SL Fórmula: Austrália e Japão lideram após abertura da temporada

A Austrália, com o australiano John Martin, e o Japão, com o britânico Duncan Tappy, dividem a liderança do campeonato após a disputa neste domingo (05/06), em Assen, na Holanda, da etapa de abertura da Taça das Nações da Superleague Formula. Ambos somam 77 pontos.

O holandês Yelmer Buurman (Holanda/PSV) venceu a primeira prova; Tappy a segunda e o britânico Craig Dolby (Inglaterra) a Super Final.

O brasileiro Antonio Pizzonia (Brasil) foi 8º na primeira prova, 3º na segunda e segundo na Super Final. O Brasil soma 68 pontos, em 5º no campeonato.

Prova 1:

Buurman venceu a primeira prova, seguido por Dolby e o belga Frederic Vervisch (Luxemburgo).

Pole-position o francês Tristan Gommendy (França/Bordeaux) liderou até ser forçado a abandonar, com o cabo do acelerador quebrado na 15ª volta. O holandês Robert Doornbos (Holanda) assumiu a liderança, seguido por Buurman, que com a estratégia de adiar o seu pit stop, passou de oitavo na primeira volta para segundo.

Doornbos e Buurman passaram a fazer um intenso duelo pela ponta, com os dois acabando por se tocarem. Doornbos acabou decolando, tendo a asa dianteira danificada, com Buurman assumindo a ponta até a bandeirada.

Doornbos se manteve em segundo, contudo outro toque, desta vez com Vervisch, destruiu por completo a asa. Dolby aproveitou a confusão, para assumir a segunda posição.

O suíço Neel Jani (Bélgica/Anderlecht) foi o 4º, seguido pelo checo Filip Salaquarda (República Checa/Sparta Praga) e Martin. Pizzonia foi o 8º.

Final, prova 1:

1.  Yelmer Buurman Holanda/PSV 38m44s482
2.  Craig Dolby Inglaterra + 9s076
3.  Frederic Vervisch Luxemburgo + 10s088
4.  Neel Jani Bélgica/Anderlecht  + 15s222
5.  Filip Salaquarda República Checa/Sparta Praga  + 18s095
6.  John Martin Austrália + 26s427
7.  Duncan Tappy Japão + 32s882
8.  Antonio Pizzonia Brasil + 1m01s462
9.  Earl Bamber Nova Zelândia + 1m13s666
10.  Ho-Pin Tung China + 1m17s532
11.  Robert Doornbos Holanda + 1 volta
12.  Maria de Villota Espanha/Atlético Madrid + 1 volta

Abandonos:

Andy Soucek Turquia/Galatasaray 24 voltas
Tristan Gommendy França/Bordeaux 15 voltas

Prova 2:

Tappy venceu a segunda prova, com Martin em 2º e Pizzonia na 3ª posição.

Tappy assumiu a liderança ao passar Martin na curva um, a quatro voltas do final. Pizzonia foi o 3º, depois de chegar a bater rodas com Gommendy. O francês, assim como na primeira prova, liderou grande parte da corrida, até ter problemas de aderência, caindo para 4º.

O neozelandês Earl Bamber (Nova Zelândia) foi o 5º, com Salaquarda em 6º. O espanhol Andy Soucek (Turquia/Galatasaray) vinha nas primeiras posições, quando levou um drive-through a dez voltas do final, por cruzar a linha branca na saída dos pits.

Final, prova 2:

1.  Duncan Tappy Japão 38m56s059
2.  John Martin Austrália + 3s135
3.  Antonio Pizzonia Brasil + 4s527
4.  Tristan Gommendy França/Bordeaux  + 8s152
5.  Earl Bamber Nova Zelândia  + 8s392
6.  Filip Salaquarda República Checa/Sparta Praga + 9s233
7.  Andy Soucek Turquia/Galatasaray + 9s254
8.  Craig Dolby Inglaterra + 10s281
9.  Neel Jani Bélgica/Anderlecht + 19s890
10.  Yelmer Buurman Holanda/PSV + 20s455
11.  Ho-Pin Tung China + 30s532

Abandonos:

Maria de Villota  Espanha/ Atlético de Madrid 24 voltas
Frederic Vervisch Luxemburgo 24 voltas
Robert Doornbos   Netherlands  0 voltas

Super Final:

Dolby venceu a Super Final, faturando um prêmio de €100,000 (230 mil reais). Pizzonia foi o 2º com Buurman em 3º.

Na largada Martin assumiu a ponta, seguido por Dolby. No começo da segunda volta Dolby passou Martin, com Pizzonia também superando o australiano na mesma volta.

Pouco depois Jani também tentou passar Martin, com os dois se tocando e o suíço indo parar na brita. Dolby abriu 1s7 de frente para Pizzonia.

Dolby fez uma terceira volta lenta, com Pizzonia colando na traseira do carro do britânico. Ao final das cinco voltas Dolby recebeu a bandeirada com apenas 0s171 de vantagem sobre Pizzonia.

“Eu nem estou acreditando, tivemos um desempenho incrível. Foi muito melhor do que eu esperava. Fiquei a apenas um décimo de segundo do inglês Craig Dolby, chegamos a andar lado a lado, empurrei ele em algumas partes. Por alguns segundos vi que podia cruzar a linha de chegada em primeiro, foi por pouco, mas estou contente com o resultado, levando em consideração o tempo que estou sem pilotar um fórmula e o fato de ser minha primeira vez em Assen” declarou Pizzonia.

Buurman passou Martin na última volta, pelo 3º. Salaquarda foi o 4º, com o pole Tappy em 6º.

A próxima prova da temporada acontece no circuito de Zolder, na Bélgica nos dias 16 e 17 de julho.

Final, Super Final:

1.  Craig Dolby Inglaterra  7m29s991
2.  Antonio Pizzonia Brasil  + 0s171
3.  Yelmer Buurman Holanda  + 2s068
4.  John Martin Austrália + 3s327
5.  Filip Salaquarda República Checa/Sparta Praga + 3s882
6.  Duncan Tappy Japão  + 7s570

Abandonos:

Neel Jani Bélgica/Anderlecht 3 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *