Rallye Internacional Mil Milhas Históricas Brasileiras: Seis segundos separam os líderes na reta fin

Neste sábado será disputada a ‘Noite do Saci’, prova de regularidade noturna nas serras no entorno de Campos do Jordão (SP). O rallye completa 1602 km neste domingo, depois de cinco dias passando pelas mais famosas estradas da história brasileira em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

O Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras não é apenas um desfile de carros clássicos fabricados entre 1950 e 1980, percorrendo em cinco dias as mais famosas estradas da história brasileira em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Além de todo o glamour e história, há muita esportividade e competitividade. Tanto que às vésperas do encerramento da terceira edição da prova os dois primeiros colocados estão separados por apenas seis segundos. A liderança é da dupla paulista Carlos Alberto de Sousa/Laurival Calçada (Mercedes-Benz 350 SL 73), que perderam 183 pontos em três dias, seguidos de perto dos gaúchos Rogério Franz/Mário Nardi (Mercedes-Benz 350 SLC 73), apenas seis pontos atrás.

“Nossa prova está muito equilibrada e competitiva. Temos nove marcas de carros diferentes entre os dez primeiros e os três primeiros estão separados por apenas 11 pontos. E se prestarmos a atenção na pontuação dos dez primeiros, podemos notar que há várias disputas apertadas”, comemora Luis Cezar Ramos Pereira, Diretor de Prova e Presidente do MG Club do Brasil, promotor e organizador do evento.

Terceiro colocados com 194 pontos perdidos, os irmãos paulistas Christian Pons Casal de Rey/Thiago Pons Casal de Rey (Corvette 63) acham que estão na luta direta pela vitória. “Estamos correndo por fora. Deixa os dois primeiros se matarem e quem sabe sobra pra nós”, aposta Christian, segundo colocado na prova do ano passado, a frente dos gaúchos Franz/Nardi, mas que foram os vencedores em 2011.

“Como teremos uma etapa a noite e com médias muito baixas, vai ser a Especial mais difícil da história da Mil Milhas”, acredita Rogério Franz. “Como deverá ser muito técnica, deixei a navegação mais precisa, com precisão de 220 em 200 metros. Vamos ver se assim, com navegação mais afinada, tentamos buscar o bicampeonato”, emendou o navegador Mário Nardi, que compõe a dupla nos últimos cinco anos.

“Embolou bastante. Estamos sentindo que o pessoal está chegando. Nossa dupla é bastante regular e vamos tentar corrigir o que erramos para seguir na frente até o final. É muito bacana este nível de equilíbrio numa competição deste nível”, destaca Calçada, engenheiro mecânico e navegador da dupla líder.

Outros grandes destaques são os paulistas Alberto Amorim/Carlos Bevilaqua (MG B Roadster 68), que estão em quarto, os campineiros Claus Hoppen/Luiz Durval Paiva com o Fusca 1200 55 que sustentam bravamente o quinto posto, e a dupla alemã Heinzjurgen Halle/Friedhelm Graf que ocupam a sexta posição com um carro brasileiro, o Puma GTE 73.

O Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras, regido pela regras da FIA-Historic (Federação Internacional de Automobilismo) e homologado pela FIVA (Federação Internacional de Veículos Antigos) segue neste sábado do Hotel Gloria, em Caxambu (MG), até o Hotel Home Green Home, em Campos do Jordão (SP), depois de percorrer 254 km.

Na estância de inverno paulista pode ser decidida a competição com a prova ‘Noite do Saci’, realizada após as 18 horas, nas serras ao redor. “Esta é a grande atração desta edição da nossa prova. Tenho certeza que o rallye vai ser decidido ali. Como eu previa, o nível da competição está altíssimo e só uma etapa noturna e difícil como esta para eliminar este empate técnico que temos depois de 1.200 quilômetros percorridos até agora”, aponta Luis Cezar.

A competição termina neste domingo no Shopping Iguatemi, em São Paulo, com os carros chegando por volta das 13 horas.

Os dez primeiros depois dos três primeiros dias são: 1) Carlos Alberto Sousa/Laurival Calçada (Mercedes-Benz 350 SL 73), 183pp; 2) Rogério Franz/Mário Nardi (Mercedes-Benz 350 SLC 73), 1189; 3) Christian Pons Casal de Rey/Thiago Pons Casal de Rey (Corvette 63), 194; 4) Alberto Amorim/Carlos Bevilaqua (MG B Roadster 68), 250; 5) Claus Hoppen/Luiz Durval Paiva (Fusca 1200 55), 336; 6) Heinzjurgen Halle/Friedhelm Graf (Puma GTE 73), 384; 7) Carlos Cacciatore/Gabriel Pecin (Mini Morris 1275 69)), 457; 8) Emilio Losada/Glícia Losada (Porsche 911 SC 79), 461; 9) Evaldo Luque/Flávio Maia Luz (BMW 2002 Ti Touring 74), 462; 10) Oscar Vila Espejo/Cecília Kondo (Alpine A110 77), 473pp.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

22 de junho (sábado) – 254 Km
09h00 – Largada do 1º veículo – Hotel Gloria
12:00 hs – Almoço Mercato Italiano – Quiririm – Estrada de Campos do Jordão-Trevo Quiririm
14:30 hs – Chegada no Hotel Home Green Home – Campos do Jordão
18h00 – Largada do 1º veículo – Prova ‘Noite do Saci’ – 100 Km
20:40 – Chegada no Hotel Home Green Home – Campos do Jordão

23 de junho (domingo) – 213 Km
10h00 – Largada do 1º veículo – Hotel Home Green Home
13h00 – Chegada Shopping Iguatemi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *