Rally: Tony Almeida é 100% na rodada de abertura do Brasileiro em Imperatriz

Apesar de ter o motor do seu carro “batido” na sexta-feira, o Tricampeão Brasileiro de Rally 4X4, na categoria força livre, o paraibano Tony Almeida (ALMEIDA NEGÓCIOS SPORT & FOMENTO / PRONTAUTO / ENGER – ENGENHARIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL / TAG – CABEÇOTES ESPECIAIS / SECRETARIA de JUVENTUDE, ESPORTE e LAZER – PB), conseguiu um desempenho magnífico e venceu a etapa deste domingo (22/07), segunda etapa da rodada dupla o Campeonato Brasileiro de Rally 4X4. A prova foi disputada na cidade de Imperatriz – MA, aproximadamente 600 km de São Luis.

Os problemas com o carro oficial do piloto na sexta-feira o obrigaram a correr as duas provas de abertura da temporada 2007 do Campeonato Brasileiro de Rally 4X4, com uma Ranger cedida pela Capri, concessionária Ford de Imperatriz. O veículo foi todo adequado às normas exigidas no regulamento para participar da competição.

Tony que já havia vencido a primeira etapa no sábado, repetiu neste domingo o desempenho e conquistou sua segunda vitória, marcando 40 pontos logo na abertura da temporada. Um passo importante para o piloto de João Pessoa que busca neste ano o Tetracampeonato do Rally 4X4 Brasileiro na categoria força livre.

“Acho que foi um final de semana de superação. Correr em um carro que não estou acostumando e o empenho dos mecânicos da concessionária Capri para deixar o veículo em condições de competir me incentivou para que pudesse fazer o máximo possível dentro da pista. Quero dedicar essa vitória a esse pessoal que não mediu esforços para chegarmos a esse resultado”. Comemorou Tony Almeida.

O piloto paraibano retorna para João Pessoa nesta segunda-feira. Quando chegar vai precisar se apressar para deixar o seu carro em condições de disputar as próximas duas etapas do Campeonato Brasileiro, que vão acontecer nos dias 04 e 05 de agosto em João Pessoa.

“Por enquanto quero comemorar um pouco esta conquista aqui em Imperatriz e ao chegar a João Pessoa é que eu minha equipe da Prontauto vamos poder avaliar os danos no motor. Vamos ter pouco mais de 10 dias para trabalhar e deixar o carro competitivo para a seqüência do campeonato”, concluiu o tricampeão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *