Oliveira / Romulo Espada Seccomandi, 1h38min06
3) Roberto Correa / Rodrigo Santiago Khezam, 1h43min12

Protótipo:
1) Roberto Guilherme Reijers / Rogério Almeida, 1h26min59
2) Richard Vaders / José Antonio Spacassassi, 1h30min34
3) Jean Azevedo / Youssef Haddad, 1h38min17

Força Livre:
1) Vitor Fischer Valente / Daniel Queiroz Simon, 1h53min03

Caminhões:
1) Amable Barrasa / José Papacena Neto, Ford F4000, 1h40min00
2) André Azevedo / Maykel Justom, Mercedes-Benz, 1h45min34
3) Felício Bragante / Evandro Luiz Bautz, Mercedes-Benz, 2h16min53
4) Carlos Salvini / Weidner Moreira, Mercedes-Benz, 2h26min54

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *