Rômulo Molinari busca título do Metropolitano

A equipe curitibana Lupatini Motorsport/Mig Motorsport vai em busca de mais título na sexta etapa do Metropolitano de Curitiba 2018, no fim de semana (20 e 21/10), no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), situado em Pinhais (PR). Pilotando o Gol n.º 27, preparado pela equipe Mig Motorsport, Felipe Lobo e Rômulo Molinari querem conquistar o título do Metropolitano na categoria Turismo 1.6 “I”, quase um mês após a conquista do Campeonato Paranaense de Velocidade, em Londrina, no mês passado.

Durante as dez provas das cinco etapas do Metropolitano de Curitiba, pilotando o Gol n.º 27, Rômulo Molinari (Titania/Pelikano) marcou quatro poles positions e obtive sete vitórias, um segundo, terceiro e quarto lugares, fazendo dupla com Felipe Lobo e Alexandre Frankenberger. Está na liderança da Turismo 1.6 “I”, com 192 pontos ganhos, contra 151 de José Pederneiras, o segundo colocado. Romulo está com o título garantido, precisando apenas participar da etapa, pontuando o mínimo que servirá como descarte regulamentar. “Estamos com o título na mão, havendo poucas chances matemáticas de não conquistarmos. Este foi um ano fantástico para a nossa, onde ficamos com as três primeiras posições no Paranaense de Velocidade, podendo ser primeiro, terceiro e quarto no Metropolitano. Seria muito bom, para fecharmos o ano com “chave de ouro”, evoluindo um pouco mais o meu aprendizado e do Antonio”, disse Rômulo Molinari (Titania/Pelikano).

No Paranaense de Velocidade, onde sagrou-se campeã na terceira etapa em Londrina, a equipe Lupatini Motorsport fez o pódio final total da categoria Turismo 1.6 “I”, com Rômulo Molinari em primeiro, Antonio Carvalho em segundo e Alexandre Frankenberger em terceiro. “Além da boa parceria com a Mig Motorsport, que nos entrega os carros em condições de “brigar” pelas vitórias, a decisão de investir nesses jovens talentos foi certa, mesclando pilotos novos com pilotos experientes, acelerando a formação dos “novatos”. O Antonio é um piloto muito rápido que evoluiu bastante neste ano e a dedicação, empenho e perfeccionismo do Rômulo, o tornam um piloto completo, características que o ajudaram nessa conquista do primeiro título e na sua formação como piloto”, concluiu Rafael Lupatini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *