Stock: Átila Abreu abandona na zona de pontuação em Tarumã

“Meninão da Stock Car” largou dos boxes e estava em 15º lugar quando uma roda caiu.

A briga pelo título da Stock Car pegou fogo. Com o segundo lugar na penúltima etapa do campeonato, disputada domingo (23/1) em Tarumã (RS), Marcos Gomes (Medley) está a apenas um ponto de Ricardo Maurício (Medley), que terminou em terceiro. A vitória ficou com o atual campeão Cacá Bueno (Eurofarma-RC), que matematicamente já está fora da disputa. Maurício soma 286 pontos, contra 285 de Gomes. O encerramento da Copa Nextel Stock Car será dia 7 de dezembro, em Interlagos (SP).


Se na frente a disputa pela vitória foi acirrada, com três líderes diferentes e direito a toques na batalha pelo segundo lugar entre os dois companheiros de equipe e ponteiros do campeonato, no pelotão do meio as emoções não foram diferentes. Piloto mais rápido da corrida após as paradas para reabastecimento, o sorocabano Átila Abreu (Joy Kidswear/OTG/Colonial Rodas/Roca Cestas Básicas/Banco BMG) foi obrigado a abandonar faltando apenas sete voltas para o final, por ter perdido uma roda traseira em virtude da quebra dos prisioneiros, quando já ocupava a zona de pontuação. “Eu vinha em um ritmo muito bom, recuperando-me rapidamente por ter sido obrigado a largar dos boxes. Se não tivesse ficado sem roda, daria para chegar pelo menos em oitavo”, contou o sorocabano, que estava em 15º naquele momento e se preparando para ultrapassar Rodrigo Sperafico (Terra), que recebeu a bandeirada justamente na oitava colocação.


Quando saiu para a volta de alinhamento na 15ª posição, Átila Abreu foi surpreendido com a quebra do eixo cardã no meio do circuito. Decidido a largar de qualquer jeito, o ‘Meninão da Stock Car’ conseguiu convencer os fiscais de pista a guincharem seu carro, e a JF Racing efetuou a troca a tempo dele largar dos boxes. “Eu não desisto nunca. Tentei de todas as formas que as coisas ainda dessem certo, e os mecânicos foram maravilhosos, mostraram que são unidos e tem espírito vencedor. Larguei depois de todo mundo, mas ainda mais motivado”, comentou o jovem de apenas 21 anos de idade.


Partindo em 33º e último depois que todos passaram pela saída de boxe, Átila veio se recuperando e na 28ª volta já estava na 19ª posição. Após o pit stop obrigatório, ele voltou virando os melhores tempos da prova, ainda mais rápido do que os ponteiros. “Na minha parada eu pedi para trocarem os quatro pneus, o que se mostrou a estratégia acertada. Meu carro ficou bem equilibrado e comecei a ganhar posições rapidamente”, explicou o piloto da Joy Kidswear/OTG/Colonial Rodas/Roca Cestas Básicas/Banco BMG, que na 35ª volta foi obrigado a abandonar. Agora Átila Abreu ocupa a oitava posição no certame.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *