Spyder Race: Sérgio Pistili conquista primeira vitória e assume terceira posição no campeonato

O paulista Sérgio Pistili conquistou neste domingo (29), em Interlagos, sua primeira vitória na Spyder Race, categoria mais veloz do Campeonato Paulista de Automobilismo. O piloto da AT Auto Sport assumiu a primeira colocação a duas voltas do final – após o abandono de seu companheiro de equipe e então líder, Hyppolito Martinez –, e tornou-se o terceiro piloto a chegar ao degrau mais alto do pódio nesta ano – Fabio Perez e o próprio Martinez são os outros dois. Com esse resultado, Pistili assumiu, também, a terceira posição no campeonato e entrou na disputa pelo título de campeão da temporada.

O piloto da At Auto Sport já figurava entre os candidatos à vitória durante os treinos livres da última sexta-feira, quando chegou a liderar uma das sessões e fechou o dia com o quarto melhor tempo. Na corrida, superou um problema na largada – que o fez cair para a nona colocação –, e conquistou seu melhor resultado na categoria na prova que marcou o início da segunda metade do calendário. O resultado deixou Pistili animado com a possibilidade de disputar o título, principalmente após a melhorar no desempenho de seu carro conseguida após a quinta corrida do ano.


 


“Essa vitória aumenta muito o ânimo de toda a equipe, e acredito que, após a evolução que conseguimos na última etapa, tenhamos um carro excelente nas últimas corridas”, declarou o vencedor. “Naturalmente estou bastante feliz com o resultado. Foi um pouco difícil desencantar e vencer pela primeira vez, mas agora espero que outras vitórias venham na seqüência, para que eu me mantenha na disputa pelo título da temporada”, acrescentou o vencedor.


 


As primeiras voltas da sexta etapa da Spyder Race pareceram um replay da etapa anterior, disputada no início deste mês no circuito paulista. Mas o desfecho da corrida, após as 25 voltas previstas, foi bem diferente. Se na etapa passada Hyppolito Martinez e Fabio Perez disputaram metro a metro a vitória até a última volta, dessa vez a briga entre eles durou apenas nove giros.


 


Perez teve problemas elétricos e abandonou a prova quando ocupava a segunda colocação. Já Martinez foi novamente traído pelo câmbio e deixou a liderança na 22ª passagem. O embate entre eles – que juntos venceram cinco das seis provas disputadas neste ano –, começou logo na largada. A primeira tentativa de bandeira verde foi tumultuada pelo acidente causado por Rodrigo Posses – que atingiu Antonio Avallone Jr. e Celso Freitas numa tentativa de dupla ultrapassagem no Esse do Senna –, e provocou a entrada do safety car.


 


Na relargada, Martinez superou o pole position, mas recebeu o troco na freada para a Curva do Lago. Três voltas depois ele recuperou a ponta, e se manteve em primeiro até restarem duas voltas para o final – quando abandonou por quebra de câmbio. A segunda posição ficou com Renan Guerra, que conquistou, também, seu melhor resultado na temporada após cinco quebras na seqüência.


 


Apesar do incidente na largada que quase lhe tirou da disputa, Antonio Avallone Jr. teve bons motivos para comemorar a quarta posição conquistada na etapa deste domingo. Com esse resultado, ele descontou nove pontos em relação ao líder Fabio Perez, e se manteve em boa posição na disputa pelo título da temporada.


 


“Eu tinha boas chances de disputar a vitória nessa corrida, mas o acidente na largada desalinhou meu carro e me fez perder várias posições”, declarou Avallone. “Deixamos de lado o uso da injeção eletrônica e voltamos ao carburador há duas corridas. Com isso meu carro melhorou muito e pude, novamente, pensar em vencer. Já tivemos vários tipos de problema neste ano, e espero que de agora em diante possamos emplacar uma seqüência de bons resultados”, acrescentou o vice-líder do campeonato, que havia abandonado a prova anterior por quebra de motor.


 


Pela classe Light, a vitória ficou mais uma vez com Rony Martins, que fez ótima corrida de recuperação. Depois de bater de traseira na saída da Curva do Sol no início do treino classificatório de ontem – o pneu dianteiro esquerdo de seu carro estourou e fez com que ele perdesse o controle do carro a mais de 150 km/h –, Rony largou da última posição e recebeu a bandeirada em quarto, a apenas 0s315 da terceira colocação. “Para o campeonato foi um excelente resultado, apesar de meu carro não estar 100% por causa da batida de ontem”, declarou.


 


O segundo lugar na Light, que nas últimas duas corridas havia ficado com o vice-líder do campeonato, José Cardoso, desta vez terminou com Alexandre Miranda, o terceiro na tabela. Pole position na categoria, Miranda foi um dos mais prejudicados pelos acidentes ocorridos na largada, e perdeu várias posições. No final, recuperou o segundo lugar e abriu 20 pontos de vantagem para o quarto colocado no campeonato, Alfredo Landsberger p que recebeu a bandeirada em quinto na categoria.


 


“Tive um problema na bomba de combustível, e no final meu carro começou a vibrar muito. Diante dos problemas, acredito que o resultado tenha sido positivo e pude conquistar pontos importantes para o campeonato”, declarou Miranda.


 


O resultado completo da sexta etapa da Spyder Race foi o seguinte:


1) Sérgio Pistilli, 25 voltas em 46min47s861


2) Renan Guerra, a 4s219


3) Fernando Fortes, a 23s849


4) Rony Martins (L), a 24s164


5) Antonio Avallone Jr., a 35s902


6) Gustavo Martins, a 53s057


7) Alexandre Miranda (L), a 53s098


8) Marco Cozzi (L), a 53s891


9) Jacomo Sanzone (L), a 1min29s925


10) Alfredo Landsberger (L), a 1min39s147


11) Roberto Dal Pont (L), a 1min51s099


12) Evandro Pelati (L), a 1 volta


13) Jeferson Leandrini (L), a 1 volta


14) Paulo Andrade (L), a 1 volta


15) Matheus Maccari (L), a 1 volta


16) Paulo Kato (L), a 2 voltas


17) Heinzjurgen Halle (L), a 2 voltas


18) Hyppolito Martinez, a 3 voltas


19) Henrique José, a 3 voltas


20) Ricardo Silva, a 10 voltas


21) Ronaldo Kastropil (L), a 11 voltas


22) Fábio Perez, a 16 voltas


23) Rodrigo Posses, a 25 voltas


24) Celso Freitas, a 25 voltas


 


 


Passadas seis etapas, o campeonato ficou assim:


 


Spyder Race:


1) Fabio Perez, 86


2) Antonio Avallone Jr., 65


3) Sergio Pistili, 54


4) Hyppolito Martinez, 52


5) Fernando Fortes, 52


6) Celso Freitas, 50


7) Henrique José, 35


8) Ricardo Kraft, 18


9) Renan Guerra, 17


10) Ivan Mendes, 12


11) Rodrigo Posses, 11


12) Gustavo Martins, 8


13) Ricardo Silva, 4


14) Charles Rotschild, 3


15) Leandro Romera, 1


 


Spyder Race Light


1) Rony Martins, 107


2) José Cardoso, 77


3) Alexandre Miranda, 55


4) Alfredo Landsberger, 35


5) Mauro Fiamma, 28


6) Jeferson Leandrini, 23


7) Evandro Pelati, 21


8) Jacomo Sanzone, 18


9) Roberto Dal Pont 16


10) Douglas Meireles, 14


11) Yassuhiro Sassaqui, 13


12) Arthur Herchcovitch 12


13) Marco Cozzi,  12


14) Paulo Kato, 11


15) Ronaldo Kastropil, 9


16) Paulo Andrade, 8


17) Alexandre Câmara, 3


18) Marcelo Romano, 1


19) Matheus Maccari, 1


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *