SBK: Bruno Corano é o mais rápido do primeiro dia de treinos da Grande Final do TNT SBK

Se o duelo pelo título está polarizado entre Murilo Colatreli da Dia-Frag Racing e Alecsandre “Doca” De Grandi, da De Grandi/ Bardhal, nas pistas, o que se viu nesta sexta-feira (26 de novembro) foi um duelo entre Bruno Corano da equipe Suzuki Maxima e Maycon Zandavalli da Spiga Racing.

Ambos dominaram os treinos livres em Interlagos, SP, e começam a despontar como os favoritos para a vitória na Grande Decisão do TNT SBK. O mais rápido do dia foi o piloto Bruno Corano (Suzuki/Maxima), que cravou o tempo de 1:40.856. Ele foi quase um segundo mais rápido do que Maycon Zandavalli (Spiga Racing) que fez o tempo de 1:41.839.

“O autódromo de Interlagos é um dos meus favoritos e, normalmente, sou bem rápido aqui. Mas meus adversários também são e, o que importa, é no domingo. Estar na frente mostra que estamos no caminho certo mas o que vale mesmo é a corrida”, explicou Corano que, este ano, deu adeus ao título quando sofreu um acidente de carro às vésperas da quarta etapa e fraturou a perna.

Segundo mais rápido do dia, Maycon Zandavalli venceu a última etapa da competição, que aconteceu em Curitiba, PR e espera se tornar o primeiro piloto a conseguir duas vitórias seguidas na competição. Em sua primeira temporada completa, o piloto espera encerrar a temporada com chave de ouro.

“Sempre cabe uma vitória a mais em um campeonato como esse”, diverte-se. “Estou preparado e animado para a prova e, já que não estou na briga pelo título, posso correr sem pressão e brigar pela vitória até o final”, comentou.

Entre os postulantes ao título, Murilo Colatreli (Diafrag Racing) foi o mais rápido, com o tempo de 1:42.958. Mas a diferença para Doca (Bardahl/ De Grandi) praticamente inexiste, uma vez que o piracicabano fez sua melhor volta em 1:43.310.

Uma sexta colocação dá o título a Colatreli. A situação pode ficar ainda melhor para o piloto de Monte Alto, SP, caso Doca não vença a corrida. Realizada juntamente com a final do Itaipava GT Brasil e com a etapa brasileira do Mundial de GT1, a etapa promete ser um marco na motovelocidade brasileira.

Na Pró-Amador, Diego Pretel liderou com folga e segue como grande favorito ao título. Na Estreante, Heber e Alan Douglas foram os mais rápidos, separados por apenas um décimo de segundo.

Na Master, o mais veloz foi Paulo Gabriel, o Paulinho, com o tempo de 1.46.828. O piloto, porém, acredita que pode andar muito melhor durante o fim de semana. “Estou cada vez melhor da minha contusão e minha expectativa é bater meu recorde pessoal, que é de 1:44.000”, disse. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *