Stock: Átila vence sua primeira em corrida movimentada em Ribeirão Preto

Pela primeira vez na carreira, Átila Abreu venceu uma etapa da Stock Car e para coincidência, em um circuito que estreia na categoria.

Não era esperado muitas emoções em um circuito que tinha como grande desafio as ultrapassagens, mas por outro lado, o fato de os carros passarem colados no muro em alguns trechos rendeu incidentes que tiraram a teórica monotonia da corrida e modificaram as posições dentro da pista.

Logo na primeira volta, os acidentes tomaram conta da corrida. Xandinho Negrão escapou em uma das curvas iniciais da pista e conseguiu voltar, mas atingiu o carro de Felipe Maluhy, se chocando contra a parede. Ambos seguiram na prova, mas Xandinho, piloto da Medley A. Mattheis, foi punido perto do final da corrida.

Mas o incidente que realmente mexeu com a corrida foi o que envolveu os carros de Júlio Campos e Luciano Burti que provocaram um engavetamento com Hellmeister, Lico, Gresse e Ricci que levou a direção de prova a interromper a corrida sob bandeira vermelha. Um pneu furado no carro de Campos teria causado a batida.

Com os carros já reposicionados no grid e após a liderança do safety car durante três voltas, os carros voltaram a acelerar. Átila Abreu trazia Ricardo Maurício logo atrás, mas que não representou em momento algum uma ameaça perigosa ao líder. Foi então que Abreu começou a construir uma vantagem para poder realizar a parada obrigatória para o reabastecimento com tranquilidade.

Na volta 12, os carros começaram a chegar aos boxes e o piloto da AMG, além de ter boa vantagem, viu sua equipe trabalhar bem e em pouquíssimos segundos liberá-lo para retornar a pista com a tranquilidade de que após a parada de todos ele ainda seria o líder.

Após os reabastecimentos obrigatórios, novos acidentes voltaram a movimentar a corrida, mas somente um, nas voltas finais da corrida, necessitaria da intervenção do carro de segurança.

Valdeno Brito foi tocado por Max Wilson, mas conseguiu permanecer na pista após rodar e beliscar o muro. Quem também encostou no muro foi Constantino, na volta 20. Um pouco depois, Neto bateu logo na saída dos boxes e ficou na contramão da pista e assim se viu obrigado a sair do traçado dos carros que vinham para a reta e entrar pela contramão nos boxes.

Quem abandonou mesmo foi Diego Nunes, que não conseguiu desviar da rodada de Sondermann na mesma curva, e bateu na proteção de pneus. Com a nova entrada do carro de segurança, Losacco entrou nos boxes e deu o pulo do gato já que retornou na sexta posição, em uma corrida que parecia perdida para ele, visto que havia largado na 19ª posição.

Nas voltas finais o safety car recolheu aos boxes e Átila Abreu só precisou administrar a liderança para receber a bandeira quadriculada à frente de todos na Stock pela primeira vez na carreira. Ricardo Maurício foi o segundo e Antonio Pizzonia, da Hot Car, completou o pódio. Abreu tem agora 94 pontos no campeonato e mantém a liderança da competição.

A próxima etapa, que será realizada após a parada para a Copa do Mundo, acontecerá no circuito de rua de Salvador, no dia 15 de agosto.

Confira o resultado final da 5ª Etapa realizada em Ribeirão Preto:

1) Átila Abreu(Chevrolet), 00h36min40s042
2) Ricardo Mauricio(Chevrolet), a 1s930
3) Antonio Pizzonia(Chevrolet), a 2s887
4) Daniel Serra (Peugeot), a 3s233
5) Max Wilson (Chevrolet), a 4s029
6) Giuliano Losacco(Peugeot), a 6s593
7) Felipe Maluhy(Chevrolet), a 10s352
8) Ricardo Zonta(Chevrolet), a 10s754
9) Cacá Bueno (Peugeot), a 11s408
10) Allam Khodair(Peugeot), a 13s153
11) Cláudio Ricci(Peugeot), a 13s715
12) Nonô Figueiredo(Chevrolet), a 15s025
13) Marcos Gomes(Peugeot), a 18s614
14) Xandinho Negrão(Chevrolet), a 18s805
15) Betinho Gresse(Chevrolet), a 19s728
16) Christian Fittipaldi (Chevrolet), a 24s124
17) Valdeno Brito(Chevrolet), a 27s609
18) Thiago Marques(Peugeot), a 30s046
19) Alceu Feldman(Peugeot), a 30s426
20) Thiago Camilo(Chevrolet), a 30s892
21) Gustavo Sondermann(Chevrolet), a 31s400
22) Duda Pamplona(Chevrolet), a 32s019
23) Pedro Gomes(Chevrolet) a 36s319
24) Tarso Marques(Chevrolet), a 42s884
25) David Muffato(Peugeot), a 45s344
26) Popó Bueno (Chevrolet), a 1 volta
27) Wiliam Starostik(Chevrolet), a 2 voltas

Os dez melhores no campeonato são:

1) Átila Abreu, 94
2) Ricardo Maurício, 65
3) Max Wilson, 60
4) Felipe Maluhy, 51
5) Allam Khodair e Daniel Serra, 47
7) Nonô Figueiredo, 43
8) Cacá Bueno, 36
9) Júlio Campos, 32
10) Lico Kaesemodel, 18

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *