Stock: Bragantini lamenta atitude de Valdeno

Após corrida vencida por Marcos Gomes, piloto da Nova RR acusou Brito: “ele me tirou da pista”.

A vitória tranqüila de Marcos Gomes (Medley Mattheis) na sexta etapa da Copa Nextel Stock Car não reflete a realidade do que foi a corrida disputada neste sábado (2), em Interlagos. Logo na largada, a batida de William Starostik (WA Mattheis) no S do Senna motivou a entrada do Safety Car. Até o final da prova aconteceram vários outros acidentes, que influenciaram diretamente na classificação da prova.


O mais polêmico deles foi entre André Bragantini Júnior (Eurofarma / Hope RH) e Valdeno Brito (Medley Mattheis) O piloto da Nova RR (Peugeot) foi tocado pelo paraibano na sexta volta, quando defendia a oitava posição. “Ele foi desleal. Me tirou da pista, desalinhando meu carro e me fazendo jogar fora um resultado garantido”, esbravejou Bragantini. “Eu terminaria a corrida entre os seis primeiros”, ressaltou.


Após a batida, o atual vice-campeão da Stock Car Light teve que ir para os boxes para prender o pára-choque dianteiro. Com isso, ficou uma volta atrás dos líderes e não conseguiu chegar na zona de pontos. O mesmo aconteceu com o outro piloto da equipe, Norberto Gresse Filho (Agecom / Bardahl). O campeão da Light sofreu com o desgaste de freios e cruzou a linha de chegada em 22º, após uma escapada no final da prova.


Mesmo assim, a dupla ficou satisfeita com a evolução dos carros. “Pela primeira vez consegui terminar uma corrida. A maré de azar está indo embora aos poucos e estamos confiantes para a corrida do milhão”, adiantou Gresse, referindo-se à próxima etapa, marcada para 31 de agosto, no Rio de Janeiro.


Na briga contra o rebaixamento, a equipe teve sorte, pois, mesmo sem pontuar, manteve-se na 14ª posição. “Os outros times que estão próximos na tabela de classificação também não foram bem”, comemora o engenheiro Tom Lellis, que já iniciou o planejamento estratégico para a corrida carioca, que terá maior duração, dois reabastecimentos e possibilidade de troca de pneus. “O jogo de equipe contará muito nessa corrida”, aposta.


A festa do pódio comandada por Gomes contou com a presença de Thiago Camilo (Texaco Vogel) e Cacá Bueno (Eurofarma RC), que também cravou a volta mais rápida da corrida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *