Stock: Cacá Bueno vence e Red Bull faz dobradinha em Interlagos

Daniel Serra foi segundo; Ricardinho Maurício (Eurofarma RC) completou o pódio

O tricampeão Cacá Bueno contou com problemas dos adversários diretos, não vacilou na parada nos boxes e faturou sua primeira vitória na temporada 2011 da Copa Caixa Stock Car, neste domingo, no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos. Daniel Serra, seu companheiro na Red Bull Racing comandada por Andreas Mattheis, também foi ao pódio, em segundo. Ricardo Maurício (Eurofarma RC), o pole position, teve problemas no reabastecimento, fez prova de recuperação e ainda terminou em terceiro. Cerca de 36 mil pessoas acompanharam no circuito paulistano a segunda corrida do ano da principal categoria do automobilismo brasileiro.

“Na verdade nossa corrida começou lá em Curitiba. Grande parte da nossa dobradinha foi por causa da análise humilde e cuidadosa dos dados que a gente tinha sobre a primeira corrida. Fizemos um planejamento completamente diferente para São Paulo e contei um pouco com sorte. Depois de um começo de temporada ruim, a gente conseguiu comemorar. O ano começou para a gente nesse final de semana”, resumiu o campeão da Stock Car em 2006, 2007 e 2009. “Ainda falta um pouco de velocidade, mas encontramos um ritmo.”

Vencedor da primeira etapa há duas semanas em Curitiba, Thiago Camilo (Ipiranga RCM) largou em 13º lugar e acabou a prova em quarto após ultrapassar Luciano Burti (Itaipava Racing) na última volta. O resultado garantiu ao piloto paulista a liderança da classificação do campeonato. Ele foi a 39 pontos, contra 32 do atual campeão Max Wilson (Eurofarma RC), que saiu da 17ª posição para receber a bandeirada em quinto.

O paulista Daniel Serra completou a festa da escuderia de Andreas Mattheis. Foi a segunda vez em três anos que os dois pilotos da Red Bull Racing dominaram os dois lugares mais altos do pódio. Em 2009, no Rio de Janeiro, Daniel Serra conquistou sua primeira e única vitória na Copa Caixa Stock Car e Cacá Bueno foi segundo. “Erramos na classificação, porque daria para largar um pouco mais na frente”, explicou Serrinha, o quinto no grid. “A corrida foi boa, tentei buscar o Cacá depois da parada, mas nosso ritmo era muito parecido. Acho que estaremos fortes esse ano.”

Na primeira corrida do ano, Marcos Gomes (Medley FullTime) largou na frente, mas perdeu a chance de vencer por causa de um problema no reabastecimento. Neste domingo em Interlagos foi a vez do campeão de 2008 Ricardo Maurício viver drama semelhante. “O carro estava muito bom, bem equilibrado, larguei bem e sabia que o Marquinhos (Gomes) viria para cima, porque é o estilo dele. Infelizmente, na parada no box, logo que o carro bateu no chão eu sai, e o galão de combustível ficou pendurado. Foi uma pena. O terceiro lugar me deu pontos importantes para o campeonato”, definiu o vencedor da Corrida do Milhão do ano passado em Interlagos.

A largada não contou com acidentes em Interlagos. Praticamente todos os pilotos contornaram o S do Senna sem problemas e Ricardinho rasgou a Reta Oposta em primeiro, seguido por Marcos Gomes, que superou Cacá Bueno. “Eu não tinha condições de acompanhar o Marquinhos e o Ricardinho, então fiquei ali em terceiro pensando em poupar os pneus”, contou o vencedor. Antes da décima volta as equipes começaram a chamar os pilotos aos boxes para realizar a parada obrigatória. Foi então que Ricardinho teve o problema e não pôde mais lutar pela vitória.

Depois da janela de paradas, Cacá Bueno assumiu a ponta da corrida, com Daniel Serra em segundo, enquanto Ricardo Maurício começou sua escalada até o terceiro lugar. Os dois pilotos da Red Bull então passaram a administrar a vantagem na ponta até a bandeira quadriculada. “Excelente trabalho rapaziada!”, gritou no rádio o vencedor. “Belo trabalho de todo mundo na equipe, é isso ai, vamos lá!”, festejou o piloto que havia vencido pela última vez ano passado, na 11ª etapa realizada em Brasília.

Confira o resultado extra oficial da 2ª etapa da Copa Caixa Stock Car, em São Paulo:

1º) Cacá Bueno (Red Bull Racing) – Peugeot – 27 voltas (em 46min16s193)
2º) Daniel Serra (Red Bull Racing)- Peugeot – a 1s086
3º) Ricardo Maurício (Eurofarma RC) – Chevrolet – a 2s176
4º) Thiago Camilo (RCM Motorsport) – Chevrolet – a 16s653
5º) Max Wilson (Eurofarma RC) – Chevrolet – a 23s959
6º) David Muffato (Itaipava Racing) – Peugeot – a 27s184
7º) Duda Pamplona (Officer ProGP) – Chevrolet – a 27s781
8º) Ricardo Zonta (RZ Crystal Racing) – Chevrolet – a 28s360
9º) Átila Abreu (AMG Motorsport) – Chevrolet – a 29s088
10º) Popó Bueno (Comprafacil.com/A.Mattheis) – Chevrolet – a 35s453
11º) Felipe Maluhy (Officer ProGP) – Chevrolet – a 36s424
12º) Luciano Burti (Itaipava Racing) – Peugeot – a 36s538
13º) Valdeno Brito (Esso Mobil Super Racing) – Chevrolet – a 39s655
14º) Julio Campos (Scuderia 111) – Peugeot – a 47s596
15º) Lico Kaesemodel (RCM Motorsport) – Chevrolet – a 48s742
16º) Betinho Valerio (Amir Nasr Racing) – Peugeot – a 48s899
17º) Willian Starostik (Amir Nasr Racing) – Peugeot – a 49s231
18º) Diego Nunes (Bassani Racing) – Peugeot – a 49s938
19º) Eduardo Leite (Hot Car Competições) – Chevrolet – a 50s835
20º) Denis Navarro (Bassani Racing) – Peugeot – a 53s281
21º) Alceu Feldmann (Comprafacil.com/A.Mattheis) – Chevrolet – a 55s539
22º) Tuka Rocha (BMC Vogel) – Chevrolet – a 56s098
23º) Nonô Figueiredo (Esso Mobil Super Racing) – Chevrolet – a 1min03s491
24º) Rodrigo Sperafico (JF Racing) – Peugeot – a 1min22s397
Não completaram:
Rodrigo Navarro – JF Racing – a 7 voltas
Xandinho Negrão – Medley FullTime – a 12 voltas
Cláudio Ricci – Crystal Racing Team – a 12 voltas
Marcos Gomes – Medley FullTime – a 14 voltas
Alan Hellmeister – Scuderia 111 – a 14 voltas
Giuliano Losacco – Hot Car Competições – a 19 voltas
Allam Khodair – Blau Vogel – a 20 voltas

Melhor volta: Marcos Gomes (FullTime Sports), 1min39s241

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *