Stock: Cacá Bueno é o mais rápido da Stock Car no Paraná

Mais de 40 carros no mesmo segundo é novo recorde da categoria.

Atual campeão e líder da temporada, Cacá Bueno (RC) foi o mais rápido de um dia histórico para a Stock Car. Nos treinos que abriram a programação da sétima etapa de 2007, nesta quinta-feira no Autódromo Internacional de Curitiba – Pinhais, 45 carros pela manhã e 44 à tarde ficaram separados por menos de um segundo. Os ensaios dão bem uma amostra do equilíbrio que deve marcar a briga nas tomadas classificatórias de amanhã. “Tem tudo para ser a pole mais disputada do ano e decidida no pelinho”, afirmou Ricardo Maurício (Medley), terceiro colocado na classificação geral e que fechou o consolidado das duas sessões na 11ª posição.

Se o tráfego pesado provocado pelo elevado número de inscritos já seria um problema em qualquer circuito do calendário, no anel externo da capital paranaense – e seus diminutos 2.550 metros de comprimento – pode adquirir tons dramáticos. Serão 50 carros brigando por uma vaga entre os 38 que largarão no sábado e, ao menos no caso das equipes principais, por uma vaga entre os Top 10 que decidirão a pole na superclassificação. O problema é que o regulamento da prova limita em 16 o número máximo de voltas e cada piloto tem apenas dois jogos novos de pneus para o fim de semana. Um carro mais lento à frente pode significar a perda de várias posições no grid. Uma bandeira vermelha – ela truncou as atividades incontáveis vezes neste primeiro dia – na volta boa dos pneus é outro fantasma que assusta. “Será importante, mas difícil, escolher o momento certo de entrar na pista”, observou Maurício.

O diretor-técnico da Equipe Medley, Andreas Mattheis, sabe que ainda terá de trabalhar para colocar os carros em condições de brigar pelas primeiras filas da corrida de sábado. “Meu motor não anda de reta. Apenas para meu companheiro de equipe, perdia quatro quilômetros numa reta e cinco na outra. Não era o que eu esperava, mas acho que teremos de colocar meu motor titular nas classificações. Se resolvermos essa questão, aí sim estarei com boas chances”, afirmou Maurício.

Nono no campeonato e disposto a sair de Curitiba com a vaga antecipada aos playoffs finais, Marcos Gomes não escondeu o desapontamento com o resultado final – foi o 29º pela manhã e o 22º à tarde. “O carro está voando de reta, mas não funciona bem nas única duas curvas do circuito. Vamos olhar atentamente a telemetria para saber o que precisaremos mudar”, comentou. Nos boxes da equipe coirmã, a Vivanz 307 Racing, Guto Negrão voltou a enfrentar dificuldades. Terminou o primeiro treino em 22º e 41 no segundo. “Mexemos na asa traseira, mas ficou perigoso nas curvas”, contou.

A primeira classificatória está marcada para as 10h50 de amanhã, com duração de 90 minutos. Os 10 mais rápidos definem quem abrirá o grid no superqualifying, às 12h50.

Os 15 melhores de hoje foram:
1º) Cacá Bueno (ML, RJ), 51.128, média de 179,54 Km/h
2º) Carlos Alves (VB, SP), 51.302
3º) Antonio Jorge Neto (ML, SP), 51.314
4º) Valdeno Brito (P3, PB), 51.415
5º) Ricardo Sperafico (P3, PR), 51.427
6º) Enrique Bernoldi (VB, PR), 51.434
7º) Pedro Gomes (P3, SP), 51.482
8º) Felipe Maluhy (ML, SP), 51.487
9º) Jose Cordova (ML, PR), 51.499
10º) Alceu Feldmann (CA, PR), 51.521
11º) Ricardo Mauricio (CA, SP), 51.556
12º) Thiago Camilo (CA, SP), 51.566
13º) Daniel Landi (P3, SP), 51.586
14º) Juliano Moro (ML, RS), 51.599
15º) Thiago Marques (VB, PR), 51.610

Fotos: Miguel Costa Jr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *